Quatro Casamentos e um Funeral

filme de 1994 dirigido por Mike Newell

Quatro Casamentos e um Funeral (em inglês: Four Weddings and a Funeral) é um filme de comédia romântica britânica de 1994, que segue as aventuras de Charles e seu grupo de amigos, através de uma série de ocasiões sociais, enquanto se perguntam se algum dia encontrarão o verdadeiro amor e se casarão.

Dirigido por Mike Newell. Roteiro de Richard Curtis.

CharlesEditar

  • "Ladies and gentlemen, I'm sorry to drag you from your delicious desserts. There are just one or two little things I feel I should say, as best man. This is only the second time I've been a best man. I hope I did OK that time. The couple in question are at least still talking to me. Unfortunately, they're not actually talking to each other. The divorce came through a couple of months ago. But I'm assured it had absolutely nothing to do with me. Paula knew Piers had slept with her sister before I mentioned it in the speech. The fact that he'd slept with her mother came as a surprise, but I think was incidental to the nightmare of recrimination and violence that became their two-day marriage. Anyway, enough of that. My job today is to talk about Angus. There are no skeletons in his cupboard. Or so I thought. I'll come on to that in a minute. I would just like to say this. I am, as ever, in bewildered awe of anyone who makes this kind of commitment that Angus and Laura have made today. I know I couldn't do it and I think it's wonderful they can. So, back to Angus and those sheep."
- Tradução: Senhoras e senhores, peço desculpa por ter de vos interromper a sobremesa. Só há uma ou duas coisinhas que acho que devo dizer como padrinho. Esta é só a segunda vez que sou padrinho. Espero que me tenha safado dessa vez. Pelo menos o casal em questão ainda fala comigo. Infelizmente eles já não falam um com o outro. O divorcio ficou finalizado há uns dois meses. Mas garantiram-me que isso não teve absolutamente nada a ver comigo. A Paula já sabia que o Piers tinha dormido com a irmã dela antes de eu ter falado disso no discurso. O facto de ele ter dormido com a mãe dela foi uma surpresa, mas acho que foi o principal motivo para o pesadelo de recriminação e violência que se tornou o seu casamento de dois dias. Mas já chega. Hoje a minha função é falar sobre o Angus. Ele não tem esqueletos no armário dele. Ou pelo menos era o que eu pensava. Já falo disso daqui a pouco. Gostava apenas de dizer o seguinte: estou, como sempre absolutamente fascinado por qualquer pessoa que consiga fazer este tipo de compromisso tal como o Angus e a Laura fizeram hoje. Eu sei que não ia conseguir fazê-lo e acho que é maravilhoso que eles consigam. Pronto, vamos voltar a falar do Angus e daquelas ovelhas.
O discurso de Charles no casamento de Angus e Laura

MatthewEditar

'"Gareth used to prefer funerals to weddings. He said it was easier to get enthusiastic about a ceremony one had an outside chance of eventually being involved in. In order to prepare this speech, I rang a few people, to get a general picture of how Gareth was regarded by those who met him. Fat seems to be a word people most connected with him. Terribly rude also rang a lot of bells. So very fat and very rude seems to have been a stranger's viewpoint. On the other hand, some of you have been kind enough to ring me to tell me that you loved him, which I know he'd be thrilled to hear. You remember his fabulous hospitality... his strange experimental cooking. The recipe for "Duck à la Banana" fortunately goes with him to his grave. Most of all, you tell me of his enormous capacity for joy. When joyful, when joyful for highly vocal drunkenness. But joyful is how I hope you'll remember him. Not stuck in a box in a church. Pick your favourite of his waistcoats and remember him that way. The most splendid, replete, big-hearted, weak-hearted as it turned out, and jolly bugger most of us ever met. As for me, you may ask how I will remember him, what I thought of him. Unfortunately, there I run out of words. Perhaps you will forgive me if I turn from my own feelings to the words of another splendid bugger: W. H. Auden. This is actually what I want to say: "Stop all the clocks, cut off the telephone, Prevent the dog from barking with a juicy bone. Silence the pianos and with muffled drum, Bring out the coffin, let the mourners come. Let the aeroplanes circle, moaning overhead, Scribbling on the sky the message 'He is Dead'. Put crepe bows 'round the white necks of the public doves, Let traffic policemen wear black cotton gloves. He was my North, my South, my East and West, My working week and my Sunday rest; My noon, my midnight, my talk, my song. I thought that love would last forever; I was wrong. The stars are not wanted now; put out every one, Pack up the moon and dismantle the sun; Pour away the ocean and sweep up the wood, For nothing now can ever come to any good"."

