Fascismo

ideologia totalitária e nacionalista
Merge-arrows.svg
Este artigo deve ser fundido com: Definições de fascismo.


Fasces2.png

O fascismo é uma doutrina totalitária desenvolvida por Benito Mussolini na Itália, a partir de 1919, e durante seu governo (19221943 e 19431945).


  • “O Fascismo é a ideologia do Estado centralizador”.
- Dinesh D'Souza no programa Politicking with Larry King
  • “Enquanto sistema econômico, o Fascismo é socialismo com um verniz capitalista. (...) O Fascismo caracterizava-se pelo corporativismo, no qual a representação política era baseada no comércio e na indústria, e não na geografia. Nisto, o Fascismo revelava as suas raízes no sindicalismo, um modelo de socialismo oriundo da esquerda.”
- As an economic system, fascism is socialism with a capitalist veneer. (...) Fascism embodied corporatism, in which political representation was based on trade and industry rather than on geography. In this, fascism revealed its roots in syndicalism, a form of socialism originating on the left.
- Sheldon Richman, in: Fascism, The Library of Economics and Liberty
  • Uma filosofia política, movimento ou regime que exalta a nação e frequentemente raça acima do indivíduo e que defende um governo centralizado autocrático encabeçado por um líder ditatorial, severa arregimentação econômica e social e forçada supressão da oposição.[1]
  • A tendência por ou efetivo exercício de forte controle ditatorial ou autocrático.
- Merriam-Webster[2]
  • “O Fascismo [italiano] foi uma variante do marxismo clássico, um sistema de crenças que trazia consigo alguns temas abordados por Marx e Engels e que terminou por encontrar expressão na forma de ‘nacional-sindicalismo’ e dar vida ao primeiro Fascismo.”
- [Italian] Fascism was a variant of classical Marxism, a believe system that pressed some themes argued by both Marx and Engels until they found expression in the form of ‘national syndicalism’ that was to animate the first Fascism.
- A. James Gregor, in: Young Mussolini and the Intellectual Origins of Fascism, 1979. p. xi.
  • “O que é fascismo? Fascismo é propriedade privada, iniciativa privada, sob o controle total do Estado.”
- Ronald Reagan, em entrevista ao '60 Minutes', programa jornalístico da CBS — 14 de dezembro de 1975
  • "(...) O Fascismo [é] a completa oposição ao ... socialismo marxista, à concepção materialista da história das civilizações humanas, que explica a evolução humana como simples conflitos de interesses entre vários grupos sociais e pela mudança e desenvolvimento envolvendo os instrumentos e modos de produção...
- Benito Mussolini, in: Doutrina do Fascismo, 1923
  • "Podemos ver que, como usada, a palavra fascismo é quase que inteiramente sem sentido. Na conversa, obviamente, é usada de forma mais desenfreada do que na imprensa. Eu ouvi sendo aplicada a fazendeiros, lojistas, crédito social, punição corporal, caça às raposas, touradas, o comitê de 1922, o comitê de 1941, Kipling, Gandhi, Chiang Kai-Shek, homossexualidade, as transmissões de Priestley, albergues de estudantes, astrologia, mulheres, cachorros, e eu não o que mais."
- It will be seen that, as used, the word 'Fascism' is almost entirely meaningless. In conversation, of course, it is used even more wildly than in print. I have heard it applied to farmers, shopkeepers, Social Credit, corporal punishment, foxhunting, bullfighting, the 1922 Committee, the 1941 Committee, Kipling, Gandhi, Chiang Kai-Shek, homosexuality, Priestley's broadcasts, Youth Hostels, astrology, women, dogs, and I do not what else.
- Orwell and Politics, George Orwell, ‎Peter Davison, Penguin Books Limited · 2001, ISBN: 9780141913926, 0141913924
- Pensar‎ - Página 264, Vergílio Ferreira - Bertrand Editora, 1992, ISBN 9722506706, 9789722506700, 3a. ed. - 373 páginas
  • “O internacionalismo — fascista ou soviético — não passa de um nacionalismo ampliado planetariamente.”
- Félix Duque, Los buenos europeos: Hacia una filosofía de la Europa contemporánea, 2ª edición actualizada y revisada, Ediciones Nobel, Oviedo: 2003.
  • "O fascismo se apresentou não só como uma alternativa, mas também como o herdeiro do socialismo"
- Fascism presented itself not only as an alternative, but also as the heir to socialism
- Jacob Talmon, The Myth of the Nation and the Vision of Revolution, University of California Press, 1981, p. 501
  • "No fascismo, como no comunismo, a ideia do futuro baseava-se numa crítica da modernidade burguesa ... Ele nasceu de uma variedade de correntes e de autores de origens muito diferentes, todos os quais demonizavam a burguesia. A doutrina foi expressa como pós-marxista, não como pré-liberal.
