Diferenças entre edições de "Nicolau II da Rússia"

575 bytes adicionados ,  13h48min de 22 de junho de 2009
* "[Nicolau tinha]maneiras modestas e completa ausência de pose. Talvez, era essa simplicidade sincera e natural que dava ao Imperador a fascinação peculiar, o charme que era reforçado ainda mais pelos seus olhos maravilhosos, profundos e tristes. Não pode ser dito que as minhas conversas com o czar se deviam a um desejo especial dele; ele era obrigado a me ver... ainda assim, o antigo czar nunca perdeu seu equilíbrio, nunca falhou em agir como um homem cortês."
:- ''Alexandre Kerensky sobre Nicolau II.''
 
"De qualquer forma teria tudo sido inútil. No estado de mente presente do Imperador, ele não teria parado por nada e teria ido ao extremo para seguir com esta decisão. Se os Aliados se opusessem ele teria abandonado a Aliança em vez de permitir que alguém duvidasse do seu direito de soberania que, aos olhos dele, tem também um carácter de dever religioso."
:- '' [[Paulo Alexandrovich Romanov|Grão-duque Paulo Alexandrovich]], tio mais novo do Czar após a decisão de Nicolau II de assumir o comando total das tropas russas durante a [[Primeira Guerra Mundial]].
 
* "Eu ainda tenho uma impressão deles que ficará para sempre em minha alma. O czar não era jovem, sua barba já estava ficando grisalha... [Ele vestia] uma blusa de soldado com um cinto de oficial amarrado por uma fivela em volta da cintura. A fivela era amarela... a blusa era cáqui, a mesma cor de suas calças e das botas gastas. Seus olhos eram bondosos, e ele tinha no geral, uma expressão benévola. Eu tinha a impressão de que ele era uma pessoa bondosa, simples, franca e tagarela. Às vezes eu sentia que ele falava comigo diretamente. Ele nos olhava como se tivesse gostado de falar conosco. A czarina não era nada como ele. Ela parecia severa e tinha as maneiras e aparência de uma mulher arrogante e zangada. Às vezes, tínhamos o hábito de discutir sobre eles entre nós e decidimos que ela era diferente e parecia exatamente como uma czarina. Ela parecia que era mais velha que o czar. Cabelos grisalhos eram claramente visíveis em suas têmporas e seu rosto não era o de uma mulher jovem. Todos os meus maus pensamentos sobre o czar desapareceram depois que eu permaneci um certo tempo entre os guardas. Depois de vê-los [o czar e sua família] várias vezes, eu comecei a sentir algo inteiramente diferente em relação a eles; comecei a sentir pena deles. Pena deles como seres humanos. Estou falando a você a completa verdade. Você pode acreditar ou não em mim, mas eu dizia a mim mesmo:"Eles que fujam... Alguma coisa deve ser feita para que eles fujam."
56

edições