Mário Juruna

Político brasileiro do povo indígena xavante
Mário Juruna
Mário Juruna
Mário Juruna em outros projetos:

Mário Juruna (nasceu em 1942, na aldeia próxima a Barra do Garças (MT), Brasil - faleceu em 18 de julho de 2002). Indígena, da tribo Xavante; foi deputado federal pelo PDT (1983-1987), pelo Estado do Rio de Janeiro.



  • "Antes de tudo, o índio precisa de terras. Índio é dono da terra. Então, o branco deve respeitar a terra do índio".
- Em entrevista à Revista Veja, em novembro de 1974
  • "para registrar tudo o que o branco diz"[1]
- frase costumeiramente utilizada por Mário Juruna, que portava sempre um gravador, registrando todas as promessas feitas pelas autoridades, a respeito dos índios.
  • "Então, primeiro eu quero falar em nome do companheiro trabalhador, porque vocês é a mesma coisa como índio, é a mesma coisa como posseiro, é a mesma coisa como lavrador e é a mesma coisa como a tribo."
- Deputado Mário Juruna 1983
  • "Que retornem para os quartéis, ou para os seus pijamas, o mais rápido possível, os militares reformados que se encontram refugiados na administração da FUNAI."
- Mário Juruna, em seu primeiro pronunciamento no plenário da Câmara dos Deputados, Juruna 1983
  • "Quero denunciar aqui e agora que os índios no Brasil continuam morrendo de sarampo, de gripe, de febre e de fome e de outras doenças evitáveis e transmitidas pelo não-índio."
- Dia do Índio - 19 de abril de 1983 (Juruna 1983)