Abrir menu principal

Jonas Savimbi

político e guerrilheiro angolano
Jonas Savimbi
Jonas Savimbi
Jonas Savimbi em outros projetos:

Jonas Malheiro Savimbi (Munhango, Bié, 3 de Agosto de 1934 — Lucusse, Moxico, 22 de Fevereiro de 2002) foi um político e guerrilheiro angolano e líder da UNITA durante mais de trinta anos. Tendo, em conjunturas diversas, tido o apoio dos governos dos Estados Unidos da América, da República Popular da China[1] , do regime do Apartheid da África do Sul, de Israel, de vários líderes Africanos (Félix Houphouët-Boigny da Costa do Marfim, Mobutu Sese Seko do Zaire, do rei Hassan II de Marrocos e Kenneth Kaunda da Zâmbia) e mercenários de Portugal, Israel, África do Sul e França, Savimbi passou grande parte de sua vida a lutar primeiro contra a ocupação colonial portuguesa e, depois da independência de Angola, contra o governo Angolano que era apoiado, em termos militares e outros, pela então União Soviética, por Cuba e pela Nicarágua Sandinista.



  • "Em Angola, o MPLA enfrentou duramente a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), fundada em 1964 por Jonas Savimbi e de ideologia antimarxista. Em Moçambique, a luta armada contra os portugueses deu-se a Em Moçambique, a luta armada contra os portugueses deu-se a partir de 1964, com a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), coordenando as ações, sob a liderança de Eduardo Chivambo Mondlane, um soba que fora educado na África do Sul e nos Estados Unidos. Em São Tomé e Príncipe, bem como na Guiné-Bissau, os movimentos pela libertação foram tomando corpo e exigindo a presença de tropas cada vez mais numerosas para conter os revolucionários.
- como citado in: História Da Literatura Portuguesa - Página 61, José Édil de Lima Alves - Editora da ULBRA, 2001, ISBN 8575280074, 9788575280072 - 134 páginas


Veja tambémEditar