George Reisman

economista norte-americano
George Reisman
George Reisman
George Reisman em outros projetos:

George Reisman (Nova Iorque, 13 de janeiro de 1937) é um professor emérito de economia na Universidade Pepperdine.


Capitalism: A Treatise on Economics (1996)Editar

  • O movimento verde é o movimento vermelho não mais em sua juventude turbulenta e arrogante, mas em sua velhice demente.
    The green movement is the red movement no longer in its boisterous, arrogant youth, but in its demented old age.
  • Sob o comunismo (socialismo), não há incentivo para se fornecer às pessoas tudo o que elas precisam ou desejam, incluindo segurança.
    Under communism (socialism), there is no incentive to supply people with anything they need or want, including safety.

Por que o nazismo era socialismo e por que o socialismo é totalitário (2005)Editar

“Why Nazism Was Socialism and Why Socialism Is Totalitarian,” lecture delivered at the Mises Institute’s “The Economics of Fascism: Supporters Summit 2005” in Auburn, Alabama (October 8, 2005)
  • A caracterização da Alemanha Nazista como um estado socialista foi uma das grandes contribuições de Ludwig von Mises.
    The identification of Nazi Germany as a socialist state was one of the many great contributions of Ludwig von Mises.
  • Quando nos recordamos de que a palavra "Nazi" era uma abreviatura de "der Nationalsozialistische Deutsche Arbeiters Partei" — Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães —, a caracterização de Mises pode não parecer tão notável. O que se poderia esperar do sistema econômico de um país comandado por um partido com "socialista" no nome além de ser socialista?
    When one remembers that the word "Nazi" was an abbreviation for "der Nationalsozialistische Deutsche Arbeiters Partei" — in English translation: the National Socialist German Workers' Party — Mises's identification might not appear all that noteworthy. For what should one expect the economic system of a country ruled by a party with "socialist" in its name to be but socialism?
  • A propriedade privada dos meios de produção existia apenas nominalmente sob o regime Nazista e o verdadeiro conteúdo da propriedade dos meios de produção residia no governo alemão. Pois era o governo alemão e não o proprietário privado nominal quem decidia o que deveria ser produzido, em qual quantidade, por quais métodos, e a quem seria distribuído, bem como quais preços seriam cobrados e quais salários seriam pagos, e quais dividendos ou outras rendas seria permitido ao proprietário privado nominal receber.
    Private ownership of the means of production existed in name only under the Nazis and that the actual substance of ownership of the means of production resided in the German government. For it was the German government and not the nominal private owners that exercised all of the substantive powers of ownership: it, not the nominal private owners, decided what was to be produced, in what quantity, by what methods, and to whom it was to be distributed, as well as what prices would be charged and what wages would be paid, and what dividends or other income the nominal private owners would be permitted to receive.
  • Se o indivíduo é um meio para os fins do estado, então, é claro, também o é sua propriedade. Do mesmo modo em que ele pertence ao estado, sua propriedade também pertence.
    If the individual [in Nazi Germany] is a means to the ends of the State, so too, of course, is his property. Just as he is owned by the State, his property is also owned by the State.
  • O que especificamente estabeleceu o socialismo "de fato" na Alemanha Nazista foi a introdução do controle de preços e salários em 1936.
    What specifically established de facto socialism in Nazi Germany was the introduction of price and wage controls in 1936.
  • A combinação de controle de preços com estas medidas ampliadas constituem a socialização "de fato" do sistema econômico. Pois significa que o governo exerce todos os poderes substantivos de propriedade.
    The combination of price controls with this further set of controls constitutes the de facto socialization of the economic system. For it means that the government then exercises all of the substantive powers of ownership.
  • Os requisitos para a manutenção do sistema de controle de preços e salários trazem à luz a natureza totalitária do socialismo — mais obviamente, é claro, na variante alemã ou nazista de socialismo, mas também no estilo soviético.
    The requirements of enforcing a system of price and wage controls shed major light on the totalitarian nature of socialism — most obviously, of course, on that of the German or Nazi variant of socialism, but also on that of Soviet-style socialism as well.
  • A imposição e a fiscalização do controle de preços requerem um governo similar à Alemanha de Hitler ou à Rússia de Stalin, no qual praticamente qualquer pessoa pode ser um espião da polícia e no qual uma polícia secreta existe e tem o poder de prender pessoas.
    The enforcement of price controls requires a government similar to that of Hitler's Germany or Stalin's Russia, in which practically anyone might turn out to be a police spy and in which a secret police exists and has the power to arrest and imprison people.
  • Em qualquer tipo de estado socialista — nazista ou comunista —, o plano econômico do governo é parte da lei suprema do país.
    In any type of socialist state, Nazi or Communist, the government's economic plan is part of the supreme law of the land.
  • Os nazistas, em geral, não tiveram que matar para expropriar a propriedade dos alemães, exceto os judeus. Isto porque, como vimos, eles estabeleceram o socialismo discretamente, por meio do controle de preços, que serviu para manter a aparência de propriedade privada. Os proprietários eram, então, privados da sua propriedade sem saber e, portanto, sem sentir a necessidade de defendê-la pela força.
    Nazis generally did not have to kill in order to seize the property of Germans other than Jews. This was because, as we have seen, they established socialism by stealth, through price controls, which served to maintain the outward guise and appearance of private ownership. The private owners were thus deprived of their property without knowing it and thus felt no need to defend it by force.