Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 23h22min de 6 de novembro de 2010
m
+ fontes - sem fontes
::- ''Nada hay tan vacío como un cerebro lleno de sí mismo
:::- ''Obras completas, Volume 23‎ - Página 33, [[Ignacio Manuel Altamirano]], Catalina Sierra Casasús - Secretaría de Educación Pública, 2001, ISBN 9701868617, 9789701868614 - 430 páginas
 
* "Amar é admirar com o [[coração]]. Admirar é amar com o [[cérebro]]".
:- ''[[Théophile Gautier]]''
 
* "Não uso apenas o meu [[cérebro]], mas todos que posso tomar emprestado."
::- ''I not only use all the brains I have, but all I can borrow
:- ''[[Woodrow Wilson]]''
:::- ''The public papers of Woodrow Wilson‎ - Volume 3, Página 95, [[Woodrow Wilson]], Ray Stannard Baker, Howard Seavoy Leach - Harper & brothers, 1926
 
* "Os [[homens]] deveriam saber que é do [[cérebro]], e de nenhum outro lugar, que vêm as [[alegria]]s, as delícias, o [[riso]] e as diversões."
:- ''[[Hipócrates]]''
 
* "Os [[homens]] fazem sua própria [[história]], mas não a fazem como querem... A [[tradição]] de todas as gerações mortas oprime como um [[pesadelo]] o [[cérebro]] dos vivos."
::- ''[[Karl Marx]]; Dezoito Brumário de Louis Bonaparte (1852)''
 
* "Se você tem [[cérebro]] e [[sapato]]s nos [[pé]]s, e o [[caminho]] não for agradável, vá por outro que julgar melhor."
::- ''You have brains in your head. You have feet in your shoes. You can steer yourself, any direction you choose
:::- ''[[Theodor Seuss Geisel]] citado em "The Man Who Was Dr. Seuss: The Life and Work of Theodor Geisel" - Página 175, de Thomas Fensch - New Century Books, 2001, ISBN 0930751116, 9780930751111 - 212 páginas
 
* "A [[música]] é o esforço que fazemos para explicar a nós mesmos como os nosso [[cérebro]] funciona. Escutamos [[Bach]] extasiados porque isso é ouvir uma [[mente]] humana."
::- ''Music is the effort we make to explain to ourselves how our brains work. We listen to Bach transfixed because this is listening to a human mind.''
:::- ''[[Lewis Thomas]]; in "The Medusa and the Snail: More Notes of a Biology Watcher"''
 
* "[[Droga]]s são horríveis. Elas acabam com seu [[coração]], seu [[fígado]] e seu [[cérebro]]. E o pior de tudo é que deixam você igual aos seus [[pai]]s."
:- ''[[Frank Zappa]]''
 
* "A [[imprensa]] pode causar mais danos que a [[bomba atômica]]. E deixar [[cicatriz]]es no [[cérebro]]".
::- ''[[Noam Chomsky]], citado no Estadão, 16/11/96''
 
* "Na [[vida]] pura e monótona das moças, chega uma hora deliciosa em que o [[sol]] lhes derrama os seus raios na [[alma]], em que a [[flor]] lhes exprime os [[pensamento]]s, em que as palpitações do [[coração]] comunicam ao [[cérebro]] seu [[calor]] fecundo e dissolvem [[idéia]]s num [[desejo]] vago; [[hora]] de [[inocente]] [[melancolia]] e [[suave]]s [[alegria]]s!"
::- ''[[Honoré de Balzac]]; Eugênia Grandet''
 
* "O [[Ricardo Garcia|Ricardo]] é o [[cérebro]] da equipe, mas um cérebro diferenciado. Carrega uma grande carga de [[emoção]], sem perder a [[capacidade]] de [[raciocínio]] [[rápido]]. Eu era assim como ele, emotivo, mas não tinha [[capacidade]] para fazer um décimo do que ele faz."
::- ''[[Bernardinho]] (técnico da seleção brasileira de vôlei masculina); Olimpíadas de Atenas, 2004''
 
* "Tenhamos as [[cabeça]]s abertas, mas não tão abertas ao ponto de nossos [[cérebro]]s se desprenderem delas".
::- ''[[Richard Dawkins]]; Ciência, Desilusão e o Apetite pelo Mistério, BBC1 TV, 12 de novembro de 1996.''
* "Eu tentei ser uma pessoa de [[cabeça]] aberta,... mas meu [[cérebro]] fugiu!"
::- ''[[Calvin e Haroldo]]''
 
* "O [[cérebro]] de um [[erudito]] é uma coisa terrível. É como uma casa de Belchior em que se encontram as mais disparatadas inutilidades, quase todas cobertas de [[pó]] e com o [[preço]] marcado muito acima de seu valor."
:- ''[[Oscar Wilde]]''
 
