Jossei Toda (11 de fevereiro de 1900 - 2 de abril de 1958) foi um educador, pacifista e segundo presidente da Soka Gakkai entre 1951 e 1958. Uma associação Budista com 12 milhões de membros, em 192 países e territórios, desenvolvendo atividades educacionais, culturais e de pesquisa.

Jossei Toda
Jossei Toda
Jossei Toda
Wikipédia
Wikimedia Commons

  • "“Os líderes devem orar para que todos os membros alcancem a felicidade o quanto antes!”[1]
  • "Reúnam-se e criem a união! Se recitarem juntos e manifestarem sua sabedoria e criatividade, conseguirão encontrar a solução para qualquer problema de forma muito mais rápida."[2]
  • ”O que constrói a nova era é a força paixão dos jovens”[3]
  • “Devemos respeitar as crianças como indivíduos plenamente capazes. Mesmo que talvez não compreendam as coisas agora, mais tarde eles se lembrarão das reuniões das quais participaram e do incentivo que receberam. O essencial é verem, ouvirem e experimentarem pessoalmente nossa prática budista em ação”.[4]
  • "Jovens, o motivo que nos levou à busca da verdadeira religião não foi outro senão a infelicidade na face da Terra. Voltem, pois, seus olhos ao mundo. Verão que os pequenos países e as grandes potências têm o desejo comum de paz. Porém, todos, vivem atemorizados com a ameaça da guerra. Observem as questões internas. Há algum lugar no Japão onde se possa viver dignamente? O país está longe de ser uma “terra de flores”. Há muita desgraça e infelicidade, miséria na política, instabilidade econômica e ameaças naturais. Onde existe segurança nesta terra? Olhem seus vizinhos e as pessoas nas ruas. Uns sofrem por causa da doença, outros, da pobreza. Os que vivem na miséria são numerosos demais para serem mencionados. (...) Essas pessoas vivem a se lamentar, imaginando se existe ou não um deus misericordioso."[5]
  • "Os jovens são o pilar da nação. Se o pilar se deteriorar, a nação não conseguirá se sustentar. Se a juventude se corromper, a paz não será alcançada. Vocês devem sentir o peso de sua responsabilidade."[6]
  • “Quem tiver problemas, experimente praticar a fé com toda a seriedade durante um ano. É impossível que a situação não se transforme até o dia de hoje do próximo ano”.[7]
  • “A forte oração ao Gohonzon com certeza é concretizada. Há, no entanto, três condições para isso: Daimoku, Daimoku e mais Daimoku, a recitação do Daimoku cultiva a condição do estado de Buda”e “O poder do Daimoku é colossal. Ele pode transformar uma vida de carma sofrido numa vida que parece um passeio por um belo jardim ou como um sonho agradável”. [8]
  • "Quando recitamos o Nam-Myoho-Renge-Kyo acreditando que este é o próprio Gohonzon das três grandes leis secretas, este Gohonzon passa a existir em nós próprios. Este é um ensinamento extraordinário. Em uma pessoa que não pratica esta fé, a natureza de buda apenas aparenta existir vagamente e não se manifesta de forma concreta. Essa pessoa se encontra no "estágio de ser um buda em teoria". Como nós abraçamos a fé no Gohonzon, estamos no "estágio em que se ouve o nome e as palavras da verdade" e, por isso, o Gohonzon já resplandece radiantemente em nós. Mas, a intensidade e a força desse brilho dependerão exclusivamente da força de nossa fé. O mesmo ocorre com uma lâmpada elétrica. Uma lâmpada de maior potência ilumina perfeitamente bem; a que tem menor potência emite uma luz fraca. Continuando com essa analogia, uma pessoa que não pratica esta fé é como uma lâmpada que sequer foi conectada à fonte de eletricidade. Por praticarmos a fé, acendemos a "lâmpada elétrica" do Gohonzon. Por essa razão, nossa vida brilha intensamente."[9] [10]
  • “Recitar Daimoku e viver dia após dia com a forte convicção na fé é como aplicar uma injeção de diamante na vida por dia”[11]
  • Por maiores que sejam as dificuldades, jamais quebrarei o grande juramento do Kossen-rufu (...) Farei o que for preciso, ou seja, vou me dedicar para salvar os pobres, os doentes e os que sofrem. Por esse ideal, não pouparei esforços para falar sobre a Lei”. [12]
  • "O fato de vivermos em uma auspiciosa época e corresponder a ela faz com que valha a pena ter nascido” [13]
  • "Na prática da fé, atue por uma pessoa, no trabalho, atue por três"[14]
  • “Uma grande quantidade de dinheiro circula na sociedade. A questão é que não entra nada em nosso bolso! Ao gerar a boa sorte e abrir uma porta de entrada, o dinheiro vem ao nosso encontro o quanto desejar. O importante é acumular boa sorte; é construir uma base inabalável de felicidade que dure eternamente”.[15]
  • “Podemos parecer o ‘Bodhisattva da Pobreza’ ou o ‘Bodhisattva da Doença’, mas esse é simplesmente um papel que estamos representando no drama da vida. Somos na verdade os genuínos Bodhisattvas da Terra! Já que a vida é um drama grandioso, devemos desfrutar plenamente o papel que assumimos e comprovar a grandiosidade da Lei Mística.”[16]
  • “Quando oramos com fervorosa fé, a extraordinária condição de vida de Nichiren Daishonin se manifesta em nossa vida. A pura e persistente compaixão de ajudar os outros e a energia vital de conduzir nossa vida com total confiança emergem de forma ilimitada”.[17]
  • “De maneira simples, revolução humana não quer dizer se tornar outra pessoa; consiste em edificar uma vida plena de felicidade e satisfação. Revolução religiosa não é uma briga contra outras religiões; é a luta para vencer os desafios da vida cotidiana, nos tornar felizes e ajudar os outros a ser felizes também. Esse é o nosso propósito”.[18]
  • “Quero acabar com a miséria da face da Terra” [19]
  • “Transformarei mesmo as crianças mais atrasadas em excelentes alunos”. [20]
  • “Não há nenhuma dificuldade em se tornar feliz sozinho. Isso é fácil. Ajudar as outras pessoas a se tornarem felizes é a base de nossa fé." [21]
  • " A felicidade individual e a prosperidade social devem andar de mãos dadas. A sociedade comete um grave erro ao negligenciar o bem-estar do indivíduo e se empenhar apenas pelo crescimento econômico. A felicidade individual não é egocêntrica; ao contrário, é o processo de solidificar a própria humanidade, de desenvolver a sabedoria e a benevolência de si próprio e dos outros." [22]
  • "Para uma pessoa de sabedoria, é uma desgraça ser elogiado por tolos, ao passo que ser elogiado pelo grandioso sábio [Nitiren Daishonin] é a maior honra na vida."[23]
  • “Basicamente, vocês precisam compreender que não conseguirão atingir a verdadeira felicidade se não compreenderem sua vida; para isso, precisam de vigorosa energia vital e forte sabedoria”.[24]
  • "Precisamos fazer deste mundo saha um lugar de paz e tranquilidade. Armas nucleares não devem cruzar os céus, nem bombas devem ser lançadas dos aviões. Não devem ocorrer matanças de pessoas, nem mortes devido à fome no mundo em que estamos pregando a Lei Mística. [25]

