Diferenças entre edições de "Trabalho"

83 bytes removidos ,  16h25min de 6 de outubro de 2013
m
+fontes -sem fontes
m (+fontes -sem fontes)
m (+fontes -sem fontes)
::- ''[[Josemaria Escrivá]] in: Caminho, 335, como citado em [http://www.opusdei.org.br/art.php?p=1673 Opus Dei]
 
*"Um [[homem]] com [[preguiça]] é um [[relógio]] sem corda."
*"Pela rua do já vou chega-se à casa do nunca."
::- ''Un hombre con pereza es un reloj sin cuerda.
:[[Miguel Cervantes]]
:::- ''La sociedad: revista religiosa, filosófica, política y literaria‎ - Página 280, [[Jaime Balmes]] - Imprenta de A. Brusi, 1851, 2a. ed. - 288 páginas
 
*"Ensina cedo aos teus filhos que o pão dos homens é feito para ser dividido."
:[[P. Carré]]
 
*"Um homem com preguiça é um relógio sem corda."
:[[Jaime Balmes]], filósofo e jornalista espanhol
 
*"Pela rua do já vou chega-se à casa do nunca."
:[[Miguel Cervantes]]
 
*"Há que tornar a ungir os cavalos guerreiros e levar a luta até ao fim; porque quem nunca descansa, quem com o coração e o sangue pensa em conseguir o impossível, esse triunfa."
::- ''[[I Ching]]
 
*"Gutta cavat lapidem saepe cadendo. - A gota esburaca a pedra à força de cair."
::- ''[[AdágioProvérbios latinolatinos]]
 
*"Qualquer simples problema se pode tornar insolúvel se fizermos um número suficientes de reuniões para o discutir."
:[[Arthur Bloch]]
 
*"Na maior parte dos homens, as dificuldades são filhas da preguiça."
:[[Samuel Johnson]]
 
*"Somos mais pais do nosso futuro do que filhos do nosso passado."
:[[Miguel de Unamuno]]
 
*"Somos mais pais[[pai]]s do nosso [[futuro]] do que filhos[[filho]]s do nosso [[passado]]."
*"Deixar tudo para amanhã é como usar um cartão de crédito: muito divertido... até que chegue o momento de receber a conta."
::- ''Miremos más que somos padres de nuestro porvenir que no hijos de nuestro pasado''
:[[Christopher Parker]]
:::- ''Vida de D. Quijote y Sancho: Según Miguel de Cervantes Saavedra‎ - Página 109, de [[Miguel de Unamuno]] - Publicado por F. Fe, 1905''
 
*"Não posso dar-me ao luxo da política. Numa ocasião, fiquei cinco minutos a escutar um político e morreu-me um velhinho em Calcutá."
::- ''[[Madre Teresa de Calcutá]] citada em Série saúde mental e trabalho - Volume 3, Sonia Grubits - Casa do Psicólogo, 2004, ISBN 8573963581, 9788573963588
:[[Madre Teresa de Calcutá]]
 
*"Não passes tanto tempo a desejar coisas que poderias ter se não passasses tanto tempo a desejá-las."