Diferenças entre edições de "Nicolau II da Rússia"

298 bytes removidos ,  15h38min de 7 de fevereiro de 2009
mudança na imagem, adequação ao modelo, remoção de links vermelhos, adição de ligações internas
(Desfeita a edição 85018 de 87.196.16.54 (discussão | contribs) (combate a vandalismo))
(mudança na imagem, adequação ao modelo, remoção de links vermelhos, adição de ligações internas)
| Cor = #c0c0c0
}}
 
[[Imagem:Nikolaus II. (Russland).jpg|100px|right|thumb|última foto de Nicolau II.]]
[[w:Nicolau II da Rússia|'''Nicolau II da Rússia''']] ''ou '''Nicolau II Romanov''', pseudônimo de '''Nicolau Alexandrovich Romanov''' (significando Nicolau, filho de Alexandre Romanov), (Николáй Алексáндрович Ромáнов), (nasceu dia [[18 de maio]] de [[1868]] — faleceu dia [[17 de julho]] de [[1918]]); foi o último Czarczar da Rússia. Governou desde a [[morte]] do [[pai]], [[Alexandre III]], em [[1 de novembro]] de [[1894]], até à sua abdicação em [[15 de março]] de [[1917]], tendo sido morto com toda a família imperial russa na cidade de Yekaterinburg, em [[1918]], durante a [[Revolução Russa]].''
----
 
* "O que será de mim e da [[Rússia]]? Eu não estou preparado para ser [[Czar]]czar e nunca o quis ser. Não percebo nada dos negócios do [[Governogoverno]]. Não sei nem sequer como hei de falar com os ministros".
:-''Logo ao assumir o governo da Rússia, após a morte de [[Alexandre III da Rússia|Alexandre III]].''
 
* "Chegou-me aos ouvidos que durante os últimos meses, se têm ouvido vozes daqueles que imergiram em [[sonho|sonhos]] sem sentido de que os zemstvos (concelhosconselhos do povo) seriam chamados para participar na governação do país. Quero que todos saibam que eu vou dedicar toda a minha força para manter, para o bem da nação, o principio de autocracia tão fortemente como o meu pai o fez.”
 
* "O que será de mim e da [[Rússia]]? Eu não estou preparado para ser [[Czar]] e nunca o quis ser. Não percebo nada dos negócios do [[Governo]]. Não sei nem sequer como hei de falar com os ministros".
:-''Logo ao assumir o governo da Rússia, após a morte de [[Alexandre III da Rússia|Alexandre III]].''
 
* "Chegou-me aos ouvidos que durante os últimos meses, se têm ouvido vozes daqueles que imergiram em sonhos sem sentido de que os zemstvos (concelhos do povo) seriam chamados para participar na governação do país. Quero que todos saibam que eu vou dedicar toda a minha força para manter, para o bem da nação, o principio de autocracia tão fortemente como o meu pai o fez.”
:-''Parte do discurso no seu dia de coroação no dia 26 de Maio de 1896''
 
 
==Sobre==
[[Imagem:Nikolaus II. (Russland).jpg|100px|right|thumb|última foto de Nicolau II.]]
 
* "Os primeiros dez anos do [[reinado]] de Nicolau são em grande parte a história de uma tendência a fuga dos trabalhos do cérebro de um homem (...) que era desesperadamente incapacitado para compreender e controlar a Rússia".
:- ''[[Alan Moorehead]]''.
 
* "Os últimos dois Czaresczares eram abertamente anti-semitas — ambos associavam os Judeusjudeus com a ameaça da cidade moderna, o [[capitalismo]] e o [[socialismo]] — e em círculos oficiais era moda repetir os seus [[preconceito|preconceitos]]s racistas. Em especial Nicolau II tendia mais e mais a ver os pogromas durante o seu regime como um acto de patriotismo e lealdade do 'bom e simples [[povo]] russo"
:- ''[[Orlando Figes]] — A tragédia de um povo''.
:- ''[[Orlando Figes]].
 
 
2 910

edições