Sheila Heti

Sheila Heti
Sheila Heti
Sheila Heti em outros projetos:

Sheila Heti (Toronto, 25 de dezembro de 1976) é uma escritora canadense de ascendência húngara.



MaternidadeEditar

  • "Há uma espécie de tristeza em não querer as coisas que dão sentido à vida de tantas pessoas."
- HETI, Sheila. Maternidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2019, p. 35
  • "Quando eu penso em todas as pessoas que querem proibir o aborto, isso parece significar apenas uma coisa: não é que eles queiram uma nova pessoa no mundo, o que eles querem é que aquela mulher tenha o trabalho de criar um filho, mais do que querem que ela faça qualquer outra coisa."
- HETI, Sheila. Maternidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2019, p. 44
  • "As pessoas acham que são donas do seu corpo; acham que podem te dizer o que fazer com o seu corpo. Os homens querem controlar o corpo da mulher proibindo-a de abortar, enquanto as mulheres tentam controlar o corpo da mulher com a pressão para que ela tenha filhos."
- HETI, Sheila. Maternidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2019, p. 108
  • "Mas não quero ser uma passagem através da qual um homem possa vir, e existir no mundo da forma como ele bem entender, sem que ninguém duvide de que ele está certo."
- HETI, Sheila. Maternidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2019, p. 173
  • "É tão díficil enxergar isto: que nossos caminhos se equivalem; que ter um filho por instinto e não ter um filho por dúvida resulta em vidas iguais, a quantidade de vida dela e a minha é a mesma."
- HETI, Sheila. Maternidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2019, p. 258
  • "Só quando a mulher deixa de ser atraente para os homens consegue ficar em paz por tempo o bastante para pensar de verdade."
- HETI, Sheila. Maternidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2019, p. 286