Públio Siro

Públio Siro
Públio Siro em outros projetos:

Públio Siro. (85 a.C. - 43 a.C.), escritor latino da Roma antiga. Também conhecido como Publilio Sirio, ou como Publilius Syrius ou Publio Sirio, ou Publius Syrius ou Publilio Siro ou Publilii Syri).


- No one can escape either death or love.
- Nec mortem efiugere quisquam nec amorem potest.
- Públio Siro, Sententiae. No. 478, citado in: The Macmillan Book of Proverbs, Maxims, and Famous Phrases, página 511, Burton Egbert Stevenson - Macmillan, 1948 - 2957 páginas
- Iudex damnatur, cum nocens absolvitur.
- Sententiae I28
  • "Por muito longa disputa perde se a verdade."
- Nimium altercando veritas amittitur.
- Sententiae N40
- Gravissimum est consuetudinis imperium.
- Sententiae G8
  • "Tato não pode ser ensinado; é inato."
- Pudor doceri não potest, Nasci potest.
- Sententiae P4
Malum consilium est, quod mutari potest.
  • "O plano que não pode ser mudado não presta."
- Malum est consilium, quod mutari non potest.
- Sententiae M54
  • "Aquele que não impede um crime é cúmplice dele."
- Factum tacendo, crimen facias acrius.
- Sententiae, 210.
  • "Censura teus amigos particularmente, e louva-os em público."
- Públio Siro, citado em "Dicionário de pensamentos: 3000 citações de 922 autores sobre 332 assuntos" - Página 7, de Nair Lacerda - Editora Cultrix, 1974 - 256 páginas