Diferenças entre edições de "Pierre Pachet"

24 bytes adicionados ,  20h16min de 2 de fevereiro de 2009
sem resumo de edição
*"As lembranças estão ainda presentes, melhor dizendo as impressões (os cachorros de noite, as calçadas e a rua arrebentadas após o inverno, os sons da língua romena…) que não são ainda lembranças, mas parecem disponiveis, mobilisadas, presentes ( …) Mas sinto também como estas sensações diversas se distanciam umas das outras, já se separam : algumas adquirem importância em detrimento de outras, formam pequenos grupos, se organisam em "lembranças", capazes de penetrar na memória profunda."
::- "Les souvenirs sont encore là, les impressions plutôt (les chiens la nuit, les trottoirs et la chaussée crevée après l’hiver, les sons de la langue roumaine…) qui ne sont pas encore des souvenirs, mais semblent disponibles, mobilisées, présentes (…) Mais je sens aussi comment ces diverses sensations s’écartent les unes des autres, se désolidarisent déjà : certaines prennent de l’importance aux dépens des autres, forment de petits groupes, s’organisent en « souvenirs » aptes à entrer dans la mémoire profonde".
:::- ''Conversations à Jassy' - <ref>Conversations à Jassy, éditeur Maurice Nadeau, 1987, page 7, ISBN 2-86231-141-3</ref>
 
*"Sem dúvida é necessário que eu me explique, eu Pierre Pachet, sobre o estranho texto que vai se ler e para o qual empunhei a caneta.Qual é o sentido deste projeto, e como o realizei ? Na infância, muito me aborrecia (…) Só minha mãe tinha a simpatia e a fineza necessárias para me compreender e ajudar (…) Meu pai, ele só emergia do trabalho para buscar o repouso, deitando-se ou indo passear. Mas o aborrecimento, em mim, não queria passeios."