Daisaku Ikeda

escritor japonês

Daisaku Ikeda (池田 大作, nasceu dia 2 de janeiro de 1928, Tóquio, Japão) é o presidente da Soka Gakkai International (SGI), uma associação budista com 12 milhões de membros, em 192 países e territórios, desenvolvendo atividades educacionais, culturais e de pesquisa.

Daisaku Ikeda
Daisaku Ikeda
Daisaku Ikeda
Wikipédia
Wikimedia Commons

  • "Por maior que seja a distância entre nós, o Daimoku liga os nossos corações como ondas de rádio."[1]
  • "Oferecer a própria casa para as atividades da Soka Gakkai é comparável à doação de um pagode [NR: monumento memorial de regiões orientais] para a comunidade budista na época de Sakyamuni. Sem dúvida alguma, é uma fonte de imensa boa sorte. Além disso, ter sua casa permeada pelo Daimoku recitado por muitos membros é também algo maravilhoso que adornará a vida de todos aqueles que moram na casa. Com certeza, aqueles que oferecem sua casa em prol do Kossen-rufu viverão em palácios magníficos e se tornarão pessoas prósperas e de excelente caráter no futuro.[2]
  • "Numa democracia, o povo é soberano. Os políticos e burocratas, servidores públicos, devem servir ao povo. Esse é um ponto essencial a ser lembrado. A sociedade em que as pessoas de posição, autoridade e poder são mais importantes que o povo nunca consegue prosperar."[3]
  • "Embora o mundo real seja tumultuado, cheio de discórdia e confusão, ele é também o domínio da ordem e da ética. A sociedade e a ordem social dependem da confiança mútua e da fé entre as pessoas. Essa confiança somente pode ser construída e mantida preservando e cumprindo os compromissos assumidos — seja entregando bens e serviços a um cliente ou cumprindo as tarefas que lhe foram designadas de forma apropriada e no tempo devido. Além disso, é essencial mantermos os compromissos que fizemos a nós mesmos. O trabalho requer o cumprimento de compromissos. Não importando o quanto a tarefa seja breve ou pequena — seja uma tarefa que tome apenas cinco minutos, uma página ou um número — uma vez que um compromisso é assumido, jamais deve ser negligenciado. Esse é o modo apropriado de dar atenção ao seu trabalho.O Sr. Toda costumava dizer que o maior tesouro de um jovem é a confiança dos outros. Ele era muito rigoroso com relação a mentiras ou enganações e repreendia furiosamente qualquer pessoa que fosse falsa ou desonesta. O Sr. Toda enfatizou: “Embora os jovens não tenham fama nem fortuna, eles devem considerar a confiança das outras pessoas como seu maior orgulho e sucesso”."[4]
  • "Cada dia desfrutamos essa imensurável energia vital, esse imensurável benefício do Gohonzon. Portanto quanto mais louvamos o grande poder benéfico do Gohonzon, mais nossa própria vida aumenta em dignidade e poder, e brilha com mais intensidade.[5]
  • "Existe todo tipo de revolução: política, econômica, industrial, científica, artística, dos meios de comunicação, entre outras. Cada uma possui sua própria importância e, frequentemente, sua necessidade. Mas, por mais que uma dessas áreas mude, o mundo jamais irá melhorar enquanto as pessoas — que são a força propulsora de todos os empreendimentos — forem egoístas ou insensíveis.Nesse sentido, a revolução humana é a mais fundamental de todas as revoluções, e também a mais necessária para toda a humanidade.[6]
  • “O conceito de ‘ações invisíveis’ (myo no shoran) salienta a rigorosidade da Lei de Causa e Efeito. Embora invisíveis para os outros, as nossas determinações e ações são ‘observadas’ pelos budas e divindades celestiais de todo o Universo. O Buda Nitiren Daishonin observa toda a nossa atuação. Esse é o significado de ‘ações invisíveis’. Conseqüentemente, a fé não é uma questão que diz respeito à forma como vocês aparentam aos outros, mas sim como vocês se comportam e o que realmente estão fazendo. A longo prazo, nossas determinações e ações invisíveis irão se manifestar definitivamente como resultados visíveis. Com o passar do tempo, a verdadeira natureza de uma pessoa irá se revelar naturalmente. Uma pessoa honesta sempre desfruta uma vitória suprema. As ondas invisíveis de rádio podem viajar longas distâncias pelo espaço, atingindo Marte e Vênus. Da mesma forma, a nossa determinação interior, ou itinen, que é invisível para os mortais comuns, ativa as forças no Universo — as divindades celestiais e os budas das dez direções — e aparecem como uma prova real concreta de acordo com o princípio dos Três Mil Mundos num Único Momento da Vida (itinen sanzen).[7]
  • “O ser humano cria a história. O protagonista é você. Não delegue para ninguém. Você deve ser o personagem principal desse drama de feliz criação. Levante-se com bravura! Quebre seu ‘limite’! A nova era será criada por novos desafios. Portanto, deve haver um progresso e um desenvolvimento diário. Se o desafio for esquecido será a queda para a rotina onde a ruína e o fracasso estarão à espera. O ‘eu’ de ontem absolutamente deverá ser vencido e o dia de hoje deverá ser vitorioso. Esta é a regra básica da ‘vitória total’.”[8]
  • "Preocupar-se unicamente com a própria felicidade é egoísmo. Preocupar-se apenas com a felicidade dos outros é hipocrisia. A verdadeira felicidade é tornar-se feliz junto com os outros."[9]
