Diferenças entre edições de "Martin Heidegger"

206 bytes removidos ,  23h04min de 4 de abril de 2011
m
+ fontes - sem fontes
m (+ fontes)
m (+ fontes - sem fontes)
'''[[w:Martin Heidegger|Martin Heidegger]]''' ''([[26 de setembro]] de [[1889]] – [[26 de maio]] de [[1976]]), filósofo alemão''.
----
 
==Obras==
 
* "Nunca chegamos aos [[pensamento]]s. São eles que vêm".
:::- ''Aus der Erfahrung des Denkens, 1910-1976 - página 78, [[Martín Heidegger]] - V. Klostermann, 1983 - 253 páginas
 
==Atribuídas=Ser e Tempo===
:: Tradução de Marcia Sá Cavalcanti Schuback, Editora Vozes, 2005
{{sem fontes}}
 
*"Entre o pensamento e a poesia há um parentesco porque ambos usam o serviço da linguagem e progridem com ela. Contudo, entre os dois persiste ao mesmo tempo um abismo profundo, pois moram em cumes separados".
 
*"A angústia é a disposição fundamental que nos coloca perante o nada".
 
*"A possibilidade de uma petrificação, endurecimento e inapreensão do que se apreendeu originariamente se acha no próprio trabalho concreto da fenomenologia."
 
*"Não se deve, porém, tomar a cotidianidade mediana da pre-sença, como um simples "aspecto". Pois a estrutura da existencialidade está incluída a priori na cotidianidade e até mesmo em seu modo impróprio. De certa forma, nele está igualmente em jogo o ser da pre-sença, com o qual ela se comporta e relaciona no modo da cotidianidade mediana mesmo que seja apenas fugindo e se esquecendo dele."
 
==Atribuídas==
 
*"Por que há simplesmente o ente e não antes o nada?"