Abrir menu principal

Sandy

Cantora, compositora, produtora musical e atriz brasileira.
Sandy
Sandy
Sandy em outros projetos:

Sandy Leah Lima (28 de janeiro de 1983), mais conhecida como Sandy, é uma cantora, compositora e atriz brasileira que, entre 1990 e 2007, integrou a dupla Sandy & Junior, ao lado de seu irmão, Junior Lima. Em 2010, deu início à sua carreira solo com o lançamento do álbum Manuscrito, certificado com disco de platina.


VerificadasEditar

 
Eu quero ser eu. A vida é muito curta para você ficar brincando de personagem.
 
O fato de nunca ter sido fotografada chorando, bêbada ou brigando com namorado não quer dizer que não tenha tido meus tombos.
 
Eu emito uma opinião sobre sexo, e as pessoas ficam chocadas. Existe um falso moralismo, uma certa hipocrisia, no país do carnaval e da bunda.[1]
  • "A vida muda o tempo inteiro. Então, acho que a gente não pode nem se iludir demais, ficar confortável demais com as nossas vitórias e nem ficar triste demais, arrasado demais com as nossas derrotas, porque tudo isso muda, tudo isso passa. E ter essa certeza de que vai passar é reconfortante. Eu quero ser eu. A vida é muito curta para você ficar brincando de personagem, fazendo o que você não quer fazer, sendo quem você não é, só para as pessoas pararem de falar certas coisas sobre você. Deixa falar. Eu sou eu, e pronto, acabou."

- Sandy para o programa Fantástico, em 2011.[2]

  • "Considero um tremendo engano algumas pessoas julgarem minha personalidade e minhas atitudes sem me conhecer. Opinar sobre meu trabalho, o.k. Mas ninguém pode julgar ou “achar” qualquer coisa sobre minha conduta como filha, esposa, amiga, irmã, entre outras que procuro preservar. Acho muito errado as pessoas rotularem."

- Em entrevista para a revista Época em 2010.[3]

  • "É do ser humano usar alguns instrumentos de fuga de vez em quando. Tem gente que quando está triste, chora, outros comem demais, alguns dormem, tem os que se calam, outros falam muito. A música é parte integrante da minha vida. Ou estou cantando, ou ouvindo música... Já cantei nas mais distintas situações: feliz, triste, ansiosa, tranquila... Às vezes, quero ouvir música pra me divertir; às vezes, para refletir... Em cada momento, ela está presente em nossa vida de um jeito!"

- Sandy sobre usar sua música como "instrumento de fuga".[3]

  • " Não foi uma decisão tomada do ‘dia para a noite’. Foi um processo natural e que nós dois amadurecemos juntos até chegar à decisão de encerrar a carreira em dupla. O fato das pessoas gostarem do nosso trabalho conjunto também nos deixava inseguros com a escolha. De forma bem ‘simplista’, era terminar algo que estava dando certo. Mas tivemos que ser honestos com nós mesmos... Os nossos caminhos musicais individuais já não se conversavam como antigamente."

- Sandy sobre o fim da dupla com seu irmão.[3]

  • " Quando falo em melancolia e deixo clara minha admiração por Clarice Lispector e outros autores, meu objetivo é dar um panorama de quais são minhas referências na literatura, o que me inspira artisticamente. Meu trabalho em carreira solo é resultado daquilo que vivo e já vivi e, consequentemente, das coisas que gosto de ler, de ouvir etc. Minha imagem é apenas um reflexo disso. Não tenho a pretensão de escolher e/ou direcionar meu público. É o público quem nos escolhe. Minha intenção é continuar fazendo música, minha grande realização, e levar algo de positivo às pessoas."

- Sobre seu início como artista solo.[3]

  • "Eu tive sorte de estar bem estruturada, de conseguir lidar com tudo isso e sair uma pessoa normal. Pode dar uma coisa errada. Tem gente que começa criança e não vai por um caminho tão bacana, porque ser famosa criança não é muito fácil. Pode mexer muito com a cabeça de uma pessoa e do adolescente."

- Sandy sobre o seu sucesso e fama precoce.[1]

  • "É engraçado, a gente fez um caminho inverso. A gente começou muito famoso e grande para depois se tornar um pouco menor. Eu fiz show para 1,2 milhão, eu vendi 3 milhões de cópias nos tempos áureos das vendagens de disco. Eu comecei grande e hoje em dia eu escolhi fazer show para 2 mil pessoas, eu escolhi fazer um tipo de música que vende no máximo 100 mil cópias."