Ver também

editar


Referências

  1. Brasil Seikyo, Edição 1973, 31/01/2009, pág. A2 / Em Dia
  2. Pilares de Ouro Soka, coletânea de orientações para a Divisão Senior-Daisaku Ikeda, página 49
  3. Brasil Seikyo, Edição 2140, 21/07/2012, pág. A4 / Os Encantos da Filosofia Budista - Para Iniciantes
  4. Brasil Seikyo, Edição 2632, 08/04/2023, pág. 11 / Incentivo do líder
  5. Terceira Civilização, Edição 497, 01/01/2010, pág. 24 / Especial
  6. Terceira Civilização, Edição 497, 01/01/2010, pág. 24 / Especial
  7. Seikyo Shimbun dia 28 de dezembro 2022, Central de Notícias- BM - 30/12/2022, Editora Brasil Seikyo
  8. (Brasil Seikyo, edição no 1.951, 16 de agosto de 2008, pág. A3.)
  9. Toda Josei Zenshu (Obras completas de Josei Toda). Tóquio: Editora Seikyo Shimbunsha, 1986 v.6 p.608
  10. Diálogo sobre religião Humanística, volume 2, pág.115
  11. Brasil Seikyo, edição no 1.951, 16 de agosto de 2008, pág. A3.
  12. (TODA, Jossei. Toda Josei Zenshu [Obras Completas de Jossei Toda].Tóquio: Seikyo Shimbun-sha, v. 4, p. 61-62, 1989.)
  13. (Traduzido do japonês. TODA, Josei. Toda Josei Zenshu [Obras Completas de Josei Toda]. v. 4. Tóquio: Seikyo Shimbunsha, 1989. p. 287.)
  14. Pilares de Ouro Soka p. 209
  15. BS, ed. 2.196, 21 set. 2013, p. A4
  16. BS, ed. 2035 15-5-2010
  17. (Brasil Seikyo, ed. 2.535, 10 out. 2020)
  18. Traduzido do japonês. TODA, Josei. Toda Josei Zenshu [Obras Completas de Josei Toda]. Tóquio: Seikyo Shimbunsha, v. 4,p. 395, 1984.
  19. -(Brasil Seikyo Edição 1984 - 25/04/2009 - pág. B4 - Caderno de Estudo)
  20. -(Brasil Seikyo, Edição 2118, 04/02/2012, pág. C3 / Caderno Especial)
  21. -(Brasil Seikyo, edição no 1.527 de 9 de outubro de 1999, pág. 3.)
  22. -(Brasil Seikyo, Edição 1527, 09/10/1999, pág. A3 / Discurso do Presidente da SGI)
  23. (Brasil Seikyo, edição no 1.736, de 21 de fevereiro de 2004.)
  24. Brasil Seikyo, Edição 1998, 08/08/2009, pág. A4 / Ensaio
  25. Prelação dos Capítulos Hoben e Juryo, página 182