Diferenças entre edições de "José Ortega y Gasset"

239 bytes adicionados ,  00h23min de 4 de fevereiro de 2009
m
sem resumo de edição
m (fontes)
m
*"Eu sou eu e minha circunstância, e se não salvo a ela, não me salvo a mim."
:- ''Fonte: "Meditações do Quixote"''
 
*"Quem, em nome da liberdade, renuncia a ser aquilo que devia ser, já se matou em vida: é um suicida de pé. A sua existência consistirá numa perpétua fuga da única realidade que era possível."{{carece de fontes}}
 
*"Esta é a primeira consequência que sobrevém quando no mundo alguém deixa de mandar: que os demais, ao se rebelarem, ficam sem tarefa, sem programa de vida".
*"Sem missão não há homem".
:- ''Fonte: "O Livro das Missões" ''
 
*"Desconfio do respeito de um homem com seu amigo ou sua bandeira quando não o vejo respeitar o inimigo ou a bandeira deste."{{carece de fontes}}
 
* "Ser de esquerda é, como estar na direita, uma infinidade de maneiras que o homem pode escolher ser um imbecil: ambas, com efeito, são formas de hemiplegia [paralisia] moral"
:- ''Ser de la izquierda es, como ser de la derecha, una de las infinitas maneras que el hombre puede elegir para ser un imbécil: ambas, en efecto, son formas de la hemiplejía moral''.
:- ''La rebelión de las masas, "Prólogo para franceses" (1937).''
 
==Atribuídas==
{{sem fontes}}
 
*"Quem, em nome da liberdade, renuncia a ser aquilo que devia ser, já se matou em vida: é um suicida de pé. A sua existência consistirá numa perpétua fuga da única realidade que era possível."{{carece de fontes}}
::- ''Quien en nombre de la libertad renuncia a ser el que tiene que ser, ya se ha matado en vida: es un suicida en pie. Su existencia consistirá en una perpetua fuga de la única realidad que podía ser''
 
*"Desconfio do respeito de um homem com seu amigo ou sua bandeira quando não o vejo respeitar o inimigo ou a bandeira deste."{{carece de fontes}}