- Falando sobre seu auge e sua carreira solo.[1]

  • "Uma coisa que acontece muito também é que muitas pessoas acabam me tratando, e não só a mim, mas outros artistas também, como personagens. Isso me incomoda demais."

- Em entrevista para o quadro O que ví da vida, do Fantástico, em 2011.[1]

  • "Eu não tenho problema de falar sobre sexo. Eu sou um ser humano normal. Todo mundo fala de sexo, e eu não posso. Eu nem [falo sobre sexo] de uma maneira pessoal. Eu emito uma opinião sobre sexo, e as pessoas ficam chocadas. Existe um falso moralismo, uma certa hipocrisia, no país do carnaval e da bunda."

- Sobre sua imagem perante a mídia e o público.[1]

  • "Eu não sou essa bonequinha, essa santinha que vive num mundo cor-de-rosa e prega a virgindade. Nunca preguei virgindade, nunca fiz nada com a intenção de ser exemplo. [...] De certa forma, eu correspondí a esse estereótipo. Além de ser muito caseira, não sabia dizer não. Se um repórter me perguntava se já havia dado meu primeiro beijo, em vez de dizer que isso era assunto meu, eu respondia. Sem ter como me preservar, abria várias coisas ou acabava contando mentiras."
- Em entrevista para a revista ISTOÉ Gente em 2003.[4]
  • "Acham que sou uma princesa encastelada, que nunca namorei, que nunca transei… O fato de nunca ter sido fotografada chorando, bêbada ou brigando com namorado não quer dizer que não tenha tido meus tombos. A diferença é que minha vida é minha e a preservo pra mim."

- Sobre sua imagem pública.[5]

  • "Vejo como uma coisa natural. Sou a favor do casamento gay. Acho que todo mundo tem os mesmos direitos: de ser feliz. O problema maior hoje é a homofobia, crime hediondo, cruel. A gente, às vezes, fica focada nos grandes centros, e esquece que no interior do país, nos redutos atrasados, a homofobia está presente de forma muito mais selvagem, diante da ausência do Estado"

- Sandy sobre o preconceito sofrido pelos homossexuais e a união entre pessoas do mesmo sexo.[6]

