Abrir menu principal
Gordurema.jpg

Comida é uma substância alimentícia que, uma vez ingerida por um organismo vivo, o provê de elementos para sua nutrição e permite sua conservação.



  • "A riqueza é para ser gasta, assim como a comida para ser consumida".
- The only use of wealth is to spend it, just as the only use of food js to consume it.
- The Essays (I-LVIII) Or, Counsels Civil and Moral of Francis, Lord Verulam, Viscount St. Albans - página 165, Francis Bacon - W. Collins, sons, and Company, 1879
  • "Comer é uma necessidade do estômago; beber é uma necessidade da alma."
- Manger est un besoin de l'estomac; boire est un besoin de l'âme
- Claude Tillier; in "Mon oncle Benjamin" - Página 59; de Claude Tillier - Publicado por La Centaine, 1945 - 251 páginas
  • "A comida é uma arma."
- Maksim Litvinov - Ministro Soviético dos Negócios Estrangeiros.
  • "Os vermes nunca estão satisfeitos, mesmo que lhes demos muita comida"
- Elena Ceauşescu referindo-se ao povo romeno.
- Cristian Pătrăşconiu faz referência indireta a esta citação numa entrevista: www.cotidianul.ro
  • "O melhor tempero da comida é a fome."
- Cícero
  • "O carinho, como o jogo e a comida, exige certa dosagem".
- Fonte: Revista Nova Escola
  • "Quando dou comida aos pobres chamam-me de santo. Quando pergunto por que eles são pobres chamam-me de comunista."
- Dom Hélder Câmara
  • "Jogador de futebol, tem que ir na bola com a mesma disposição com que vai num prato de comida. Com fome, para estraçalhar."
- Neném Prancha
  • "O homem nunca pode parar de sonhar. O sonho é o alimento da alma, como a comida é o alimento do corpo."
- Paulo Coelho
  • "Mulheres, comida. Mansão, comida" / "Mulheres, dinheiro. Iates, dinheiro. Automóvel, dinheiro"
- Pica-Pau
  • A cura definitiva da maioria dos vícios e corrupções depende da cura do apego ao mundo e ao próprio ego, posto que ao curá-los a alma humana consegue tranqüilidade e segurança, e o coração se sossega e adquire a força da certeza sendo negligente em relação aos assuntos mundanos e não dando importância a nenhum tipo de comida e bebida; e se alguém o molesta por algum problema mundano ele o assume e toma com tranqüilidade, e desde que seu amado não é isca de peixe da gente do mundo, não vai detrás disso com ardor, e apesar de que resulta difícil cortar a raiz do apego ao mundo, especialmente ao começo da viagem, cada assunto difícil se torna fácil com uma decisão firme. A força da vontade e a decisão domina cada assunto difícil e problemático, e facilita e aproxima cada caminho, embora fosse comprido e pedregoso.
- Ruhollah Khomeini
  • “O que começou com perfume terminou com um fedor e tanto... Há algo em nós que por vezes explode, uma coisa que vive dentro de nós, comendo nossa comida, respirando o nosso ar, enxergando por nossos olhos, e quando essa coisa sai para brincar ninguém está imune; possessos, voltamo-nos uns contra os outros com impulsos assassinos, com a escuridão da Coisa nos olhos e armas de verdade nas mãos, vizinho contra vizinho, primo contra primo, irmão contra irmão, filho contra filho, todos possuídos pela Coisa.”
- Salman Rushdie
  • "Vazias as veias, nosso sangue se arrefece, indispostos ficamos desde cedo, incapazes de dar e de perdoar. Mas quando enchemos os canais e as calhas de nosso sangue com comida e vinho, fica a alma muito mais maleável do que durante esses jejuns de padre."
- William Shakespeare
  • ”Houve uma ocasião, no Rio, em que minha família quase passou fome, embora minha mãe fosse dona de pensão — só que a comida era "contada". Depois que vim para Hollywood e podia comprar tudo do bom e do melhor, não podia comer o que queria porque precisava fazer dieta para emagrecer, pois não era possível disfarçar as gordurinhas usando as baianas de barriga de fora. Que grande ironia!”
- Carmen Miranda
