Definições de fascismo

Segundo EcoEditar

Assim Umberto Eco descreve o fascismo italiano:[1]

  1. O culto da tradição.
  2. A rejeição do modernismo.
  3. O culto da ação pela ação.
  4. Desacordo é traição.
  5. Medo da diferença.
  6. Apelo à frustração social.
  7. A obsessão com um enredo.
  8. O inimigo é forte e fraco.
  9. O pacifismo está trabalhando com o inimigo.
  10. Desprezo pelos fracos.
  11. Machismo e armamento.
  12. Populismo seletivo.
  13. Simplismo e proselitismo.


Segundo Naomi WolfEditar

A Naomi Wolf descreve o fascismo em sociedades ocidentais inicialmente democráticas:[2]

  1. Invocar um terrível inimigo interno e externo
  2. Crie um gulag
  3. Desenvolver uma casta de bandidos
  4. Criar um sistema de vigilância interna
  5. Acossar grupos de cidadãos
  6. Envolver-se em detenção e liberação arbitrárias
  7. Criar bodes expiatórios
  8. Controlar imprensa
  9. Fazer equivalência entre dissidência e traição
  10. Colocar as garantias legais em suspenso

Segundo FerreiraEditar

Segundo Carlos Serrano Ferreira, esta é a caracterização do fascismo:

  1. guerras de agressão
  2. militarismo
  3. violação a soberania dos povos

Segundo PaxtonEditar

São estes os 5 aspectos do fascismo segundo ele:[3]

  1. Ataque aberto à democracia
  2. Apelo a um homem forte
  3. Desprezo pela fraqueza humana
  4. Obsessão com a hiper-masculinidade
  5. Militarismo agressivo
  6. Apelo à grandeza nacional
  7. Desdém pelo feminino
  8. Investimento na linguagem da cultura declinante
  9. Desprezo dos direitos humanos
  10. Supressão da dissensão
  11. Propensão à violência
  12. Desprezo pelos intelectuais
  13. Ódio à razão
  14. Fantasias de superioridade racial
  15. Políticas eliminacionistas voltadas para a "limpeza social"

Segundo ReichEditar

Segundo Wilhelm Reich, o fascismo se calca no:[4]

  1. moralismo
  2. medo da liberdade e irracionalismo
  3. xenofobia
  4. racismo
  5. clamor por ordem.

Segundo BrittEditar

São estes 14 aspectos que gestaram uma influência mais ampla do fascismo italiano no mundo:[5]

  1. Uso amplo do discurso nacionalista
  2. Desprezo pelos direitos humanos
  3. Uso de bodes expiatórios como causas únicas de problemas
  4. Supremacia do militarismo
  5. Sexismo exacerbado
  6. Mídia de massa controlada
  7. Obsessão com a segurança nacional
  8. Ligação entre Estado e religião
  9. Propriedades privadas das grandes empresas protegidas
  10. Associação de trabalhadores suprimida
  11. Supressão da intelectualidade e das artes
  12. Obsessão por crime e castigo
  13. Corrupção exacerbada
  14. Eleições fraudulentas

Segundo StanleyEditar

Segundo Jason Stanley, o fascismo se alicerça no :[6]

  1. culto ao passado e no uso massivo de propaganda
  2. controle da mídia
  3. hierarquia e o apelo à autoridade
  4. forte apelo para uma falta de contato com a realidade
  5. apelo a lei e a ordem e o discurso de valorização da exploração do trabalho de seus adversários
  6. valorização da hierarquia e o apelo à autoridade
  7. o vitimismo
  8. a ansiedade sexual
  9. discurso de decadência social moral o vitimismo
  10. ansiedade sexual
  11. discurso de decadência social moral
  12. ódio a racionalidade.

Segundo GirouxEditar

O Henry Giroux acrescenta também a isso o fato de que o fascismo se caracteriza como:[7][8]

  1. negação da realidade
  2. linguagem violenta
  3. normalização da ignorância e da grosseria
  4. o culto a performance do político mais do que os fatos
  5. uso de hipérboles.

Segundo DimitrovEditar

Segundo Georgi Dimitrov, o fascismo é "a ditadura abertamente terrorista dos elementos mais reacionários, mais chauvinistas e mais imperialistas do capital financeiro".[9]

Segundo VasconcellosEditar

Para o Gilberto Felisberto Vasconcellos, o fascismo é "um meio específico de organizar e mobilizar a pequena burguesia para fazer o jogo do capital financeiro".[10]

Segundo o dicionário Merriam-WebsterEditar

  1. Uma filosofia política, movimento ou regime que exalta a nação e frequentemente raça acima do indivíduo e que defende um governo centralizado autocrático encabeçado por um líder ditatorial, severa arregimentação econômica e social e forçada supressão da oposição.[11]
  2. A tendência por ou efetivo exercício de forte controle ditatorial ou autocrático.

Referências

Veja tambémEditar

Fascismo

A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Lista de definições de fascismo.