  • "Seres humanos são dotados de sentimentos. Pode acontecer de terem de atuar com alguém que não simpatizam e se sintam contrariados. Nessas ocasiões, devem orar até mudar seu coração: “Gohonzon, permita que eu sintonize meu coração com o daquela pessoa. Quero me harmonizar com ela. Torne-me alguém capaz de respeitá-la”. Ao orar dessa maneira, vão romper as barreiras e revolucionar sua condição de vida."[10]
  • "Em se tratando de oração, existem naturalmente várias formas de orar. Alguns oram para que tudo caia do céu, sem que tenham de se esforçar. A religião que incentiva esse tipo de oração conduz as pessoas à ruína. No Budismo de Nichiren Daishonin a oração é originalmente um juramento e sua essência é o kosen-rufu. Em outras palavras, essa oração significa recitar daimoku com a seguinte determinação: “Eu vou realizar o kosen-rufu do Brasil. Para isso, vou mostrar uma prova irrefutável em meu local de trabalho evidenciando as minhas melhores habilidades”. É assim que nossas orações devem ser. Com essa disposição, precisamos estabelecer objetivos claros do que desejamos realizar a cada dia, e orar e nos desafiar para concretizá-los. É dessa séria determinação que surgem a sabedoria e a criatividade que levam ao sucesso. Em síntese, para vencer na vida precisamos de decisão e oração, esforço e planejamento. É um erro ficar à espera de um lance de sorte ou de uma oportunidade de enriquecer fácil e rapidamente. Isso não é fé; é mera fantasia." [11]
  • “Oro por sua saúde, longa vida e sucesso em todos os empreendimentos. Estou enviando Daimoku a vocês. Espero que todos também orem. Orem para que, em vez das maldades ou das forças negativas e destrutivas infiltrando-se em seu ser, que entrem em sua vida Brahma (Bonten, em japonês), Shakra (Taishaku) e os deuses do Sol e da Lua — as forças protetoras e positivas do Universo! Orem para que eles entrem na vida de todos os membros de sua localidade e na de todos os membros da SGI também. Se fizerem isso, sua força será multiplicada centenas, milhares de vezes. Com essa oração, com essa fé, vocês conseguirão concretizar uma transformação fundamental nas profundezas de sua vida. Esse é o segredo para realizar a revolução humana.”[12]
  • "Uma modificação em nossa atitude ou determinação causa, primeiro, uma mudança em nossa própria vida. Produz impacto positivo sobre nossa saúde e vigor e nos permite evidenciar ilimitada sabedoria. Aqueles que transformam a vida desta maneira guiam os outros em direção à felicidade. Também mudam a sociedade e o ambiente natural, convertendo o mundo num reino de paz e abundância."[13]
  • "O "momento" do capítulo Juryo é aquele em que mestre e discípulo tornam-se unos em mente.É o momento da unicidade de mestre e discípulo, em que há uma unidade perfeira entre a benevolência do mestre e a determinação dos discípulos, entre a sabedoria do mestre e a sinceridade dos discípulos e entre as expectativas do mestre e o desenvolvimento dos discípulos."
  • "Se os corações estão conectados, a força emerge. Se a força se evidencia, sem falta os caminhos se abrem. Além disso, quando incentivamos os outros, encorajamos a nós mesmos. O incentivo muda as pessoas e, também, nós mesmos."[14]
  • "Quando estiver com dificuldades, não guarde somente para você, busque ajuda das pessoas à sua volta. Nos escritos de Nichiren Daishonin consta: “...ela não tombará se estiver sustentada por uma firme estaca” (CEND, v. I, p. 625).[15]
  • "Da mesma forma, a sociedade que não valoriza a agricultura de forma apropriada é uma sociedade bárbara que tem pouca consideração pela vida. E, como tal, seu destino é a estagnação."[16]
  • "Se no futuro presenciarem líderes que não demonstram benevolência em salvar as pessoas, que não oram, não cultivam capacidade nenhuma e agem arrogantemente com prepotência, a Soka Gakkai terá então deixado de ser uma genuína organização Soka."[17]
  • "Existem dois tipos de benefício que derivam da fé no Gohonzon: os perceptíveis e os imperceptíveis. O benefício perceptível é o benefício óbvio e visível de estar claramente protegido ou de conseguir superar rapidamente um problema particular quando ele aparecer — seja uma doença ou um conflito de relacionamento pessoal. O benefício imperceptível já é menos evidente. É a boa sorte acumulada aos poucos mas com constância, como uma árvore que cresce ou a maré que se levanta, resultando na formação de um rico e vasto estado de vida. Pode ser que nós não conseguimos discernir nenhuma mudança na vida diária mas, com o passar dos anos, ficará evidente que nos tornamos felizes, que crescemos como indivíduos. Esse é o benefício imperceptível.Quando recitam Daimoku, com certeza obterão o melhor resultado, não importa se o benefício é perceptível ou imperceptível."[18]
  • "Vença logo pela manhã! Um bom ritmo na vida diária é a força motriz para a vitória. Assinale a partida do dia com a recitação do Gongyo e do Daimoku tal como o enérgico cavalgar de um corcel branco!"[19]
  • "O Buda não olha para os seres vivos do alto. Ele os eleva até o seu mesmo nível. Ele lhes ensina que todos são igualmente Torres de Tesouro dignos do máximo respeito. Esta é a filosofia do Sutra de Lótus e o espírito de Nitiren Daishonin. Este é o verdadeiro humanismo."[20]
