Thomas Hobbes

Filósofo britânico
Thomas Hobbes
Thomas Hobbes
Thomas Hobbes em outros projetos:

Thomas Hobbes (5 de abril de 1588 - 4 de dezembro de 1679), filósofo inglês, famoso por seu livro Leviatã (1651).



  • "O medo do poder invisível, fingido pela mente, ou imaginado a partir de contos publicamente permitidos, é religião, se não permitidos, é superstição. E quando o poder é verdadeiramente imaginado, como nós imaginamos, é a verdadeira religião."
- Fear of power invisible, feigned by the mind, or imagined from tales publicly allowed, religion; not allowed, superstition. And when the power imagined is truly such as we imagine, true religion.
- "Leviathan", primeira parte; Por Thomas Hobbes; veja (wikisource)
  • "Dinheiro é poder".
- Citado por Adam Smith em seu livro Riqueza das Nações
- "Leviathan", capitulo XVII; Por Thomas Hobbes

AtribuídasEditar

- Thomas Hobbes, filósofo inglês, conforme encontrado em Singh, Simon - Big Bang - Capítulo: "O que é ciência?" - Editora Record - 2006 - pág.: 459
Atribuições disputadas
- na obra "Memórias de um gerubal", página 91, Roberto de Mello e Souza afirma que citação é de Plauto (século III-II a.C.), na quarta cena do segundo ato da comédia "Asinaria"; citação que Hobbes utilizou na obra "Sobre o cidadão"
- "Memórias de um gerubal: a história (vivida) da administração de pessoal no Brasil de 1945 ao século XXI : formação de um executivo"; Por Roberto de Mello e Souza; Publicado por Senac, 2004; ISBN 8587864416, 9788587864413
  • "O fim da ciência é a petência (..). Em suma, toda a especulação foi instituída por ação ou trabalho concreto."
- Publicado Mundo da Filosofia; p. 208;25 ISBN 8587864416, 9788587864413

SobreEditar

- Eduardo Giannetti, a respeito da filosofia de Thomas Hobbes in: "Vícios Privados, Benefícios Públicos?: A Ética na Riqueza das Nações" - página 81, Eduardo Giannetti, Editora Companhia das Letras, 2007, ISBN 8535911197, 9788535911190, 264 páginas
  • "O clero cristão implanta um perigo fictício na mente das pessoas, o perigo de queimar no inferno por experimentar o desejo sexual. Depois de inculcar uma sensação de perigo, eles vendem sua proteção contra essa ameaça fantasma pelo preço da obediência total. Isso, pelo menos, pode ser uma reconstrução por escolha racional do ópio do povo."
- The Christian clergy implants a fictive danger in the minds of the people, the danger of burning in hell for experiencing sexual disire. After inculcating a sense of peril, they sell their protection from this phantom threat for the price of total obedience. That, at least, might be a rational-choice reconstruction of the opium of the people.
- Introdução, por Stephen Holmes - página xlix na obra Behemoth or The Long Parliament, de Thomas Hobbes, The University of Chicago Press, Ltd., London, 1990
  • "Behemoth representa a compreensão madura de Hobbes sobre o colapso político e o restabelecimento da autoridade."
- Behemoth represents Hobbes´s mature understanding of political breakdown and the reestablishment of authority.
- Introdução, por Stephen Holmes - página xlix na obra Behemoth or The Long Parliament, de Thomas Hobbes, The University of Chicago Press, Ltd., London, 1990


Veja tambémEditar