Diferenças entre edições de "Thomas Jefferson"

2 462 bytes adicionados ,  08h07min de 29 de outubro de 2018
sem resumo de edição
m
::- ''Good wine is a necessity of life for me
:::- ''[[Thomas Jefferson]] citado em The Vinifera Wine Growers Journal, Volume 3 - página 175, Vinifera Wine Growers Association, Vinifera Wine Growers Association., 1976
 
== Atribuídas incorretamente ==
 
<!--
**Often attributed to Jefferson, no original source for this has been found in his writings, and the earliest established source for similar remarks are those of [[w:John Philpot Curran|John Philpot Curran]] in a speech upon the Right of Election (1790), published in ''Speeches on the late very interesting State trials'' (1808):
:: It is the common fate of the indolent to see their rights become a prey to the active. '''The condition upon which God hath given liberty to man is eternal vigilance'''; which condition if he break, servitude is at once the consequence of his crime and the punishment of his guilt.
:*Variant: "Eternal vigilance is the price of liberty"; reported in Paul F. Boller, Jr., and John George, ''They Never Said It: A Book of Fake Quotes, Misquotes, & Misleading Attributions'' (1989), p. 56 -->
 
*"O [[preço]] da [[liberdade]] é a eterna vigilância eterna."
::- ''The price of freedom is eternal vigilance.
::A frase quemjamais afirmefoi queencontrada asnos primeirasescritos fontesde estabelecidasJefferson. paraA observaçõesmais semelhantesantiga sãofonte estabelecida que contém sentença bastante semelhante é um discurso de [[w:John Philpot Curran|John emPhilpot um discursoCurran]] sobre o direitoDireito de eleiçãoEleição (''Right of Election'')(, 1790), publicado em ''Speeches on the late very interesting State trials'' (1808):
::: "É o destino comum do indolente ver seus direitos tornarse umatornarem presa parado o[indivíduo] ativo. '''A condição sobresob a qual Deus deu liberdade ao homem é a eterna vigilância'''; condição esta que, se ele quebrardescumpre, a servidão é, ao mesmo tempo, a consequência de seu crime e a punição de sua culpa".
 
::Encontra-se uma variante dessa frase num discurso do abolicionista e ativista liberal americano [[Wendell Phillips]] (1811 – 1884), pronunciado em 28 de janeiro de 1852, diante de membros da Sociedade Antiescravagista do Massachusetts:
:::"'''A eterna vigilância é o preço da liberdade'''; o poder está sempre roubando de muitos para poucos."
:::- ''Eternal vigilance is the price of liberty; power is ever stealing from the many to the few'' (John Morley, ed., [https://books.google.com.br/books?id=VfjRAAAAMAAJ&pg=PA67&lpg=PA67&dq=%E2%80%9CEternal+vigilance+is+the+price+of+liberty.%E2%80%9D+phillips+speech+anti-slavery&source=bl&ots=H2f8ckIw9o&sig=EukDrduBdK-oQSeY_Gf-VFQ6M54&hl=en&ei=SaxmTN-0H4P98AbioIi0BA&sa=X&oi=book_result&ct=result&redir_esc=y#v=onepage&q=%E2%80%9CEternal%20vigilance%20is%20the%20price%20of%20liberty.%E2%80%9D%20phillips%20speech%20anti-slavery&f=false ''The Fortnightly''], Volume VIII. Chapman and Hall, 1870, p. 67).
 
::Todavia, em 1809 (quando Wendell Phillips teria dois anos de idade), na biografia do Major General James Jackson, Thomas Usher Pulaski Charlton (1779-1835) escreve que uma das obrigações dos biógrafos de pessoas famosas é
::: "... incutir na mente do povo americano a crença de que ''''o preço da liberdade é a eterna vigilância''''. O maná da liberdade popular, deve ser colhido a cada dia ou apodrece" (Thomas Usher Pulaski Charlton, [https://books.google.com.br/books?id=cEcSAAAAYAAJ&pg=PA85&redir_esc=y#v=onepage&q&f=false ''The life of Major General James Jackson''], 1809).
 
::A frase é colocada entre aspas e sem atribuição de autoria, possivelmente por já ser de uso corrente, à época.
 
 
 
==Disputadas==
*"O [[preço]] da [[liberdade]] é a vigilância eterna."
::- ''The price of freedom is eternal vigilance
:::- ''The Jefferson Bible‎ - Página 12, Thomas Jefferson, Percival L. Everett - Akashic Books, 2004, ISBN 1888451629, 9781888451627 - 120 páginas
: Há quem afirme que as primeiras fontes estabelecidas para observações semelhantes são de John Philpot Curran em um discurso sobre o direito de eleição (''Right of Election'')(1790), publicado em ''Speeches on the late very interesting State trials'' (1808)
:: "É o destino comum do indolente ver seus direitos tornar uma presa para o ativo. A condição sobre a qual Deus deu liberdade ao homem é a eterna vigilância; condição esta que se ele quebrar, a servidão é ao mesmo tempo, a consequência de seu crime e a punição de sua culpa".
 
{{Presidentes dos EUA}}
25

edições