  • "A veracidade do Budismo Nichiren está de acordo com as “três provas”: documental, teórica e real. Entretanto, as pessoas tendem a criar dúvidas no coração quando enfrentam dificuldades no trabalho e logo pensam que o Gohonzon não tem força. Ou quando o filho se machuca, pensam que o Gohonzon deveria protegê-lo. Por outro lado, quando a Gakkai é criticada pela imprensa, passam a desconfiar das orientações que são dadas, perdem a convicção no Gohonzon e deixam de fazer o gongyo e o daimoku. Essas pes­soas geralmente culpam o Gohonzon, estão sempre com dúvidas em relação à prática e à organização e, por isso, acabam apagando a boa sorte e deixam de produzir benefícios. Um bebê cresce porque toma o leite materno sem o mínimo de dúvida. Se deixar de beber por duvidar do leite, deixará de crescer e adoecerá. Da mesma forma, as pessoas que acreditam no Gohonzon e recitam daimoku com toda a sinceridade podem evidenciar o potencial de buda e comprovar a felicidade absoluta em sua vida. Portanto, espero que os senhores mantenham a fé no Gohonzon sem jamais duvidar. Diante da mais dura realidade da vida, recitem daimoku com toda a convicção e avancem com a Gakkai por toda a vida. E, dessa forma, vamos coroar nossa existência com a mais significativa felicidade."[21]
  • "Os líderes dos anos pioneiros de nosso movimento estavam prontos para ir a qualquer lugar pelo kosen-rufu. Eles respondiam com a rapidez de um raio. Nunca hesitavam nem ficavam calculando. Não tinham nem um traço de interesse. Ardia em seu coração o puro espírito de dedicar-se ao mestre. Sua determinação era tão nobre e vasta quanto o próprio universo. Eles não se confinavam ao pequeno Japão, mas tinham a ousadia de cruzar os mares, indo até o outro lado do mundo."[22]
  • "Não podemos pedir para os outros que o transformem [nosso carma] para nós. Somente por meio da fé́ sincera e fervorosa poderemos extinguir as nuvens da ignorância fundamental e fazer o sol do estado de buda se elevar radiantemente em nosso coração."[23]
  • "Uma cerejeira é uma cerejeira; um pessegueiro é um pessegueiro. Não precisamos ser todos cerejeiras; assim como cada árvore floresce de um jeito só seu, deveríamos nos empenhar para viver de forma natural.... Há, porém, uma diferença entre “ser quem você é” e “permanecer como está”. Se você se contenta em permanecer como está, nunca vai se desenvolver. Refletindo profundamente sobre quem você realmente é e qual o seu propósito na vida, somando esforços e mais esforços e desafiando a si mesmo sem esmorecer, fará desabrochar a flor da sua missão na vida. É o que acontece quando se põe em prática o princípio da “cerejeira, ameixeira, pessegueiro e damasqueiro[24]
  • "A terra é nossa mãe. Portanto, menosprezar as pessoas que trabalham na agricultura — que é a atividade humana mais profundamente arraigada em nossa terra mãe e o trabalho que sustenta nossa própria existência — equivale a rebaixar e depreciar nossa própria vida."[25]
  • "Imaginem o lançamento de um foguete, por exemplo. Os cálculos matemáticos podem estar precisamente confirmados nos mínimos detalhes, mas se a propulsão da máquina for fraca o foguete não entrará em órbita. Para nós, o poder do Daimoku fornece uma ilimitada força capaz de lançar nossa vida como um foguete."[26]
  • "Homens e mulheres possuem direitos iguais. O mundo está passando por uma drástica mudança. Ao observarmos as várias áreas do empreendimento humano, verificamos que as mais bem-sucedidas são aquelas em que as mulheres são atuantes. Qualquer pessoa que achar que os homens são superiores às mulheres e menosprezá-las está totalmente ultrapassada e profundamente equivocada."[27]
  • "A vitória na batalha da vida, assim como nas atividades pelo Kossen-rufu, define-se a partir de uma forte decisão. A causa da derrota não se encontra no obstáculo ou no rigor das circunstâncias; está no retrocesso na determinação e na desistência da própria pessoa."[28]
  • "Se quisermos saber se nossos ancestrais atingiram ou não o estado de Buda, basta verificar se nós, descendentes, conseguimos nos tornar felizes - Essa é a comprovação"[29]
  • "Se unirem seus esforços, poderão criar uma grande força. O poder da união não é o resultado de uma somatória, mas de uma multiplicação de forças."[30]
  • "A determinação só faz sentido se for colocada em ação e produzir resultados. Decisão sem ação é nada mais que ilusão."[31]
  • "De outro, se deseja realmente que eles compreendam e aceitem a prática do budismo, o senhor próprio deve provar em sua vida diária o quanto a prática budista é extraordinária."[32]
  • "Mais do que qualquer outro argumento, a conversão de familiares é decidida pela comprovação real, principalmente no desenvolvimento humano... A base fundamental de tudo isso é a oração. O importante é ter um objetivo de recitação de daimoku e orar com firmeza."[33]
  • "O momento para se levantar não é “algum dia”, mas “agora, neste instante”! Vamos escrever a magnífica história pessoal com espírito de “decisão é ação”."[34]
  • "O Nam-myoho-rengue-kyo é o ritmo fundamental d­a vida eterna. É por isso que o Daimoku tem o poder de iluminar até mesmo quem se encontra no estado de morte”[35]
  • “Ao elevarmos nosso estado de vida no presente, as causas negativas que fizemos no passado são transformadas em positivas. Não há necessidade de ficar prisioneiro do passado; de fato, podemos até mesmo mudar o passado”[36]