- Tradução: O Gareth preferia funerais a casamentos. Dizia que era mais fácil ficar entusiasmado com uma cerimónia onde se tinha uma oportunidade real de se participar um dia. Para me preparar para este discurso, telefonei a algumas pessoas, para ter uma ideia geral de como o Gareth era visto por aqueles que o conheceram. Gordo parece ser a palavra que a maioria das pessoas lhe associavam. Muito mal educado também teve muitos apoios. Por isso, muito gordo e muito mal educado parecem ser os pontos de vista dos estranhos. Por outro lado, alguns foram simpáticos quando me telefonaram para me dizerem que o adoravam e sei que ele ia ficar bastante contente com isso. Lembram-se da sua hospitalidade fabulosa, os seus cozinhados experimentais estranhos. Felizmente a receita de "Pato a la Banana" vai com ele para a campa. Acima de tudo, vocês falaram-me da sua enorme capacidade para a alegria. Quando estava alegre tinha uma grande capacidade de embriaguez vocal. Mas espero que seja assim que o recordem, que não seja com ele enfiado numa caixa numa igreja. Escolham o vosso colete preferido e recordem-no assim. A peste mais esplêndida, repleta, de coração enorme e alegre que alguma vez conheceram. Quanto a mim, podem perguntar-me como o vou recordar, o que pensava dele. Infelizmente para isso fiquei sem palavras. Talvez me perdoem que transmitir os meus sentimentos através das palavras de outra peste estupenda: W.H. Auden. Isto é o que eu quero dizer: "Parem todos os relógios, cortem o telefone, lancem um osso suculento ao cão para que não ladre mais, Emudeçam os pianos e com um tambor abafado, tragam o caixão, deixem vir os enlutados. Deixem os aviões andar em círculos, a gemer em cima em alvoroço, a escrever no céu a mensagem "Ele morreu". Ponham laços crepe ao pescoço das pombas, Deixem que os polícias sinaleiros usem luvas de algodão preto. Ele era o meu Norte, o meu Sul, o meu Este e Oeste. A minha semana de trabalho e o meu descanso ao Domingo, O meu meio-dia, a minha meia-noite, a minha fala, a minha canção; Pensava que o amor ia durar para sempre: estava enganado. Não são precisas estrelas agora; apaguem todas, Arrumem a lua e desmontem o sol, Esvaziem o oceano e varram a madeira; Porque agora nada serve para coisa alguma".
- No funeral de Gareth

DiálogosEditar

Charles: Any idea who the girl in the black hat is?
- Tradução: Sabes quem é a mulher do chapéu preto?
Fiona: Name's Carrie.
- Tradução: Chama-se Carrie.
Charles: She's pretty.
- Tradução: É bonita.
Fiona: American.
- Tradução: É americana.
Charles: Interesting.
- Tradução: Interessante.
Fiona: Slut.
- Tradução: É uma pega.
Charles: Really?
- Tradução: A sério?
Fiona: Used to work at Vogue. Lives in America now. Only goes out with very glamorous people. Quite out of your league.
- Tradução: Já trabalhou na Vogue. Agora vive na América. Só sai com pessoas muito glamorosas. É areia a mais para a tua camioneta.
Charles: Well, that's a relief. Thanks.
- Tradução: Bem, isso é um alívio, obrigado.

Tom: Splendid, I thought. What did you think?
- Tradução: Achei esplêndido. O que achaste?
Bernard: I thought splendid. What did you think?
- Tradução: Achei esplêndido! O que achaste?
Tom: Splendid, I thought.
- Tradução: Achei esplêndido.

Mrs. Beaumont: Tell me, are you married?
- Tradução: Diga-me, você é casada?
Fiona: No.
- Tradução: Não.
Mrs. Beaumont: Are you a lesbian?
- Tradução: Você é lésbica?
Fiona: Good lord! What makes you ask that?
- Tradução: Bom Deus! O que te faz você perguntar isso?
Mrs. Beaumont: Well, it is one of the possibilities for unmarried girls nowadays, and it's rather more interesting than saying, "Oh dear, never met the right chap," eh?
- Tradução: Bem, é uma das possibilidades para meninas solteiras hoje em dia, e é bem mais interessante do que dizer: "Oh, querida, nunca conheci o sujeito certo", hein?
Fiona: Quite right. Why be dull?
- Tradução: Muito bem. Por que ser maçante?
Mrs. Beaumont: Thank you.
- Tradução: Obrigado.
Fiona: The truth is... well, the truth is, I have met the right person, and he's not in love with me, and until I stop loving him, no one else really has a chance.
- Tradução: A verdade é ... bem, a verdade é que eu encontrei a pessoa certa, e ele não está apaixonado por mim, e até eu parar de amá-lo, ninguém mais tem chance.
Mrs. Beaumont: Oh, what a shame.
- Tradução: Oh, que pena.
Fiona: Yes, isn't it? I was a lesbian once at school, but only for about fifteen minutes. I don't think it counts.
- Tradução: Sim, não é? Eu fui lésbica uma vez na escola, mas apenas por quinze minutos. Eu não acho que isso conta.

TaglinesEditar

  • He's quite engaging. She's otherwise engaged.
- Tradução: Ele é bastante envolvente. Ela está noiva.
  • An outrageously funny affair
- Tradução: Um caso escandalosamente engraçado
  • Five good reasons to stay single
- Tradução: Cinco boas razões para permanecer solteiro
  • Love is on the air, run for cover
- Tradução: O amor está no ar, corra para se esconder

ElencoEditar

Ligações externasEditar

A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Quatro Casamentos e Um Funeral.