- In Fascism, as in Communism, the idea of the future was based on a critique of bourgeois modernity… It rose from a variety of currents and from authors of very different origins, all of whom demonized the bourgeoisie. The doctrine was cast as post-Marxist, not as pre-liberal
- François Furet, The Passing of an Illusion, The Idea of Communism in the Twentieth Century, University of Chicago Press, 1999, p. 175
  • Mussolini insistia que o Fascismo era a única forma apropriada de ‘socialismo’ para as ‘nações proletárias’ do século XX.
- Mussolini insisted that Fascism was the only form of ‘socialism’ appropriate to the ‘proletarian nations’ of the twentieth century.
- A. James Gregor in: The Phoenix: Fascism in Our Time
  • "Se a ideologia do Fascismo não pode ser descrita como uma simplória reação ao marxismo, sua origens, contudo, foram o resultado direto de uma revisão bastante específica do marxismo. Uma revisão do marxismo e não uma variedade de marxismo ou uma consequência do marxismo... Foram os sorelianos italianos e franceses, os teóricos do sindicalismo revolucionário, que fizeram essa revisão nova e original do marxismo, e isto foi, precisamente, a contribuição que deram para o nascimento da ideologia do Fascismo".
- If the Fascist ideology cannot be described as a simple response to Marxism, its origins, on the other hand, were the direct result of very specific revision of Marxism. It was a revision of Marxism and not a variety of Marxism or a consequence of Marxism... It was the French and Italian Sorelians, the theoreticians of revolutionary syndicalism who made this new and original revision of Marxism, and precisely this was their contribution to the birth of the Fascist ideology.
- Zeev Sternhell in: The Birth of Fascist Ideology: From Cultural Rebellion to Political Revolution, 1994, p. 5
  • "Na forma como emergiu na virada do século e se desenvolveu nas décadas de 1920 e 1930, a ideologia do Fascismo representava uma síntese do nacionalismo orgânico com a revisão antimaterialista do marxismo. Representava uma aspiração revolucionária baseada na rejeição do individualismo, seja liberal ou marxista, e criava os elementos de uma cultura política nova e original".
- In the form that it emerged at the turn of the century and developed in the 1920s and 1930s, the fascist ideology represented a synthesis of organic nationalism with the antimaterialist revision of Marxism. It expressed a revolutionary aspiration based on a rejection of individualism, whether liberal or Marxist, and it created the elements of a new and original political culture.
- Zeev Sternhell in: The Birth of Fascist Ideology: From Cultural Rebellion to Political Revolution, 1994, p. 6
  • "O Fascismo adotou o aspecto econômico do liberalismo, mas negou completamente os seus princípios filosóficos e a herança moral e intelectual da modernidade".
- Fascism adopted the economic aspect of liberalism but completely denied its philosophical principles and the intellectual and moral heritage of modernity.
- Zeev Sternhell in: The Birth of Fascist Ideology: From Cultural Rebellion to Political Revolution, 1994, p. 7
  • "A nascente ideologia do Fascismo derivava o seu conteúdo básico inicial da síntese sindicalista-nacionalista. Essa síntese não seria possível sem a contribuição original de Sorel, que havia pregado o ódio à herança do século XVIII, por Voltaire e Rousseau, pela Revolução Francesa, pelo racionalismo e pelo otimismo, pela democracia liberal e pela sociedade burguesa".
- The nascent Fascist ideology derived its initial basic content from the syndicalist-nationalist synthesis. This synthesis would not have been possible without the original contribution of Sorel, Sorel who had preached hatred for the heritage of the eighteenth century, for Voltaire and Rousseau, for the French Revolution, for rationalism and optimism, for liberal democracy and bourgeois society.
- Zeev Sternhell in: The Birth of Fascist Ideology: From Cultural Rebellion to Political Revolution, 1994, p. 90

Lemas e provérbios fascistas

  • "Tudo no Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado."
- Tutto nello Stato, niente al di fuori dello Stato, nulla contro lo Stato
- Parte do discurso de Benito Mussolini no Teatro della Scala [1], Milão, 28 outubro 1925
  • "Não me importa"
- Me ne frego, o lema fascista italiano.
- Hitler en América - Página 71, Omar Díaz Aparicio · Imp. Deptal., 1983
  • "Livro e musquete - fascista perfeito."
- Libro e moschetto - fascista perfetto
- Archivio storico italiano - Página 196, Leo S. Olschki, 1933

Veja também

A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Fascismo.
O Wikimedia Commons possui multimídia sobre: Fascismo.