  • "Eu tinha então dois anos, e era ao mesmo tempo o mais gordo e maior gato em existência. Àquela idade eu tive de tudo que um animal é capaz de desejar. Como eu era afortunado! A providência tinha me colocado com sua tia! Aquela mulher de bem me adorou. Eu tive uma verdadeira cama, com almofadas de pena e coberturas triplas no fundo de uma guarda-roupa. Minha comida era igualmente excelente; nunca só pão, ou sopa, mas sempre carne, carne cuidadosamente escolhida. Bem, no meio de toda esta opulência, eu tive só um desejo, um sonho; eu queria deslizar para fora da janela e escapar pelos telhados. O excesso de carícias e a suavidade de minha cama me nauseou, e eu era tão somente gordura que me sentia repugnado de mim mesmo. Em resumo, eu ficava chateado o dia inteiro, por coisas que deveriam me fazer feliz".
- Émile Zola
  • Há quem fica assistindo a um filme pornográfico quando poderia estar procurando um parceiro, quem abre mão de comida para comprar heroína, quem posterga a gestação dos filhos para fazer carreira na empresa, quem come tanto que acaba indo mais cedo para o túmulo.
- Steven Pinker
  • "Uma vez pedi cegonha em um restaurante em Heidelberg, na Alemanha e quase me expulsaram de lá, pois o desenho da cegonha não era o nome da comida, mas sim uma ilustração do cardápio do restaurante.
- Marília Gabriela
  • "Muitos vegetarianos se parecem tanto com a comida que comem que poderiam ser classificados de canibais."
- Finley Peter Dunne
  • "Se tudo começou no Big Bang, só tinha de acabar no Big Mac. Conversávamos à toa sobre como ter nomeado o começo do universo de Big Bang era de certa forma entregar esse momento ao império anglo-saxão. Big Bang remete imediatamente a Big Ben, símbolo do poder do Império Britânico. Remete a big band, símbolo do poder da música americana; a bang bang, o poder do cinema americano; a Big Mac, o poder da comida americana..."
- José Miguel Wisnik, compositor, (agosto de 2005)
- Fonte: Revista VEJA, Edição 1937, de 28 de dezembro de 2005. A revista Veja, na época, elegeu esta frase como a frase mais idiota do milênio.
  • "...De um lado, milhões de camponese mortos de fome, com os seus corpos normalmente inchados por falta de comida; do outro lado, soldados, membros do OGPU que executavam as instruções da ditadura do proletariado. Percorreram o país como uma nuvem de gafanhotos e levaram tudo o que havia de comestível; fuzilaram ou exilaram milhares de camponeses, por vezes, aldeias inteiras; transformaram algumas das terras mais férteis do mundo num melancólico deserto."
- Malcolm Muggeridge (correspondente britânico). "War on the Peasants", Fortnightly Review, 1 de Maio de 1933.
  • "As mulheres são todas iguais. São cheias de botões, milhões de botões. Já os homens só têm o de ligar e desligar. Eles precisam apenas de comida."
- Shakira, cantora colombiana - Revista Veja 2 julho de 2005
  • "O primeiro requisito para escrever bem sobre comida é ter um bom apetite".
- the first requisite for writing well about food is a good appetite
- Liebling Abroad‎ - Página 607, de Abbott Joseph Liebling - Publicado por Playboy Press, 1981, ISBN 087223696X, 9780872236967 - 672 páginas
  • "Nunca vejo a cor da comida caseira. Tudo que me dão para comer é um monte de fricotes sofisticados.
- I never see any home-cooking. All I get is fancy stuff
- Filipe, Duque de Edimburgo, citado em "Observer", de 28 de outubro de 1962, conforme apontado em "The Oxford Dictionary of Phrase, Saying, and Quotation" - Página 88, de ‎Elizabeth M. Knowles - Publicado por Oxford University Press, 1997, ISBN 0198662297, 9780198662297 - 694 páginas
  • "Você não precisa cozinhar obras-primas bonitas e complicadas. Bastam preparar boa comida de ingredientes frescos".
- Julia Child
  • "Acapulco é um paraíso tropical, sempre cheia de vida. Você pode fazer qualquer tipo de atividade e a comida de lá é única. Me fascina surfar em Acapulco, é o máximo."
- Alfonso Herrera para a revista Por Ti, sobre seu lugar preferido para as férias
- Eat, drink, and love ; the rest's not worth a fillip.
- The works of the Right Hon. Lord Byron: in eight volumes, Volume 4‎ - Página 187, Baron George Gordon Byron Byron - W. Borradaile, 1825
- more die in the United States of too much food than of too little.
- The Affluent Society - Página 101, John Kenneth Galbraith - Houghton Mifflin Harcourt, ISBN 0395925002, 97803959250031998 - 276 páginas

Veja tambémEditar

A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Comida.