Abrir menu principal

Alterações

1 238 bytes adicionados ,  14h21min de 22 de março de 2010
m
+ fontes - sem fontes
'''[[w:Albert Camus|Albert Camus]]''' ''([[w:Mondovi|Mondovi]], [[7 de novembro]] de [[1913]] - [[4 de janeiro]] de [[1960]]), foi um escritor, novelista, ensaísta e filósofo franco-argelino.''
----
__TOC__
* "[[Charme]] é conseguir a resposta 'sim' sem ter feito nenhuma pergunta clara".{{carece de fontes}}
::- ''Le charme : une manière de s'entendre répondre "oui" sans avoir posé aucune question claire.
:::- ''Theatre,recits,nouvelles: pref par jean grenier. Textes etablis et annotes par roger quilliot, Albert Camus - Gallimard, 1962 - 2090 páginas
 
* "Não quero ser um [[génio]]... Já tenho problemas suficientes ao tentar ser um [[homem]]."{{carece de fontes}}
::- ''I don't even want to be a genius at all, finding it quite difficult enough to be a man.
:::- ''Carnets, 1935-1942‎ - Volume 2, Página 88, Albert Camus - H. Hamilton, 1963 - 153 páginas
 
* "O [[homem]] tem duas [[face]]s: não pode [[amor|amar]] ninguém, se não se amar a si próprio."{{carece de fontes}}
::- ''L'homme est ainsi, cher monsieur, il a deux faces: il ne peut pas aimer sans s'aimer.
:::- ''La chute‎ - Página 37, Albert Camus - Prentice-Hall, 1965 - 160 páginas
 
* "O [[heroí]]smo de pouco vale, a [[felicidade]] é mais difícil."{{carece de fontes}}
::- '' l'héroïsme est peu de chose, le bonheur plus difficile.
:::- ''Lettres à un ami allemand‎ - Página 76, Albert Camus - Gallimard, 1946 - 68 páginas
 
* "A [[política]] e os [[destino]]s da [[humanidade]] são forjados por [[homens]] sem ideais nem grandeza. Aqueles que têm grandeza interior não se encaminham para a política."{{carece de fontes}}
::- ''La politique et le sort des hommes sont formés par des hommes sans idéal et sans grandeur. Ceux qui ont une grandeur en eux ne font pas de politique.
:::- ''Carnets, Volume 1‎ - Página 99, Albert Camus - Gallimard, 1962 - 252 páginas
 
== O mito de sísifo ([[1942]]) ==
::- ''L'absurde, c'est la raison lucide qui constate ses limites''
:::- ''Le mythe de Sisyphe‎ - Página 70, de [[Albert Camus]] - Publicado por Gallimard, 1960 - 187 páginas''
 
* "Criar é também dar uma forma ao próprio [[destino]]."{{carece de fontes}}
::- ''O mito de Sísifo‎ - Página 133, Albert Camus - Traduzido por Ari Roitman, Paulina Watch, Edição 5, Editora Record, 2004, ISBN 8501067253, 9788501067258 - 158 páginas
 
* "Não há [[amor]] generoso senão aquele que se sabe ao mesmo tempo passageiro e singular."
::- ''O mito de Sísifo‎ - Página 87, Albert Camus - Traduzido por Ari Roitman, Paulina Watch, Edição 5, Editora Record, 2004, ISBN 8501067253, 9788501067258 - 158 páginas
 
* "O significado da [[vida]] é a mais urgente das questões."{{carece de fontes}}
::- ''I therefore conclude that the meaning of life is the most urgent of questions.
:::- ''The myth of Sisyphus‎ - Página ii, Albert Camus - Hamish Hamilton, 1955 - 169 páginas
 
* "Não ser amado é falta de sorte, mas não amar é a própria infelicidade."{{carece de fontes}}
::- ''For there is merely bad luck in not being loved; there is misfortune in not loving
:::- ''The myth of Sisyphus, and other essays‎ - Página 201, Albert Camus - Vintage Books, 1983, ISBN 0679733736, 9780679733737 - 212 páginas
 
== Homem Revoltado ==
 
* "Certa manhã, após tantos desesperos, uma irreprimível vontade de viver virá anunciar-nos que tudo acabou e que o sofrimento não possui mais sentido do que a felicidade."
 
* "O [[homem]] é a única criatura que se recusa a ser o que é."{{carece de fontes}}
::- ''O Homem revoltado‎ - Página 21, Albert Camus, traduzido por Valerie Rumjanek, Editora Record, 1996, ISBN 8501045489, 9788501045485- 1996 - 351 páginas
 
== A Queda ==
 
* "Caminho noites inteiras e sonho, ou falo sozinho interminavelmente."
 
* "Nenhum [[homem]] é [[hipocrisia|hipócrita]] nos seus [[prazer]]es."{{carece de fontes}}
::- ''A queda‎ - Página 103, Albert Camus, traduzido por José Terra, Edição "Livros do Brasil" - 1960 - 218 páginas
 
== O Estrangeiro ==
 
* "O mundo assim como está não é suportável, por conseguinte, preciso da lua, da felicidade ou da imortalidade, de qualquer coisa que seja loucura, talvez, mas que não pertença a este mundo."
 
* "Fazer [[sofrimento|sofrer]] é a única maneira de nos enganarmos."{{carece de fontes}}
::- ''faire souffrir était la seule façon de se tromper.
:::- ''Caligula‎ - Página 116, Albert Camus - Gallimard, 1958 - 250 páginas
 
== Cadernos ==
 
* "Não há uma coisa que se faça por um ser (que se faça verdadeiramente) que não negue um outro. E quando não nos podemos resignar a negar os seres, há uma lei que nos estiriliza para sempre. De certo modo, amar um ser é matar todos os outros."
 
* "A grandeza consiste em tentar ser grande. Não há outro meio."{{carece de fontes}}
::- ''Greatness consists in trying to be great. There is no other way
:::- ''Notebooks: 1942-1951. Translated from the French and annotated by J. O'Brien‎ - Página 226, Albert Camus - Knopf, 1963
 
== Atribuídas ==
 
* "[[Outono]] é outra [[primavera]], cada folha uma [[flor]]."{{carece de fontes}}
* "[[Charme]] é conseguir a resposta 'sim' sem ter feito nenhuma pergunta clara".{{carece de fontes}}
::- ''citado em "Frases Geniais" - Página 343, Paulo Buchsbaum, 2004, Ediouro Publicações, ISBN 8500015330, 9788500015335440 páginas
 
* "Uma [[imprensa]] livre pode, é claro, ser boa ou má, mas uma imprensa sem [[liberdade]] é sempre má".{{carece de fontes}}
 
* "[[Outono]] é outra [[primavera]], cada folha uma [[flor]]."{{carece de fontes}}
 
* "Antes, a questão era descobrir se a [[vida]] precisava de ter algum significado para ser vivida. Agora, ao contrário, ficou evidente que ela será vivida melhor se não tiver significado."{{carece de fontes}}
 
* "O [[homem]] é a única criatura que se recusa a ser o que é."{{carece de fontes}}
 
* "O significado da [[vida]] é a mais urgente das questões."{{carece de fontes}}
 
* "A grandeza consiste em tentar ser grande. Não há outro meio."{{carece de fontes}}
 
* "Nenhum [[homem]] é [[hipocrisia|hipócrita]] nos seus [[prazer]]es."{{carece de fontes}}
 
* "Não quero ser um [[génio]]... Já tenho problemas suficientes ao tentar ser um [[homem]]."{{carece de fontes}}
 
* "Não ser amado é falta de sorte, mas não amar é a própria infelicidade."{{carece de fontes}}
 
* "Já é vender a [[alma]] não saber contentá-la."{{carece de fontes}}
 
* "O [[homem]] tem duas [[face]]s: não pode [[amor|amar]] ninguém, se não se amar a si próprio."{{carece de fontes}}
 
* "Fazer [[sofrimento|sofrer]] é a única maneira de nos enganarmos."{{carece de fontes}}
 
* "O [[heroí]]smo de pouco vale, a [[felicidade]] é mais difícil."{{carece de fontes}}
 
* "A [[política]] e os [[destino]]s da [[humanidade]] são forjados por [[homens]] sem ideais nem grandeza. Aqueles que têm grandeza interior não se encaminham para a política."{{carece de fontes}}
 
* "Os [[tristeza|tristes]] têm duas razões para o ser: [[ignorância|ignoram]] ou [[esperança|esperam]]"{{carece de fontes}}
 
* "[[amor|Amar]] é... [[sorriso|sorrir]] por nada e ficar [[tristeza|triste]] sem motivos, / é sentir-se só no meio da multidão, / é o [[ciúme]] sem sentido, / o [[desejo]] de um [[carinho]]; / é abraçar com certeza e beijar com vontade, / é passear com a [[felicidade]], / é ser feliz de [[verdade]]!"{{carece de fontes}}
 
* "A [[juventude]] é sobretudo uma soma de possibilidades."{{carece de fontes}}
 
* "Criar é dar forma ao próprio [[destino]]"{{carece de fontes}}
 
* "Não há [[amor]] generoso senão aquele que se sabe ao mesmo tempo passageiro e singular."
:- ''Fonte: [http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/frases/coletanea-02.html Coletânea de Pensamentos]''
 
[[Categoria:Pessoas]]