  • "Um impasse é o momento de desafio na fé para definir a vitória ou derrota. Com espírito indomável de “vou superar infalivelmente” conquiste o agradável drama da vitória."[37]
  • “O fator que decide um rumo valoroso em sua vida não é ‘o que você foi até agora’, mas a forte determinação de ‘como irá viver a partir de agora’”[38]
  • "Desprezar um jovem é o mesmo que desprezar o futuro."[39]
  • "Os resultados do amanhã serão visíveis nas causas que fazemos hoje. Vamos germinar as sementes uma a uma, e vencer no presente pelo bem do futuro.” [40][41]
  • "Mesmo que vocês acreditem que são inúteis e não servem para nada, eu não penso assim. Não tenho dúvida de que todos têm uma missão. Mesmo que sejam menosprezados pelas pessoas, eu os respeito. Eu acredito em vocês. Sejam quais forem as circunstâncias que estejam enfrentando no momento, tenho absoluta convicção de que um maravilhoso futuro os aguarda."[42]
  • “Antes do amanhecer, reina a mais profunda escuridão”.[43]
  • "Como já disse várias vezes, o kosen-rufu não é o ponto final de um processo, mas sim o próprio processo,o fluxo. Não existe um destino especial, uma conclusão do kosen-rufu. Podemos falar de forma metafórica sobre o que é o kosen-rufu, mas na verdade não existe uma forma definitiva."[44]
  • "As mulheres não devem cair facilmente nas lamentações diante da dura realidade da vida, nem ficarem com inveja dos outros, muito menos viverem de forma obscura como se estivessem num pântano de problemas. Seja qual for a circunstância da vida presente, atuem como o sol que avança com toda a força pelo correto caminho para a felicidade. Sejam também como um sol que ilumina a vida das pessoas de suas comunidades com raios de esperança." [45]
  • “A revolução humana é um processo de ascensão de um modo de vida egoísta para um modo de vida orientado para a prosperidade da sociedade como um todo e de todas as criaturas vivas".[46]
  • "Em cada um existe um vasto campo de infinitas possibilidades..” [47]
  • "A Gakkai é uma organização religiosa que se empenha em prol da propagação do Budismo de Nitiren Daishonin. Seus integrantes, ao ingressarem nela, descobrem uma nova esperança no futuro e dedicam-se com coragem e energia vital na transformação de sua condição de vida, ao mesmo tempo em que se esforçam nas atividades de difusão do budismo. A Gakkai é também uma organização que visa à realização da paz e da prosperidade social com base na filosofia da benevolência e do respeito absoluto à dignidade da vida exposta no budismo."[48]
  • "Os olhos dos estudantes refletem o futuro. Enquanto houver brilho neles, a esperança do futuro desse país continuará a brilhar."[49]
  • “A coragem pulsa na sinceridade. A coragem vibra na paixão. A coragem brilha na dedicação. Por favor, peço-lhes que sejam, para sempre, pessoas de coragem que desbravam uma vida de vitórias por meio da espada da convicção e da sinceridade."[50]
  • “Precisamos determinar, orar e agir. Se assim não fizermos, nosso ambiente em nada mudará. Mesmo que decorram cinco ou dez anos, ‘esse momento’ jamais chegará. ‘Esse momento’ é quando nos colocamos em ação, quando nos levantamos com energia e por vontade própria”. [51]
  • "As amizades são os tesouros da nossa vida. Vamos valorizar os nossos amigos de longa data e, ao mesmo tempo, vamos construir vínculos com novas pessoas! Com brilho e alegria, expanda nossa rede de amigos ajudando-os a estabelecer uma conexão com a prática budista, enquanto nos esforçamos para expandir o nosso próprio estado de vida."[52]
  • "Seja como for, a grandiosa revolução humana de uma única pessoa irá um dia impulsionar a mudança total do destino de um país e, além disso, será capaz de transformar o destino de toda a humanidade."[53]
  • “Por mais longo e rigoroso que seja o inverno, a primavera sempre chega. Essa é a lei do Universo e da vida. Isso também se aplica a nós. Se temos de enfrentar um inverno que parece interminável, não podemos perder a esperança. Enquanto tivermos esperança, a primavera chegará sem falha.”[54]
  • “Ser benevolente em relação às pessoas significa orar e dedicar-se sinceramente em prol da felicidade delas, independentemente de como elas o considere. Este é, com certeza, o mais valioso modo de vida.”[55]
  • "Existe uma única estrada e somente uma, e essa é a estrada que eu amo. Eu a escolhi. Quando trilho nessa estrada as esperanças brotam, e, o sorriso se abre em meu rosto. Dessa estrada nunca, jamais fugirei."[56]
  • "Com amor e paciência, nada é impossível."[57]
  • "A presença de veteranos é, para cada membro, a “corda salva-vidas da prática da fé”; e para a Soka Gakkai, a “preciosa raiz que sustenta o kosen-rufu”. Para que todos os membros possam praticar alegremente e se tornarem felizes, é importante uma rede de pessoas que estendam as mãos e incentivem a todos, sem exceção. Os veteranos são o pivô dessa rede."[58]
  • "O tipo de pessoas que queremos para líderes são aquelas que conseguem determinar um curso de ação e se esforçam ao máximo para isso com uma decisão firme e resoluta; que têm disposição de realizar seja o que for, sem se preocupar com as aparências, desde que isso contribua para a felicidade dos membros. Se uma organização tiver mesmo que seja uma única pessoa assim, então todo o ambiente será totalmente transformado. Tudo começa a partir de uma única pessoa. É a partir dela que começam a se propagar grandes ondas de mudança."[59]
