Abrir menu principal
Miguel Reale em outros projetos:

Miguel Reale (São Bento do Sapucaí, 6 de novembro de 1910 — São Paulo, 14 de abril de 2006) foi um filósofo, jurista, educador, poeta e escritor brasileiro; integrou a Academia Brasileira de Letras


  • "A astúcia do Direito consiste em valer-se do veneno da força para evitar que ela triunfe"
- Lições preliminares de direito
  • "A democracia atual é, sobretudo, uma partidocracia. Nesse sentido, a democracia brasileira é capenga, porque os nossos partidos não são agremiações dirigidas por um grupo de idéias com uma programática devidamente esclarecida. Nós não temos, na realidade, partidos claramente situados."
- Programa Roda Viva da TV Cultura ([1]), exibido em 13/11/2000, perguntado por Ronald Freitas pra que avaliasse a situação dos partidos políticos no Brasil
  • "E o aspecto positivo, que eu vejo na última eleição, é de alertar o eleitorado, no sentido de não se deixar levar apenas pelo fazer, porque também importa saber fazer para quê? Com que fim? E, sobretudo, à sombra de valores éticos e valores morais"
- Programa Roda Viva da TV Cultura ([2]), exibido em 13/11/2000, quando perguntado pelo jornalista José Neumane Pinto sobre a relativa aceitação do eleitorado pelo "rouba mas faz" por parte de parte de alguns políticos brasileiros
  • " A cultura brasileira não é densa, não é complexa, tem muitas lacunas, tem muitos vazios. A começar da escola fundamental, que é uma escola de informação e não é uma escola de formação."
- Programa Roda Viva da TV Cultura ([3]), exibido em 13/11/2000, em resposta à procuradora Luiza Nagib Eluf explicitando em sua visão um dos porquês da diminuição de grandes referências políticas no Brasil
  • "“No Universo da Cultura o Centro está em toda a parte”.
- Inscrição na praça do relógio na USP
- citado por Jacques Marcovitch, no prefácio (página 13) de "Cidadania e cultura brasileira: homenagem aos 90 anos do professor Miguel Reale", Por Miguel Reale, Shozo Motoyama, Publicado por EdUSP, 2001 ISBN 8531406609, 9788531406607
  • "A nossa vida não é espiritualmente senão uma vivência perene de valores. Viver é tomar posição perante valores e integrá-los em nosso "mundo", aperfeiçoando nossa personalidade na medida em que damos valor às coisas, aos outros homens e a nós mesmos. Só o homem é capaz de valores, e somente em razão do homem a realidade axiológica é possível."
- Filosofia do Direito