Diferenças entre edições de "O Pequeno Príncipe"

1 000 bytes adicionados ,  10h50min de 15 de maio de 2009
sem resumo de edição
----
 
* ''"Dessine-moi un mouton!"''
 
:- Tradução: "Desenhe-me um carneiro."
* "Se alguém ama uma flor da qual só existe um exemplar em milhões e milhões de estrelas, isso basta para que seja feliz enquanto a contempla!"
:- Fonte: Capítulo I
 
* ''"Les grandes personnes ne comprennent jamais rien toutes seules, et c'est fatigant, pour les enfants, de toujours leur donner des explications."''
:- Tradução: "As pessoas adultas nunca entendem nada sozinhas, e é cansativo, para as crianças, de sempre lhes dar explicações."
:- Fonte: Capítulo I
 
* ''"J'aime bien les couchers de soleil. Allons voir un coucher de soleil..."''
:- Tradução: "Eu gosto muito de pôr-de-sol. Vamos ver um pôr-de-sol."
:- Fonte: Capítulo VI
 
* ''"...sur la planète du petit prince, il y avait comme sur toutes les planètes, de bonnes herbes et de mauvaises herbes. Par conséquent de bonnes graines de bonnes herbes et de mauvaises graines de mauvaises herbes. Mais les graines sont invisibles. Elles dorment dans le secrèt de la terre jusqu'à ce qu'il prenne fantaisie à l'une d'elles de se réveiller."''
:- Tradução: "Meninos! Cuidado com os baobás!"
:- Fonte: Capítulo V
 
* ''"J'aime bien les couchers de soleil. Allons voir un coucher de soleil..."''
:- Tradução: "Eu gosto muito de pôr-de-sol. Vamos ver um pôr-de-sol."
:- Fonte: Capítulo VI
 
* "Se alguém ama uma flor da qual só existe um exemplar em milhões e milhões de estrelas, isso basta para que seja feliz enquanto a contempla!"
:- ''Fonte: Capítulo VII
 
* ''"J'aurais dû ne pas l'écouter, me confia-t-il un jour, il ne faut jamais écouter les fleurs. Il faut les regarder et les respirer."''
:- Tradução: "Nunca se sabe!"
:- Fonte: Capítulo IX
 
* "É preciso exigir de cada um o que cada um pode dar."
:- ''Fonte: Capítulo X
 
* "É bem mais difícil julgar a si mesmo que julgar os outros. Se consegues julgar-te bem, eis um verdadeiro sábio."
:- ''Fonte: Capítulo X
 
* "Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim o único no mundo. E eu serei para ti única no mundo..."
:- ''Fonte: Capítulo XXI
 
* "A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos, Se tu queres um amigo, cativa-me!"
:- ''Fonte: Capítulo XXI
 
* ''"Voici mon secret. Il est très simple: on ne voit bien qu'avec le cœur. L'essentiel est invisible pour les yeux."''
:- Fonte: Capítulo XXV
 
* "A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar..."
* ''"Dessine-moi un mouton!"''
:- ''Fonte: Capítulo XXV
:- Tradução: "Desenhe-me um carneiro."
:- Fonte: Capítulo I
 
* "...a beleza das coisas é invisivel..."
 
{{wikipédia}}
1 493

edições