  • Se eu ficasse anônima, a primeira coisa que faria seria um disco, para voltar a ficar conhecida.
- Em entrevista à revista Capricho
  • Eu gastaria no máximo 2 000 reais numa bolsa. Sabe, eu acho que é dinheiro mal gasto.
- Em entrevista à revista Capricho
  • Nóis é brega, mas nóis é feliz.
- Dizendo, em entrevista à revista Vogue RG, o que responderia aos críticos que chamam sua música de brega
  • Se tiver de cantar sem o Junior, abandono a carreira.
- Negando boatos de que estaria pronta para uma carreira solo (setembro de 2000).
  • Estou assumido algumas coisas e metendo o pau em outras
- Fonte: Ego.com. Data de publicação: 13 de abril de 2006.
  • Me irrita a pegação no pé por parte da imprensa, que inventa muito e fala sempre a mesma coisa. Que sou santinha do pau oco, que sou criancinha. Foi um desabafo, uma maneira de escancarar o negócio. De dizer chega, não estou nem aí para isso
- Fonte: Ego.com. Data de publicação: 13 de abril de 2006.
  • Vixe, ouço ‘não’ pra caramba na vida. Aqui no escritório, por exemplo, se dou alguma ideia falam: ‘Não, não gosto.’ Meu irmão fala ‘não’ para mim. Amigos, namorados. Eu costumo dar vários ‘nãos’ também. Mas sempre quero saber por que não.
- Fonte: Ego.com. Data de publicação: 13 de abril de 2006.
  • Ficou forte essa imagem (de princesinha e santa), mas não dei motivos para isso a não ser quando era criança ou pré-adolescente, novinha.
- Fonte: Ego.com. Data publicação: 13 de abril de 2006.
  • Me perguntavam: ‘Você já beijou?’, eu respondia ‘Não nunca beijei.’ ‘Você tem namorado?’ e eu ‘Não, não tenho.’ As coisas aconteceram na hora que têm de acontecer, não existe uma regra que diz que com 13 anos eu já tenha que ter beijado, ou que com 15 eu tenha que ter namorado.
- Fonte: Ego.com. Data de publicação: 13 de abril de 2006.
  • É verdade que fazemos música infantil? Não. É verdade que fazemos música sertaneja? Não. Brega? Aí, já é uma coisa relativa de gosto pessoal. Eu não acho brega, senão não faria.Tem gente que acha....Agora duvido que alguém vá ouvir este CD e falar que é brega...Agora vai ficar difícil.
- Fonte: Ego.com. Data de publicação: 13/04/2006.
  • Outro dia tive uma crise. Estou chegando aos 25 anos e me dei conta de que daqui a pouco minha juventude vai ter acabado. Tenho de estar preparada se esse dia acontecer.
- Sobre o fim de sua juventude.
- Fonte: Revista IstoÉ Gente.[7]
  • Então... Não tem como não responder isso sem entrar numa questão pessoal. Mas, falando de uma forma geral, eu acho que é possível ter prazer anal. Sim, porque é fisiológico. Não é todo mundo. Deve ser a minoria que gosta.
- Em entrevista a revista Playboy respondendo à pergunta: “Dizem que as mulheres não gostam de sexo anal. Você concorda com isso?
- Fonte: 24 Horas News. Data de publicação: 8 de agosto de 2011.[8]
  • Mulher tem vez dentro do MMA sim. Aparência é só aparência, por dentro a gente pode ser forte, curtir esse tipo de coisa. Eu sou frágil, novinha, pequenininha, e todo mundo fala que o que combina comigo é balé clássico. Mas não é bem assim
- Sobre ser fã de MMA.
- Fonte: UOL. Data de publicação: 7 de setembro de 2011.[9]
  • Quando rola sangue eu tenho dó do cara, parece que está machucando muito. Não tenho medo de sangue, é que fica a impressão de estar machucando mais e dá uma certa aflição.
- Sobre MMA.
- Fonte: UOL. Data de publicação: 7 de setembro de 2011.[9]
  • "Componho em momentos de ócio. Como disse Sêneca, não é a vida que passa rápido, somos nós que não sabemos aproveitá-la em tempo"
- Fonte: Revista ISTOÉ Gente, edição 251 (31/05/2004)
  • "Esse rótulo de santa não tem nada a ver. Sou um ser humano, sou de carne e osso. Não tenho nada de santa nem de louca. E quanto à virgindade, não devo satisfação."
- Sandy, cantora, sobre sua imagem de boa moça
- Fonte: Revista ISTOÉ Gente, edição 260 (02/08/2004)
  • "Onde eu estiver a fim no momento"
- Sandy, cantora, sobre o melhor lugar para fazer sexo, ela que nunca havia admitido ter perdido a virgindade
- Fonte: Revista ISTOÉ Gente, edição 267 (20/09/2004)
  • "Eu acho estranho as pessoas ainda falarem em virgindade sabendo que eu tenho 28 anos e que eu sou casada. Parece que estão querendo fixar essa imagem para sempre. Por que não deixar o tempo passar? Por que não deixar ter a percepção das coisas, como elas são, como elas mudam?".
- Durante o quadro "O que vi da vida", no "Fantástico", em 2011.
- Fonte: [1]
  • "Não tenho problema de falar sobre sexo. Aí já ficam com aquela coisa: "Nossa, mas a Sandy mudou, a Sandy de santinha virou devassa.". Mas não é nada disso. Eu sou um ser humano normal. Todo mundo fala de sexo, e eu não posso. Eu nem falei de uma maneira pessoal. Eu emito uma opinião sobre sexo, e as pessoas ficam chocadas. Existe um falso moralismo uma certa hipocrisia, no país do carnaval, da bunda. Eu quero ser eu. A vida é muito curta para você ficar brincando de personagem, fazendo o que você não quer fazer, sendo quem você não é, só para as pessoas pararem de falar certas coisas sobre você. Deixa falar. Eu sou eu, e pronto, acabou."
- Durante o quadro "O que vi da vida", no "Fantástico", em 2011.
  • "Se eu pudesse viver de música, ganhar meu dinheiro, fazer meu trabalho, sem ser famosa, eu acho que eu escolheria isso, porque ser famosa dá trabalho. Eu acho que o lado ruim do sucesso, do êxito, de fazer um trabalho que deu certo, é a fama. A fama atrapalha bastante a viver"
- Durante o quadro "O que vi da vida", no "Fantástico", em 2011.
  • "As pessoas gostam de desconstruir a imagem angelical que têm de mim. É uma imagem antiga: já casei, vou ser mãe. Ainda assim, brincam com isso, e eu brinco junto."
- Fonte: Folha de S.Paulo. Data de publicação: 30/01/2014.[10]

