Papa Inocêncio III

papa
Papa Inocêncio III
Papa Inocêncio III
Papa Inocêncio III em outros projetos:

Papa Inocêncio III, nascido Lottario dei Conti di Segni ou Lotário de Conti (Anagni, 1160/1161 — Perúgia, 16 de julho de 1216), foi papa da Igreja Católica de 22 de fevereiro de 1198 até a data da sua morte.



  • Assim como Caim era um errante e um desterrado, que não devia ser morto por ninguém, mas marcado com o sinal do medo em sua fronte, assim são os judeus ... contra quem a voz do sangue de Cristo clama ... embora não devam ser mortos, devem sempre estar dispersos como errantes sobre a face da terra.
- As Cain was a wanderer and an outcast, not to be killed by anyone but marked with the sign of fear on his forehead, so the Jews ... against whom the voice of the blood of Christ cries out ... although they are not to be killed they must always be dispersed as wanderers upon the face of the earth.
- Migne, Patrologia, CCXV, 1291. Cf. The Talmud Unmasked de J. B. Pranaitis, p. 89
  • Ainda que a piedade cristã tolere os judeus ... cuja própria culpa os leva à escravidão perpétua ... e permita que continuem conosco (embora os mouros não os tolerem), não se deve os permitir manter conosco ingratidão a um ponto tal de nos retribuir com insultos por favores e com desdém pelo convívio por nós oferecido. Eles são aceitos em nosso convívio apenas por graça da nossa misericórdia; mas são para nós perigosos como o inseto na maçã, como a serpente no peito ... Na condição de escravos réprobos do Senhor, em cuja morte maldosamente conspiraram (pelo menos pelo efeito do ato), que se reconheçam como escravos daqueles a quem a morte de Cristo libertou.
- Although Christian piety tolerates the Jews ... whose own fault commits them to perpetual slavery ... and allows them to continue with us (even though the Moors will not tolerate them), they must not be allowed to remain ungrateful to us in such a way as to repay us with contumely for favors and contempt for our familiarity. They are admitted to our familiarity only through our mercy; but they are to us dangerous as the insect in the apple, as the serpent in the breast ... As they are reprobate slaves of the Lord, in whose death they evilly conspired (at least by the effect of the deed), let them acknowledge themselves as slaves of those whom the death of Christ has made free.
- Migne, Patrologia, 1291. Cf. The Talmud Unmasked de J. B. Pranaitis, p. 89