  • "De toda forma, o fato de os maridos e filhos serem boas ou más pessoas depende das mulheres que são esposas e mães. Estou falando de forma rigorosa para que todas entendam a importância do papel da mulher no destino de sua família. Se uma mulher age com perversidade, vive arrastada pela vaidade, protege seus filhos de forma errada e influencia negativamente seu marido, o que será dessa família? No final, tanto o marido como os filhos cairão na infelicidade. Espero que todas as mulheres da Gakkai que são esposas e mães dediquem-se na sua revolução humana colocando a prática da fé em primeiro lugar para que seus maridos atuem brilhantemente na Gakkai e na sociedade, criando ao mesmo tempo seus filhos como dignos cidadãos e herdeiros de nossos ideais. No entanto, não se esqueçam de incentivar seus familiares na prática da fé. Caso o marido esteja se afastando da fé ou agindo contra o espírito da Gakkai, sejam severas com eles. Os maridos geralmente pedem desculpas e acabam obedecendo suas esposas." [60]
  • "Uma situação aparentemente negativa pode contribuir significativamente para a revolução humana de uma pessoa. A mesma situação, porém, pode ensejar a derrota de uma outra pessoa. As reações são realmente diversas. Existem pessoas que fortalecem sua convicção ao enfrentar severas perseguições e aquelas que se afastam do budismo pelo fato de ter melhorado a situação de sua vida graças aos benefícios da prática da fé. De toda a forma, as maldades aproveitam as circunstâncias do mundo externo para se alojarem no interior das pessoas."[61]
  • "O dinamismo que pode mudar o mundo inteiro reside na prática diária e incessante de consagrar-se a valorizar cada pessoa. E nessa atitude também se encontra uma vida brilhante de insuperável criação de valor"[62]
  • "A prontidão é crucial para ter uma vida vitoriosa. A maneira como iniciamos cada manhã determina a vitória ou a derrota do dia. É fundamental determinarmos vencer pela manhã e começar o trabalho com renovada e vigorosa disposição. Não podemos nos esquecer de que esse é o segredo para o contínuo sucesso. Estamos vivendo numa época tumultuada. Em ocasiões assim, a ação rápida é a chave para o sucesso."[63]
  • "Vamos manifestar nossa gratidão às pessoas que nos apoiam na prática da fé, principalmente aos familiares não budistas. O nosso aspecto de desenvolvimento é a suprema comprovação da prática budista."[64]
  • “O que é demônio do sexto céu? É a origem de todas as ações da maldade para obstruir a iluminação das pessoas. Não significa que existe uma figura demoníaca com esse nome. É uma ação inerente à vida que habita o coração das pessoas. Dessa forma, atingir o estado de buda, essencialmente, não é uma batalha contra um inimigo externo, mas uma batalha feroz contra a natureza do mal que se esconde no interior da nossa vida. Vencendo a nossa natureza do mal, manifestamos a verdadeira revolução humana, elevamos a condição de vida, e assim abrimos o grande caminho da felicidade absoluta”[65]
  • “A vida é definida pelo mestre que decidimos seguir. Nossa relação é eterna! Estaremos juntos para sempre. Persistam no caminho de mestre e discípulo e trilhem uma existência em busca da iluminação.”[66]
  • "No Sutra do Lótus, Shakyamuni desfaz os limites que dividem as pessoas na sociedade, enfatizando que a condição de vida mais sublime reside igualmente no interior de todos, inclusive das mulheres — que foram sujeitas à severa discriminação em textos anteriores —, assim como dos indivíduos que haviam cometido maus atos. Ao expor claramente sobre a dignidade daqueles que haviam sido alvo de várias formas de opressão e de discriminação, o Sutra do Lótus está entrelaçado com o vívido intercâmbio de vozes em celebração mútua e afirma a essência dignificada do nosso ser. Por meio desse rico drama de vidas que se inspiram mutuamente, ele dá forma concreta ao princípio da dignidade inerente à humanidade."[67]
  • "O nirvana indica um lugar de paz e tranquilidade atingido com a extinção dos desejos mundanos."[68]
  • "Na mitologia grega, encontramos a história do rei Midas, que se tornou hábil em transformar tudo o que tocava em ouro. Uma vez que seu desejo era sempre garantido, ele descobriu que até a água e a comida, tão necessárias para a sobrevivência humana, se transformavam em ouro ao serem tocadas e, consequentemente, se tornavam inúteis. No final, ele decidiu abrir mão do seu “dom”. Atualmente, por conta não apenas das mudanças climáticas, mas também da crise da Covid-19, faz-se necessário que todos os países reconsiderem minuciosamente as implicações das armas nucleares em prol da população mundial."[69]
  • "O esforço para criar a “casa do ser humano”,
interligada de coração a coração,
é em si o primeiro passo para edificar
uma sociedade onde as pessoas possam
viver como seres humanos."[70]
  • "Oh! Brasil!
Terra natal do meu coração,
amigo que me aquece a alma,
chão celestial da minha vida!
Oh! Brasil!
És minha vida!
Teu levantar impávido
abriu o caminho glorioso
do Kossen-rufu mundial!"[71]


