Os Bruzundangas

Os Bruzundangas é um livro do escritor brasileiro Lima Barreto, publicado em 1923.Nascido no Rio de Janeiro em 1881 , morto na mesma cidade em 1922, Lima Barreto foi um jornalista e autor de romances, contos e crônicas. É considerado como um dos principais nomes do Pré-Modernismo brasileiro.


  • "Pobre terra da Bruzundanga! Velha, na sua maior parte, como o planeta, toda a sua missão tem sido criar a vida e a fecundidade para os outros, pois nunca os que nela nasceram, as que nela viveram, os que a amaram e sugraram-lhe o leite, tiveram sossego sobre o seu solo!"
- Prefácio, página 12[1]

Referências

  1. As citações aqui referidas foram tiradas da edição Os Bruzundangas, ABC Editora, (Rio- São Paulo-Fortaleza), 2005, 130 p. ‘’Lima Barreto quer explicar o Brasil através desta metáfora da Bruzundanga: mixórdia, embrulhada, trapalhada’’, diz Celina Fontenele Garcia em suas notas introdutórias. Neste romance, o narrador é ‘’um estrangeiro que conta suas descobertas do país dos Bruzundangas’’, escreveu por sua vez Luciana Stegagno Picchio, no seu livro La Littérature Brésilienne(Presses Universitaires de France, ISBN 2-13-036796-8), p. 80.