Diferenças entre edições de "Humanidade"

660 bytes removidos ,  19h41min de 8 de outubro de 2008
m
sem resumo de edição
(Desfeita a edição 77601 de O observador (discussão | contribs))
m
-----
 
*"Fomos sim uma espécie de criaturas capazes de amar e de transferir nosso legado aos demais. Mas a banalização de toda e qualquer forma de sentimento levou a uma crescente corrupção de toda a vida, pessoas nasceram sem razão, sem caráter, sem estrutura física ou psicológica; suas mentes foram corrompidas como um legado maldito que foi transmitido por quem já banalizou também os sentimentos. Agora somos uma espécie de criaturas capazes de fluir como uma espuma tóxica, poluindo e matando tudo que tocamos e que criamos como nossos, eternos enquanto dure. Mas é claro que o sol vai voltar amanhã..." {{carece de fontes}}
:[[Patricky Field]]
 
*"O homem comum que fica furioso se lhe disserem que o pai era desonesto, se envaidece se descobrir que o avô era um pirata.