Sobre SandyEditar

Adriane Galisteu
  • Na minha opinião esta foi a melhor entrevista da Sandy de todos os tempos … Nota 1000 pra ela.
- Sobre a polêmica entrevista de Sandy para a revista Playboy.
- Correio 24 Horas. Data de publicação: 9 de agosto de 2011.[11]
  • A Sandy nunca me deu uma entrevista tão boa quanto essa que ela deu para a revista. Independente de ser um assunto polêmico, o texto ficou muito bom. Ela é uma mulher talentosa, bonita e recatada, até onde a gente sabia! O bom dessa entrevista é que ela se mostrou mais como mulher
- Sobre a polêmica entrevista de Sandy para a revista Playboy.
- Fonte: EGO. Data publicação: 10 de agosto de 2011.[12]
  • Fiquei chateadíssima de ouvir que a Sandy não gostou da entrevista que ela deu. Eu fiquei triste porque achei a melhor entrevista da vida da Sandy. Tenho uma visão completamente diferente da dela [sobre o assunto]. Achei que ela foi genial! … Educada, linda, talentosa, bem casada e feliz todos nós sabemos que ela é. A gente só não sabia que ela era mulher de verdade. E estava na hora de saber que ela não é tão imaculada como a gente imaginava
- Sobre a polêmica entrevista de Sandy para a revista Playboy.
- Fonte: O Fuxico. Data de publicação: 28 de agosto de 2011.[13]
João Gordo
  • Uma princesinha. Patricinha, lindinha, virgenzinha, boa filha, a melhor da classe na escola. Isso enlouquece qualquer um.

- João babando pela adolescente cantora Sandy.

Manu Gavassi
  • "Gosto muito da Sandy. Tenho todos os discos dela, desde pequena sempre ouvi muito a Sandy. Gosto da voz dela, da maneira como ela age, nesses anos todos de carreira ela nunca fez besteira, nunca se envolveu em nenhum escândalo. Eu a admiro muito por tudo isso."

- A cantora Manu Gavassi sobre sua admiração por Sandy.[14]

Caetano Veloso
  • "Acho o show de Sandy e Júnior extraordinariamente bem-acabado, ela é afinada e aquilo, profissionalmente, é uma coisa muito boa para a indústria da música popular no Brasil."
- Fonte: Revista Trip, [2] (01.07.2001)
  • "Posso mostrar a você que, numa gravação da Sandy, a afinação é 100%! A afinação é em nível de Elis Regina! Sob o ponto de vista técnico, ela é uma cantora perfeita"

- Caetano Veloso sobre a habilidade vocal de Sandy.[15]

Lobão
  • "Tenho horror quando vejo Sandy e Júnior, acho aquilo horroroso! É como heavy metal, caralho!"
  • "Ok, ela [Sandy] canta bem, mas eu fico: "Não é possível, imagine se fosse minha filha, que terror!"."
- Fonte: Revista Trip, [3] (01.07.2001)
Wanessa
 
Wanessa: “Não comento o que meus colegas dizem. Além do mais, não somos amigas, não conheço a privacidade dela (Sandy)
  • "Acho que é uma artista maravilhosa e canta pra caramba. Essa menina é uma querida. Sempre foi, comigo e com a minha família. Foi no meu casamento me dar o carinho dela… E eu convidei de coração. A vida inteira ficaram fazendo essa coisa boba, que não existe de fato entre a gente. Eu cantava junto ‘Maria Chiquinha’. Sempre acompanhei e era fã. Fiquei p*ta quando fizeram essa coisa da gente ser meio rival. A mídia viu um prato cheio para fazer um ‘Marlene vs. Emilinha’ versão 2001"

- Wanessa sobre sua suposta rivalidade com Sandy (2013).[16]

  • "O que temos de igual é que somos filhas de astros sertanejos e fazemos um pop romântico direcionado para o público adolescente. Mas as semelhanças param por aí. O nosso estilo de vida é completamente diferente. A Sandy é reservadíssima. Eu falo o que penso, ainda que tenha de pagar um preço alto por isso. Não deixo de viver a minha vida por nada. Chamei a Sandy para sair algumas vezes, mas ela nunca tem tempo livre. Se tiver de sair de madrugada com meus amigos, eu saio."

