Diferenças entre edições de "Socialismo"

4 856 bytes adicionados ,  19h04min de 12 de novembro de 2009
m
Revertidas edições por 201.13.152.244, para a última versão por ChtitBot
( texto trocado por '"O colapso do socialismo não foi mero acidente histórico, resultante da barbárie da União Soviética ou da perversão de carniceiros como Stalin e [...')
m (Revertidas edições por 201.13.152.244, para a última versão por ChtitBot)
[[w:Socialismo|'''Socialismo''']] classico é um sistema politico onde todos os meios de produção pertencem à coletividade, onde não existe o direito à propriedade privada e, as desigualdade sociais são pequenas, pois é um sistema de transição para o [[comunismo]] - onde não existe mais [[Estado]] nem desigualdade social - portanto o Estado socialista deveria diminuir gradualmente até desaparecer.''
"O colapso do [[socialismo]] não foi mero acidente histórico, resultante da barbárie da União Soviética ou da perversão de carniceiros como [[Stalin]] e [[Mao Tsé-Tung]]. Era algo cientificamente previsível. Os aludidos cientistas sociais teriam certamente chegado a essa conclusão se, ao invés de treslerem a [[história]], tivessem lido os grandes liberais austríacos."
----
 
 
* "O [[socialismo]] é avaliado pelo que promete. O [[Capitalismo]] é julgado pelo que realiza."
:- ''[[Michael Kalecki]]''
 
* "O [[socialismo]] não pode ser imposto por decreto: é um processo em [[desenvolvimento]]".
:- ''[[Salvador Allende]]''
 
*"Tínhamos um programa avançado, mas ainda acreditávamos no socialismo".
:- ''[[Roberto João Pereira Freire|Roberto Freire]] relembrando as eleições presidenciais brasileiras de 1989, quando foi candidato à Presidência pela primeira vez, disputando a eleição pelo PCB (Partido Comunista Brasileiro).
:- Fonte: [http://eleicoes.uol.com.br/2006/campanha/biografias/roberto.jhtm Site do UOL]
 
* "Enquanto o [[capitalismo]] e o [[socialismo]] existirem, não poderemos viver em paz. No fim, um ou outro terá de triunfar – um réquiem será cantado sobre a República Soviética ou sobre o mundo capitalista."
:- ''[[Vladimir Lenin]]''
 
* "O [[capitalismo]] é um [[pecado]] capital. O [[socialismo]] pode ser uma [[virtude]] cardeal: somos irmãos e irmãs, a [[terra]] é para todos e, como repetia [[Jesus de Nazaré]], não se pode servir a dois senhores, e o outro senhor é precisamente o capital. Quando o capital é [[neoliberal]], de [[lucro]] onímodo, de [[mercado]] total, de exclusão de imensas maiorias, então o pecado capital é abertamente mortal."
:- ''[[Dom Pedro Casaldáliga]]''
 
* "O [[vício]] inerente ao [[capitalismo]] é a distribuição desigual de benesses; o do [[socialismo]] é a distribuição por igual das [[miséria]]s."
:- ''[[Winston Churchill]]''
 
* "É uma questão de formar uma nova [[consciência]] do [[estado]] que inclua todo cidadão produtivo. Já que os políticos do momento não querem nem tem como criar uma tal situação, o [[socialismo]] só será conquistado com luta."
:- ''[[Joseph Goebbels]]; Fonte: "Die verfluchten Hakenkreuzler. Etwas zum Nachdenken" (1932)''
 
* "O [[PT]] diz ter um programa operário. Mas é um programa de radicais de classe média que imaginam representar a classe operária, e não os operários, porque estes querem mesmo é se integrar à [[sociedade]] de [[consumo]], ter [[emprego]]s, boa [[vida]] etc. Não lhes passa pela cabeça coisas como [[socialismo]]."
:- ''[[Paulo Francis]] ''
 
* "O [[socialismo]] não é uma [[sociedade]] beneficente, não é um regime utópico, baseado na bondade do homem como homem. O socialismo é um regime a que se chega históricamente e que tem por base a socialização dos bens fundamentais de produção e a distribuição equitativa de todas as [[riqueza]]s da sociedade, numa situação de produção social. Isto é, a produção criada pelo [[capitalismo]]: as grandes fábricas, a grande pecuária capitalista, a grande [[agricultura]] capitalista, os locais onde o [[trabalho]] humano era feito em comunidade, em [[sociedade]]; mas naquela época o aproveitamento do fruto do [[trabalho]] era feito individualmente, pela classe exploradora, pelos proprietários jurídicos dos bens de produção."
:- ''[[Che Guevara]]''
 
* "O [[ateísmo]] [[marxismo|marxista]] é absoluto. No entanto, ele restabelece o ser supremo ao nível do [[homem]]. A crítica da [[religião]] chega a esta doutrina na qual o homem é para o homem o ser supremo. Sob este ângulo, o [[socialismo]] é um empreendimento de divinização do homem e adquiriu certas características das religiões tradicionais".
:- ''[[Albert Camus]]; O Homem Revoltado.''
 
* "É divertidíssima a esquizofrenia de nossos artistas e intelectuais de esquerda: admiram o socialismo de Fidel Castro, mas adoram também três coisas que só o capitalismo sabe dar - bons cachês em moeda forte; ausência de censura e consumismo burguês. Trata-se de filhos de Marx numa transa adúltera com a Coca-Cola..."
:- ''[[Roberto Campos]] in "Na virada do milênio", ‎Página 160, de Roberto de Oliveira Campos - Publicado por Topbooks, 1999 - 486 páginas''
 
* "O colapso do [[socialismo]] não foi mero acidente histórico, resultante da barbárie da União Soviética ou da perversão de carniceiros como [[Stalin]] e [[Mao Tsé-Tung]]. Era algo cientificamente previsível. Os aludidos cientistas sociais teriam certamente chegado a essa conclusão se, ao invés de treslerem a [[história]], tivessem lido os grandes liberais austríacos."
:- ''[[Roberto Campos]] in "Na virada do milênio", ‎Página 44, de Roberto de Oliveira Campos - Publicado por Topbooks, 1999 - 486 páginas''
 
* "Quem discorda do [[socialismo]] só pode ser [[loucura|louco]]!"
:- ''[[Fidel Castro]]''
 
==Veja também==
* [[Marxismo]]
* [[Comunismo]]
* [[Capitalismo]]
 
{{w}}
 
[[categoria:ideologias]]
 
[[cs:Socialismus]]
[[de:Sozialismus]]
[[en:Socialism]]
[[es:Socialismo]]
[[eo:Socialismo]]
[[fr:Socialisme]]
[[it:Socialismo]]
[[pl:Socjalizm]]
[[sk:Socializmus]]
[[sv:Socialism]]
55

edições