  • "Não existe impasse no espírito jovem de desafio.
Tudo inicia com a ação.
Ao agir, a sabedoria brota e
Enxerga-se um caminho.
Não se anda só porque há um caminho,
Ele existe por ter iniciado a caminhada."[72]



  • "Os desafios fazem a vida brilhar
No lótus branco,
Flor e fruto crescem ao mesmo tempo.
Ou seja, a causa [flor] e o efeito [fruto]
São intrínsecos —
É a lei da “simultaneidade de causa e efeito”.
Portanto, não nos tornamos buda
Algum dia em algum lugar.
Agora, neste exato momento
Em que falamos e expandimos a Lei Mística
Na nossa vida imediatamente
Pulsa a grande condição de buda.
Agir pelos amigos, pela Lei, pelo kosen-rufu
Necessita de múltiplos esforços.
Porém, é o caminho para a própria vida reluzir
De forma muito mais nobre, forte e bela."[73]


  • "Que soprem furiosos os ventos!
Que se elevem bravias as ondas!
Eu sou a juventude,
O estandarte escarlate
Que tremula na tormenta.
Nada me intimida,
Nada me derruba.
Onde estou é de onde me lanço.
Hoje, este momento,
É sempre o começo de novos desafios.
Quando penso no meu futuro,
Coragem e força ilimitadas
Surgem em meu coração."[74]


