Diferenças entre edições de "Eduardo Galeano"

1 359 bytes adicionados ,  21h09min de 21 de fevereiro de 2009
m
fontes
m
m (fontes)
:- ''Fonte: "Veias Abertas da América Latina"''
:- ''Esta frase "Temos guardado um silêncio bastante parecido com a estupidez..." não é de Galeano. Está incluída na proclamação da Junta Tuitiva de los Derechos del Pueblo, de 1809. ''
 
==Atribuídas==
{{sem fontes}}
 
*"O corpo não é uma máquina como nos diz a [[ciência]]. Nem uma culpa como nos fez crer a religião. O corpo é uma festa."
::: ''citação livre baseada em:
::- ''La Iglesia dice: El cuerpo es una culpa. La ciencia dice. El cuerpo es una máquina. La publicidad dice: El cuerpo es un negocio. El cuerpo dice: Yo soy una fiesta''
:::- ''Las palabras andantes‎ - Página 138, de Eduardo H. Galeano, José Borges - Publicado por Siglo Veintiuno de España Editores, 1993, ISBN 8432308145, 9788432308147 - 316 páginas''
 
*"A chuva que irriga os centros de [[poder]] imperialista afogas os vastos subúrbios do sistema. Do mesmo modo, e simetricamente, o bem-estar de nossas classes dominantes – dominantes para dentro, dominadas para fora – é a maldição de nossas multidões, condenadas a uma vida de bestas de carga."
::- ''La lluvia que irriga a los centros del poder imperialista ahoga los vastos suburbios del sistema. Del mismo modo, y simétricamente, el bienestar de nuestras classes dominantes _ dominantes hacia dentro, dominadas desde fuera _ es la maldicion de nuestras multitudes condenadas a una vida de bestias de carga.
:::- ''Las venas abiertas de América Latina‎ - Página 17, de Eduardo Galeano - Publicado por Siglo XXI, 2006, ISBN 9682325579, 9789682325571 - 379 páginas''
 
*"A [[liberdade]] de eleição permite que você escolha o molho com o qual será devorado".
::- ''La libertad de elección te permite elegir la salsa con que serás comido''
:::- ''Las palabras andantes‎ - Página 61, de Eduardo Galeano, José Borges - Publicado por Siglo XXI, 1994, ISBN 9682319013, 9789682319013 - 328 páginas''
 
*"A liberdade de mercado permite que você aceite os preços que lhe são impostos".
::- ''La libertad de mercado te permite aceptar los precios que te imponen''
:::- ''Las palabras andantes‎ - Página 61, de Eduardo Galeano, José Borges - Publicado por Siglo XXI, 1994, ISBN 9682319013, 9789682319013 - 328 páginas''
 
==Atribuídas==
{{sem fontes}}
 
*"A [[televisão]], essa última luz que te salva da solidão e da noite, é a realidade. Porque a vida é um espetáculo: para os que se comportem bem, o sistema promete uma boa poltrona".
 
*"A [[beleza]] é bela quando pode ser vendida. A justiça é justa quando pode ser comprada".
 
*"O [[poder]] encolhe os ombros: quando este planeta deixar de ser rentável: mudo-me para outro".
 
*"o que seria da realidade sem a publicidade que a mascara?".
 
*"Um [[menino]] de três anos, chamado luca, comentou um dia desses: 'o mundo não sabe onde está sua casa'. Ele estava olhando o mapa. Não estava olhando o noticiário".
 
*" O que são as pessoas de carne e osso? Para os mais notórios economistas, números. Para os mais poderosos banqueiros, devedores. Para os mais influentes tecnocratas, incômodos. E para os mais exitosos políticos, votos".
 
*"A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar".