For other languages, consider using Wikiquote:Babel
Olá Lucasfeat, bem-vindo(a) ao Wikiquote,
O Wikiquote surgiu em 2004, e desde então estabeleceram-se vários princípios definidos pela comunidade. Por favor, reserve algum tempo a explorar os tópicos seguintes antes de começar a editar no Wikiquote.
Tutorial
Aprender a editar passo-a-passo num instante
Página de testes
Para fazer experiências sem danificar o Wikiquote
Coisas a não fazer
Resumo dos erros mais comuns a evitar
Normas de conduta
Reserve algum tempo a explorar as Normas de Conduta
Livro de estilo
Definições de formatação normalmente usadas
FAQ
O que toda a gente pergunta
Políticas do Wikiquote
Regulamentos gerais a saber
Ajuda
Manual geral do Wikiquote
Café dos novatos
Sane suas dúvidas com usuários experientes.
Seja audaz
Não tenha medo de editar o Wikiquote.
English language.png If you do not speak Portuguese, please refer to Wikiquote:Global help
Esta é a sua página de discussão, na qual pode receber mensagens de outros Usuários. Para deixar uma mensagem a um Usuário deve escrever na página de discussão dele, caso contrário ele não será notificado. No fim da mensagem assine com quatro tiles: ~~~~
  • Desejo-lhe uma boa estadia no Wikiquote!--Chico 15h25min de 3 de Fevereiro de 2010 (UTC)

Lucas FeatEditar

Lucas Feat (pseudônimo de Lucas Daniel Tomáz — Brasília, 1986) é um escritor e DJ brasileiro.

Antes que os JardinsEditar

"Um pedaço de mim é nada, o outro é um povoado. De um lado é Deus e sonha, do outro delira, é o Diabo". (2007)


"A sabedoria é a filha única do tempo" (2006)


"Tô perdido em meu próprio labirito, e por aí eu vou correndo contra meus pesadelos utópicos". (2008)

Lucas FeatEditar

Lucas Feat (pseudônimo de Lucas Daniel Tomáz — Brasília, 1986) é um escritor e DJ brasileiro.

Antes que os JardinsEditar

"Um pedaço de mim é nada, o outro é um povoado. De um lado é Deus e sonha, do outro delira, é o Diabo". (2007)


"A sabedoria é a filha única do tempo". (2006)


"Tô perdido em meu próprio labirito, e por aí eu vou correndo contra meus pesadelos utópicos". (2008)