Wikiquote:Tema em destaque/2010/Outubro

01 de outubroEditar

IBERDADE: é o conjunto de direitos reconhecidos ao indivíduo, considerado isoladamente ou em grupo, em face da autoridade política e perante o Estado; poder que tem o cidadão de exercer a sua vontade dentro dos limites que lhe faculta a lei.


Citações sobre o temaEditar

  • "Liberdade significa responsabilidade. É por isso que tanta gente tem medo dela."
- Bernard Shaw in: "Man and superman: a comedy and a philosophy" - página 273, Brentano's, 1903 - 244 páginas
  • "É a intolerância que nos desgoverna, ou venha ela do exagêro partidário, ou nasça da ambição de conservar ou adquirir o mundo. É dela que nascem os governos prepotentes e as oposições facciosas; dois extremos que se confundem na obra comum de destruição das liberdades políticas."
- Lauro Müller in: "Discursos acadêmicos", Volume 2‎ - Página 578, Academia Brasileira de Letras - 2006
  • "A liberdade é o direito de fazer o que a legislação permite"
- Charles de Secondat Montesquieu in: "De l'esprit des lois‎" - Página 308, 1784
  • "A liberdade costuma vir vestida de trapos; porém, mesmo assim, é muito bela, mais bela do que todas as moedas de ouro e prata."
- Amado Nervo in: "El arquero divino‎" - Página 116, Publicado por Espasa-Calpe Argentina, 1944 - 151 páginas



16 de outubroEditar

ELHICE se refere ao estado ou condição de velho, a quem possui uma idade avançada, um ancião.


Citações sobre o temaEditar

  • "A velhice não se me afigura, de modo algum o melancólico vestíbulo da morte, mas antes como as verdadeiras férias grandes, depois do esgotamento dos sentidos, do coração e do espírito que foi a vida".
- Marcel Jouhandeau in "Réflexions sur la Vieillesse et la Mort" in "La Nouvelle revue française‎" - Edição 538, Página 38, Nouvelle nouvelle revue francaise - Editora NRF, 1956
  • "Não honrar a velhice é demolir, de manhã, a casa onde vamos dormir à noite"
- Alphonse Karr in "Une poignée de vérités: Mélanges philosophiques"‎ - Página 534, Didier, 1853 - 344 páginas
  • "É uma infelicidade que existam tão poucos intervalos entre o tempo em que somos demasiado novos e o tempo em que somos demasiado velhos".
- Montesquieu in Pensées et fragments inédits de Montesquieu‎ - Página 92, de Charles de Secondat Montesquieu, Gaston Jean-Marie Ludovic de Secondat Montesquieu - Publicado por G. Gounouilhou, 1901 v.2