Lu Xun (chinês tradicional: 魯迅, chinês simplificado: 鲁迅, pinyin: Lǔ Xùn, Wade-Giles: Lu Hsüm) (Shaoxing, China; 25 de Setembro de 1881 - Shanghai, China; 19 de Outubro de 1936) foi um escritor chinês. Representante máximo do Movimento Quatro de Maio, é considerado o pai da literatura moderna na China.


“É claro que não estamos satisfeitos com o presente, mas isso não significa que temos de olhar para o passado, pois ainda há um caminho a nossa frente”[1]

Referências

  1. Lu Xun, “Some Notions Jotted Down by Lamplight” (Algumas Noções Anotadas sobre a Luz da Lâmpada), in Selected Works (Obras Seleiconadas), vol. 2, pág. 153.