Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 00h16min de 3 de novembro de 2013
m
+fontes
 
* ...A minha tiazinha falava muito na falta que lhe fazia esse ombro [[amizade|amigo]], apoio e diversão, envelheceu procurando um. Não achou nem o ombro nem as partes, o que a fez chorar sentidamente na hora da morte, Mas o que você quer, queridinha?! a gente perguntava. Está com alguma dor? Não, não era dor. Quer um [[Igreja|padre]]? Não, não queria mais nenhum padre, chega de padre. Antes do último sopro, apertou desesperadamente a primeira mão ao alcance: 'É que estou morrendo e não me diverti nada!'"
::- ''[[Lygia Fagundes Telles]] in: A disciplina do amor''.
 
* "Ninguém é tão velho que não espere que depois de um dia não venha outro".
 
* "Não acho maravilhoso envelhecer. A gente envelhece na marra, porque não há mesmo outro jeito, já fui a tantas estações de águas, já bebi de tantas fontes – onde a Fonte da Juventude, onde?"
::- ''[[Lygia Fagundes Telles]] in: A disciplina do amor''.
 
* "Tenho medo de acabar me tornando uma dessas velhas bêbadas e roucas, que ficam vadiando pela rua assediando rapazinhos."
 
* "Não digas nada, meu amigo! Sinto-me [[felicidade|felicíssimo]] por lhe ter escapado, como quem escapa a um amo delirante e selvagem".
::- ''[[Sófocles]] apud [[Platão]], A República, p. 13. Editora Martin Claret 2006''. ISBN 85-7232-398-8
::- ''Como lhe pergutassem como passava em questões de amor, Sófocles já idoso teria dado essa resposta''.
 
* "O verdadeiro [[mal]] da velhice não é o enfraquecimento do corpo, é a indiferença da [[alma]]".
::- ''Le vrai mal de la vieillesse n'est pas l'affaiblissement du corps c'est l'indifférence de l'âme.
:- ''[[André Maurois]]''.
:::- ''OEuvres complètes: Bois originaux de Louis Jou, Volume 10 - página 105, Bibliothèque Bernard Grasset,
OEuvres complètes: Bois originaux de Louis Jou, OEuvres complètes: Bois originaux de Louis Jou, [[André Maurois]], A. Fayard, 1952
* "A velhice é um naufrágio".