* "Um monte de garotos não consegue se expressar por si mesmo, desta forma, mas lendo nossas letras eles pensam, 'porra, eu não sou o único esquisito por aí, outro cara pensa como eu', ou sei lá, e isso relaxa o botãozinho dentro do seu [[cérebro]]. Então você não fica tão nervoso. A [[vida]] não é tão ruim assim. Pelo menos na maior parte do [[tempo]]."
:- ''[[James Hetfield]]''
 
* "No [[mundo]] da moda, não há [[sentido]] em tentar provar que você tem um [[cérebro]], então, por que se importar? Eu prefiro guardar minhas [[energia]]s para algo mais [[relevante]]"
::- ''[[Helena Christensen]]; Fonte: Site oficial da modelo ''
 
* "Os primeiros dez [[ano]]s do [[reinado]] de Nicolau são em grande parte a [[história]] de uma tendência a fuga dos [[trabalho]]s do [[cérebro]] de um [[homem]] (...) que era desesperadamente incapacitado para compreender e controlar a [[Rússia]]".
::- ''[[Alan Moorehead]], sobre [[Nicolau II da Rússia]]; citado em "Familia Imperial da Russia" - [http://books.google.com.br/books?id=QhnCjQ_bwmcC&pg=PT15&lpg=PT15#v=onepage&q=&f=false página 15], de Allan Alvaro Jr Santos. ''
 
* "O [[cérebro]] é o meu segundo [[órgão]] [[favorito]].
::- ''My brain: it's my second favorite organ.
:::- ''[[Woody Allen]], na obra "Sleeper" (1973)''
 
* "Eu costumava pensar que o [[cérebro]] era o mais poderoso [[órgão]] no meu [[corpo]]. Só então percebi quem estava me dizendo isso".
::- ''I used to think the brain was the most wonderful organ in the ... I used to think the brain was the most wonderful organ in the body. Then I realized who was telling me this.''
:- ''[[Emo Philips]]''
:::- ''[[Emo Philips]] citado em Words from the Wise: Over 6,000 of the Smartest Things Ever Said‎ - Página 64, de Rosemarie Jarski - Skyhorse Publishing, 2007, ISBN 160239136X, 9781602391369 - 592 páginas''
 
* "Estamos usando nosso [[cérebro]] de maneira excessivamente disciplinada, pensando só o que é preciso pensar, o que se nos permite pensar."
::- ''[[José Saramago]], na palestra de abertura do curso "Literatura e poder. Luzes e sombras", na Universidade Carlos III, em Madri, em 19 de janeiro de 2004, conforme citado por Marco Aurélio Weissheimer, no [http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=1626 artigo] "Saramago prega retorno à filosofia para salvar democracia", na Agência Carta Maior.''''
:- ''[[José Saramago]]''
 
* "Dizem que tenho [[corpo]] de [[sereia]], [[cérebro]] de [[jegue]] e falo como o [[Pato Donald]]".
::- ''[[Sabrina Sato]] na época em que acabara de estrear como dubladora da animação alemã A Terra Encantada de Gaya.; Fonte: Revista IstoÉ Gente!, edição 338 ''
:- ''Fonte: Revista IstoÉ Gente!, edição 338 ''
 
* "Não que a [[sexualidade]] seja errada, é ótima. É humana. É assim que deveriamos ser, mas há muito mais para o [[cérebro]] e para o [[corpo]] [[humano]] do que apenas [[sexo]]"
::- ''[[Amy Lee]] sobre [[Christina Aguilera]], em entrevista à revista Rooling Stones, dizendo que a cantora representa mal tudo o que é feminismo. ''
 
* "Esperava que Tancredi também os notasse e que se desagradasse perante esses traços reveladores de uma diferença de [[educação]]. Trancredi já os havia notado mas, infelizmente, sem resultado. Deixava-se arrastar pelo estímulo físico que aquela belíssima [[mulher]] oferecia à sua [[juventude]] fogosa e, digamos, ainda pela excitação dos cálculos que aquela moça rica produzia em seu [[cérebro]] de [[homem]] pobre e ambicioso."
::- ''[[Giuseppe Tomaso di Lampedusa]]; obra O Leopardo ''
 
* À medida que novas experiências vão ocorrendo, o [[cérebro]] assimila novos elementos para preencher a sua capacidade de armazenamento. Este material será utilizado no decorrer da [[vida]], e se traduzirá em formas de conduta frente a novas situações. Para alguns [[conhecimento]]s não existem dados relativos que permitam a assimilação e, portanto, estes conhecimentos não aparecerão na conduta das pessoas. Diz-se, então, que é um conhecimento não-integrado. Conforme vai aparecendo o [[desejo]] de evolução para um [[Mundo]] Bem Melhor, abrem-se as portas da [[Mente]] e tais conhecimentos, outrora negligenciados, passam a ser, ao menos, analisados. Perguntamos: Como está a sua Mente - aberta ou fechada? Por que a [[Bondade]], o [[Altruísmo]], a [[Fraternidade]] não se traduzem sempre na sua conduta?
::- ''[[Celso Charuri]]; Como vai a sua mente; Circular de junho de 1981''
 
 
[[categoria:Corpo]]
 
[[en:Brain]]