  • "Ó viajante!
De onde vens?
E para onde irás?
A Lua desce
No caos da madrugada
Mas vou andando
Antes de o Sol nascer,
À procura de luz.
No desejo de varrer
As trevas de minh’alma,
A grande árvore eu procuro
Que nunca se abalou
Na fúria da tempestade.
Neste encontro ideal,
Sou eu quem surge da terra!"[75]
  • "A Amazônia é o “Tesouro da Terra” que vem executando a exuberante sinfonia de convivência e harmonia entre a natureza e o homem desde o mais remoto passado. A Amazônia é a “Casa da Vida” que sustenta a Terra e a humanidade, criando estabilidade no clima do planeta. Quando a Amazônia mostra seu sorriso, a Humanidade sente-se aliviada. Quando a Amazônia adoece, a humanidade também padece. A Amazônia é realmente a “Mãe da Humanidade”."[76]
  • "A sabedoria infindável
Do Mérito Universal Soka,
Que persevera na ação em prol do
kosen-rufu de Jambudvipa, em
unicidade de mestre e discípulo.
Nesta e naquela terra,
o diálogo das mulheres celestiais
faz bailar e florescer
a flor de lótus da felicidade,
mesmo neste mundo impuro."[77]

Carece de fontes

editar

"Se falta energia, falta Daimoku; Se há cansaço, falta Gongyo; Se há dúvida, falta estudo; Se não há felicidade, falta Chakubuku; A fé e a prática sem estudo, nos leva ao fanatismo; A fé e o estudo sem a prática, nos leva ao irrealismo; A prática e o estudo sem a fé, nos leva a rotina; O budismo é o corpo, e nós somos a sombra"