- Wanessa sobre Sandy, em 2003.[17]

  • Não comento o que meus colegas dizem. Além do mais, não somos amigas, não conheço a privacidade dela (Sandy)
- Wanessa comenta a declaração polêmica da cantora Sandy, à revista Playboy.
- Fonte: Bonde. Data de publicação: 22 de agosto de 2011.[18]
  • O fato da Sandy ser muito diferente de mim, foi um prato cheio, né? Eu parecia mais humana e tem artista que monta uma redoma de vidro, parece um ser perfeito que não vai no banheiro, sabe?
- Wanessa brincou com a comparação que faziam entre ela e Sandy no início da carreira.
- Fonte: Zero Hora. Data de publicação: 12 de março de 2008.[19]
  • Mas os pontos em comum (entre Wanessa e Sandy) terminam aí. Isso fica claro na música, na atitude. Ela é MPB. Eu sou pop
- Sobre as diferenças entre ela e Sandy em uma publicação que afirma que “as duas são jovens casadas mudando os rumos das carreiras”.
- Fonte: Vírgula. Data de publicação: 20 de setembro de 2010.[20]
Seu Jorge
  • "O que impressiona é que naquela pessoa aparentemente frágil, sutil e sensível, existe uma grande líder."
- Seu Jorge sobre Sandy, durante o "Altas Horas", em abril de 2012.
- Fonte: O Fuxico.[21]

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 "Todo mundo fala sobre sexo, mas eu não posso", desabafa Sandy Globo.com
  2. Sandy no 'O que ví da vida'
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 Acho errado as pessoas rotularem Época
  4. A cinderela cresceu ISTOÉ
  5. Acho o máximo mexer com o imaginário das pessoas, diz Sandy Veja
  6. Quem são as celebridades que apoiam os gays e lésbicas viajabi.com.br
  7. Frases Eliane Trindade; Camila Pati, Terra. Publicado em 2008.
  8. Veja resposta completa de Sandy à "Playboy" sobre sexo anal 24 Horas News. Publicado em 8 de agosto de 2011.
  9. 9,0 9,1 Após invadir 'clube do bolinha' de MMA, Sandy prova se é fã em quiz do UOL Maurício Dehò, Priscila Gomes, UOL. Publicado em 7 de setembro de 2011.
  10. http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2014/01/1404864-sandy-encara-seu-primeiro-papel-adulto-em-terror-de-baixo-orcamento.shtml
  11. Adriane Galisteu sobre entrevista de Sandy à "Playboy": "nota mil" Correio 24 Horas. Publicado em 9 de agosto de 2011.
  12. Adriane Galisteu sobre Sandy: 'É recatada, até onde a gente sabia' Léo Martinez, EGO. Publicado em 10de agosto de 2011.
  13. Adriane Galisteu diz que a entrevista de Sandy na Playboy foi a melhor Felipe Carvalho, O Fuxico. Publicado em 28 de agosto de 2011.
  14. Manu Gavassi é fã de Sandy e diz não ser de balada Vírgula
  15. Sabe a última do Caetano? ISTOÉ Gente
  16. Wanessa volta a falar sobre Sandy POPLine
  17. "Sou o oposto da Sandy" Veja (2003)
  18. Wanessa Camargo sobre Sandy: 'Não somos amigas' Bonde. Publicado em 22 de agosto de 2011.
  19. Wanessa Camargo diz que "parecia mais humana" que Sandy Zero Hora. Publicado em 12 de março de 2008.
  20. Wanessa sobre Sandy: "Ela é MPB. Eu sou pop" Vírgula.com. Publicado em 20 de setembro de 2010.
  21. Seu Jorge: "Sandy é uma grande líder" O Fuxico. Publicado em 29 de abril de 2012.