Josei Toda

Josei Toda
Josei Toda
Jossei Toda em outros projetos:

Josei Toda (11 de fevereiro de 1900 - 2 de abril de 1958) foi um educador, pacifista e segundo presidente da Soka Gakkai entre 1951 e 1958. Uma associação Budista com 12 milhões de membros, em 192 países e territórios, desenvolvendo atividades educacionais, culturais e de pesquisa.


  • ”O que constrói a nova era é a força paixão dos jovens”[1]
  • "Jovens, o motivo que nos levou à busca da verdadeira religião não foi outro senão a infelicidade na face da Terra. Voltem, pois, seus olhos ao mundo. Verão que os pequenos países e as grandes potências têm o desejo comum de paz. Porém, todos, vivem atemorizados com a ameaça da guerra. Observem as questões internas. Há algum lugar no Japão onde se possa viver dignamente? O país está longe de ser uma “terra de flores”. Há muita desgraça e infelicidade, miséria na política, instabilidade econômica e ameaças naturais. Onde existe segurança nesta terra? Olhem seus vizinhos e as pessoas nas ruas. Uns sofrem por causa da doença, outros, da pobreza. Os que vivem na miséria são numerosos demais para serem mencionados. (...) Essas pessoas vivem a se lamentar, imaginando se existe ou não um deus misericordioso."[2]
  • "O fato de vivermos em uma auspiciosa época e corresponder a ela faz com que valha a pena ter nascido” [3]
  • "Na prática da fé, atue por uma pessoa, no trabalho, atue por três"[4]
  • “Quando oramos com fervorosa fé, a extraordinária condição de vida de Nichiren Daishonin se manifesta em nossa vida. A pura e persistente compaixão de ajudar os outros e a energia vital de conduzir nossa vida com total confiança emergem de forma ilimitada”.[5]
  • “De maneira simples, revolução humana não quer dizer se tornar outra pessoa; consiste em edificar uma vida plena de felicidade e satisfação. Revolução religiosa não é uma briga contra outras religiões; é a luta para vencer os desafios da vida cotidiana, nos tornar felizes e ajudar os outros a ser felizes também. Esse é o nosso propósito”.[6]
  • “Quero acabar com a miséria da face da Terra” [7]
  • “Transformarei mesmo as crianças mais atrasadas em excelentes alunos”. [8]
  • “Não há nenhuma dificuldade em se tornar feliz sozinho. Isso é fácil. Ajudar as outras pessoas a se tornarem felizes é a base de nossa fé." [9]
  • " A felicidade individual e a prosperidade social devem andar de mãos dadas. A sociedade comete um grave erro ao negligenciar o bem-estar do indivíduo e se empenhar apenas pelo crescimento econômico. A felicidade individual não é egocêntrica; ao contrário, é o processo de solidificar a própria humanidade, de desenvolver a sabedoria e a benevolência de si próprio e dos outros." [10]

Veja tambémEditar

Referências

  1. Brasil Seikyo, Edição 2140, 21/07/2012, pág. A4 / Os Encantos da Filosofia Budista - Para Iniciantes
  2. Terceira Civilização, Edição 497, 01/01/2010, pág. 24 / Especial
  3. (Traduzido do japonês. TODA, Josei. Toda Josei Zenshu [Obras Completas de Josei Toda]. v. 4. Tóquio: Seikyo Shimbunsha, 1989. p. 287.)
  4. Pilares de Ouro Soka p. 209
  5. (Brasil Seikyo, ed. 2.535, 10 out. 2020)
  6. Traduzido do japonês. TODA, Josei. Toda Josei Zenshu [Obras Completas de Josei Toda]. Tóquio: Seikyo Shimbunsha, v. 4,p. 395, 1984.
  7. -(Brasil Seikyo Edição 1984 - 25/04/2009 - pág. B4 - Caderno de Estudo)
  8. -(Brasil Seikyo, Edição 2118, 04/02/2012, pág. C3 / Caderno Especial)
  9. -(Brasil Seikyo, edição no 1.527 de 9 de outubro de 1999, pág. 3.)
  10. -(Brasil Seikyo, Edição 1527, 09/10/1999, pág. A3 / Discurso do Presidente da SGI)