Ver também

editar


Referências

  1. (Brasil Seikyo, Edição 1405, 08/03/1997, pág. 8 / Mensagem)
  2. Brasil Seikyo, Edição 1978, 14/03/2009, pág. A11 / Nova Revolução Humana
  3. Brasil Seikyo, Edição 1912, 20/10/2007, pág. A3 / Discurso do Presidente da SGI
  4. Brasil Seikyo, Edição 1991, 13/06/2009, pág. A3 / Ensaio
  5. Preleção dos Capítulos Hoben e Juryo, página 188
  6. IKEDA, Daisaku. Juventude: Sonhos e Esperanças. São Paulo: Editora Brasil Seikyo, v. 2, p. 191-194, 2019.
  7. Brasil Seikyo, Edição 1842, 06/05/2006, pág. A7 / Budismo na Vida Diária
  8. (Brasil Seikyo, edição no 1.731, 17 de janeiro de 2003, pág. C4.)
  9. Terceira Civilização - Edição 560 - 11/04/2015 - pág. 16 - Capa
  10. (Brasil Seikyo, Edição 2167, Todo destino pode ser transformado)
  11. NRH, cap. “Desbravadores”, v. 1, p. 238
  12. (“O diálogo é a essência do budismo”, Brasil Seikyo, edição no 1579, 11 de novembro de 2000, pág. 4).
  13. Brasil Seikyo, ed. 2.270, 4 abr. 2015, p. B2.
  14. Citações, Daisaku Ikeda p.31
  15. Seikyo Shimbun, 25 de abril de 2020
  16. Brasil Seikyo, Edição 1808, 20 de agosto de 2005, pág. A5 / Ensaio
  17. Brasil Seikyo, Edição 1973, 31 de janeiro de 2009, pág. A2 / Em Dia
  18. Brasil Seikyo, Edição 1484, 14 de novembro de 1998, pág. 4 / Discurso do Presidente da SGI
  19. Brasil Seikyo, Edição 2068, 22 de janeiro de 2011, pág. A2 / Frase da Semana
  20. Brasil Seikyo, Edição 1332, 19 de agosto de 1995, pág. 4 / Discurso do Presidente da SGI
  21. Brasil Seikyo, Edição 2546, 16 de janeiro de 2021, pág. 14-15 / Caderno Especial
  22. Brasil Seikyo, ed. 1.850, 8 de julho de 2006, p. A3.
  23. (NRH. Vol.18 “Avanço”, p. 172)
  24. Brasil Seikyo, Edição 2292, 19 de setembro de 2015, pág. B1 / Encontro com o Mestre
  25. Brasil Seikyo, Edição 1808, 20 de agosto de 2005, pág. A5 / Ensaio
  26. Brasil Seikyo, Edição 1532, 20 de novembro de 1999, pág. A3 / Discurso do Presidente da SGI
  27. Brasil Seikyo, Edição 2541, 28 de novembro de 2020, pág. 4-5 / Encontro com o Mestre
  28. Nova Revolução Humana, vol.3, pág.19
  29. Nova Revolução Humana, volume 3, página 52
  30. Nova Revolução Humana, volume 3, página 55
  31. Brasil Seikyo, Edição 2111, 10 de dezembro de 2011, pág. A13 / Nova Revolução Humana
  32. NRH, cap. “Broto”, v. 6, p. 95
  33. Nova Revolução Humana, volume 3, página 59
  34. Brasil Seikyo, Edição 2541, 28 de novembro de 2020, pág. 2 / Frase da Semana
  35. (Diálogo sobre a Juventude, v. 3, p. 164).
  36. BS, ed. 2.011, 14 de novembro de 2009, p. A4
  37. Brasil Seikyo, Edição 2540, 21 de novembro de 2020, pág. 2 / Frase da Semana
  38. 365 Dias — Frases para Mulheres, p. 125
  39. Brasil Seikyo, Edição 2541, 28 de novembro de 2020, pág. 16 / Caderno Nova Revolução Humana
  40. (Brasil Seikyo, Edição 1992, 20 de junho de 2009, pág. A1 / Notícias)
  41. http://www.seikyopost.com.br/vida-diaria/o-que-fazer-quando-nao-se-tem-objetivos
  42. Juventude: Sonhos e Esperanças, volume 1 (p. 38-44)
  43. Terceira Civilização, Edição 627, 3 de novembro de 2020, pág. 46-49 / Reflexões Sobre a NRH
  44. (Brasil Seikyo, ed. 1.925, 26 de janeiro de 2008, p. A3)
  45. Brasil Seikyo, Edição 1530, 6 de novembro de 1999, pág. A7 / Nova Revolução Human
  46. [1]. Seikyo Post, O legado do Sr. Makiguchi;
  47. (Juventude — Sonhos e Esperanças, v. 1, p. 197.)
  48. l Seikyo, Edição 1767, 16 de outubro de 2004, pág. A9 / Nova Revolução Humana
  49. Brasil Seikyo, Edição 2541, 28 de novembro de 2020, pág. 16 / Caderno Nova Revolução Humana
  50. (Brasil Seikyo, ed. 2.062, 4 de dezembro de 2010)
  51. [2]. Seikyo Post, 8 explicações sobre a energizante prática do gongyo;
  52. Brasil Seikyo, edição 2142.
  53. A great human revolution in just a single individual will help achieve a change in the destiny of a nation and, further, will enable a change in the destiny of all humankind. Daisaku Ikeda citado em Freedom and Influence: The Role of Religion in American Society - página ix, George M. Williams - World Tribune Press, 1985, ISBN 0915678152, 9780915678150 [3] Institucional BSGI, O grande desbravador de horizontes
  54. (Terceira Civilização - Edição 447 - 1 de novembro de 2005 - pág. 54 - Frases Memoráveis)
  55. (Terceira Civilização, Edição 464, 1 de abril de 2007, pág. 48 / Frases Memoráveis)
  56. [4] Institucional BSGI, O grande desbravador de horizontes
  57. With love and patience, nothing is impossible. Daisaku Ikeda como citado in: Daisaku Ikeda and Africa: reflections by Kenyan writers - Página 42, Nairobi University Press, 2001, ISBN 9966846492, 9789966846495, 159 páginas
  58. (Brasil Seikyo, ed. 2.320, 23 de abril de 2016, p. B4)
  59. Brasil Seikyo, Edição 1719, 11 de outubro de 2003, pág. A3 / Discurso do Presidente da SGI
  60. Brasil Seikyo, Edição 1530, 6 de novembro de 1999, pág. A7 / Nova Revolução Humana
  61. Brasil Seikyo, Edição 1768, 23 de outubro de 2004, pág. A9 / Nova Revolução Humana
  62. TERCEIRA CIVILIZAÇÃO, EDIÇÃO Nº 465, PÁG. 6, maio de 2007
  63. Brasil Seikyo, Edição 2541, 28 de novembro de 2020, pág. 4-5 / Encontro com o Mestre
  64. Brasil Seikyo, edição 2095.
  65. (BS, ed. 2.348, 19 de novembro de 2016, p. D3)
  66. Brasil Seikyo, Edição 2153, 27/10/2012, pág. A4 / Os Encantos da Filosofia Budista - Para Iniciantes
  67. Terceira civilização (3 de maio de 2021) - Construir uma cultura de direitos humanos (Parte 4 de 7)
  68. Prelação dos capítulos Hoben e Juryo, página 186
  69. Terceira Civilização - 3 de maio de 2021 - TPAN — ponto de virada na história da humanidade (Parte 6 de 7)
  70. BS - Ed.2627 - 26 de janeiro de 2023
  71. Brasil Seikyo, Edição 1617, 25 de agosto de 2001, pág. A3 / Poema
  72. Brasil Seikyo, Edição 2406, 3 de fevereiro de 2018, pág. B1 / Encontro com o Mestre
  73. Brasil Seikyo, Edição 2378, 8 de julho de 2017, pág. B1 / Encontro com o Mestr
  74. Terceira Civilização, Edição 455, 1 de julho de 2006, pág. 18 / Poemas&Reflexões
  75. Brasil Seikyo, Edição 1900, 21 de julho de 2007, pág. B7 / Caderno da Comunidade
  76. Brasil Seikyo, Edição 1579, 11 de novembro de 2000, pág. A10 / Mensagem
  77. Brasil Seikyo, Edição 2346, 5 de novembro de 2016, pág. A3 / Especial