Abrir menu principal

Nilo Procópio Peçanha

político brasileiro, 7° presidente do Brasil
Nilo Peçanha
Nilo Peçanha
Nilo Procópio Peçanha em outros projetos:

Nilo Procópio Peçanha (Campos, Rio de Janeiro, 2 de outubro de 1867 – Rio de Janeiro, 31 de março de 1924) foi um político brasileiro. Assumiu a presidência da república após o falecimento de Afonso Pena, em 14 de junho de 1909, e governou até 15 de novembro de 1910.


- O vice-presidente Nilo Peçanha ao assumir a presidência, para completar o mandato de Afonso Pena, falecido a 14 de junho de 1909
- fonte: "Jornal do Século" (Jornal do Brasil) [1]
  • "Não saíram das academias os inventores da locomotiva, do navio, do telégrafo, do telefone, do farol, da fotografia em negro e em cores, e de centenas de outras invenções, em que os seus autores, humildes representantes do trabalho manual e verdadeiros criadores da civilização moderna, sabiam fazer uma coisa que os sábios de hoje ignoram, isto é, servirem-se de suas próprias mãos."
- PEÇANHA, Nilo. Impressões da Europa (Suissa, Italia e Hespanha). 3ª ed. N. Chini & Cia. Nice. 1912. p.39.
  • "O Brasil de hoje sai das Academias e o Brasil de amanhã sairá das oficinas."

SobreEditar