Diferenças entre edições de "Prazer"

290 bytes adicionados ,  12h15min de 30 de janeiro de 2009
notas de rodapé para diminuir poluição no artigo, ligações internas, correções de ortografia, negrito nas ocorrências do nome, link para wikipédia, nova imagem
m
(notas de rodapé para diminuir poluição no artigo, ligações internas, correções de ortografia, negrito nas ocorrências do nome, link para wikipédia, nova imagem)
[[image:BabyFragonard, The Swing-detail voyeur.JPGjpg|200px|right]]
 
O '''[[w:Prazer|prazer]]''' ''é uma sensação ou emoção agradável, ligada à satisfação de uma tendência, de uma necessidade, do exercício harmonioso das atividades vitais etc.''
-----
 
* "O '''[[w:prazer|prazer]]''' é sempre no '''[[passado]]''' ou no [[futuro]], nunca no [[presente]]".
:- ''Il piacere è sempre o passato o futuro, non mai presente.''
::- ''[[Giacomo Leopardi]]; <ref>Zibaldone, 3550, 29 settembrede setembro de 1823, Festa di San Michele Arcangelo) [Zibaldone, 3550 – 1823 - 09-23 , Festival of Saint Michael the Archangel] ''</ref>
 
* "Tudo o que é novo suscita na [[imaginação]] um raro '''[[prazer]]''', porque ele enche a [[alma]] com uma agradável surpresa, gratifica sua [[curiosidade]] e lhe dá uma [[idéia]] do que antes não possuía."
:- ''Everything that is new or uncommon raises a pleasure in the imagination, because it fills the soul with an agreeable surprise, gratifies its curiosity, and gives it an idea of which it was not before possessed. ''
:- ''[[Joseph Addison]]; <ref>"The Spectator" (1711-1714); No. 412 (23 de junho de 1712)''</ref>
 
*"Todo '''prazer''' é erótico"."
:- ''[[Freud]]
 
*"É instintivo da mente humana que um homem mais deseje os '''prazeres''' que lhe são proibidos".
:- ''[[Torquatto Tasso]]
 
*"Quanto mais impertinente, maior '''prazer''' me dá. O que é impertinente? O que poucos entendem e ninguém gosta. Significa que é novo".
:- ''[[Ocimar Versolato]]
 
*"Os '''prazeres''' são passageiros, só a glória é perene".
:- ''[[Periandro]]
 
*"A liberdade me ensinou e muito bem que nela se concentra todo o '''prazer''' possível".
:- ''[[Margarida]], rainha de Navarra
 
*"Certo '''prazer''' existente na tristeza é mais doce do que o '''prazer''' do '''prazer"'''."
:- ''[[Percy Bysshe Shelley]]
 
*"Muito pouco se padece na vida, em comparação do que se goza; aliás, não sendo assim, como se viveria?"
::- ''[[Marquês de Maricá]]; <ref>"Máximas, pensamentos e reflexões do Marquês de Maricá (pub. em 1846)" - Página 72; de Marianno José Pereira da Fonseca Maricá, Alfredo Gomes; Publicado por Edições e publicações Brasil, 1940, 441 páginas ''.</ref>
 
*"Cada qual tem o seu '''prazer''' que o arrasta"."
:- ''[[Virgílio]]
 
*"Tu, que não és senhor do teu amanhã, não adies o momento de gozar o '''prazer''' possível! Consumimos nossa vida a esperar e morremos empenhados nessa espera do '''prazer"'''."
:- ''[[Epicuro]]
 
*"Querendo prevenir males de ordinário contingente, o homem prudente vive sempre em tortura, gozando menos do presente do que sofre no futuro".
:- ''[[Marquês de Maricá]]
 
*"Nenhum '''prazer''' é em si um mal, porém certas coisas capazes de engendrar '''prazeres''' trazem consigo maior número de males que de '''prazeres"'''."
:- ''[[Epicuro]]
 
*"Viver é gozar e sofrer, resistir e batalhar com os homens, as coisas, os eventos e os elementos".
:- ''[[Marquês de Maricá]]
 
*"Em certa idade, quer pela astúcia quer por amor próprio, as coisas que mais desejamos são as que fingimos não desejar"."
:- ''[[Proust]]
 
*"Não devemos gozar para sofrer, mas sofrer para melhor gozar"."
:- ''[[Marquês de Maricá]]
 
*"O que se faz com '''prazer''' particular, raras vezes é particularmente bom"."
:- ''[[Wilhelm Busch]]
 
*"Feliz quem seus '''prazeres''' e cuidados a alguns hectares paternos limita, contente em respirar o ar nativo em sua própria terra"."
:- ''[[Alexander Pope]]
 
*"Ah! Dentro de toda a alma existe a prova de que a dor como um dardo se renova quando o '''prazer''' barbaramente a ataca"."
:- ''[[Augusto dos Anjos]]
 
*"A suspensão, remoção ou cessão de um grave mal são reputados pelo paciente como um grande bem: deixar de sofrer é também gozar"."
:- ''[[Marquês de Maricá]]
 
*"Não há satisfação em enforcar um homem que não faz objeção a isso".
:[[George Bernard Shaw]]
*"Sou um homem simples. Tudo que eu quero é sono suficiente para dois homens normais, whisky suficiente para três, e mulheres suficientes para quatro".
:- ''[[Joel Rosenberg]]
 
*"O pesar e o '''prazer''' andam tão emparelhados que tanto se desnorteia o triste que desespera quanto o alegre que confia"."
:- ''[[Miguel de Cervantes]]
 
*"Despreza os '''prazeres''': é prejudicial o '''prazer''' comparado ao preço da dor".
:- ''[[Horácio]]
 
*"Metade do mundo não consegue compreender os '''prazeres''' na outra metade".
*"O pesar e o prazer andam tão emparelhados que tanto se desnorteia o triste que desespera quanto o alegre que confia".
:- ''[[CervantesJane Austen]]
 
* "A [[arquitetura]] é a [[arte]] que dispõe e adorna de tal forma as construções erguidas pelo [[homem]], para qualquer uso, que vê-las pode contribuir para sua [[saúde]] mental, [[poder]] e '''[[prazer]]'''."
*"Despreza os prazeres: é prejudicial o prazer comparado ao preço da dor".
::- ''architectureArchitecture is the art which so disposes and adorns the edifices raised by man, for whatsoever uses, that the sight of them may contribute to his mental health, power, and pleasure''."
:[[Horácio]]
:::- ''[[John Ruskin]] <ref>The Seven Lamps of Architecture‎ - [http://books.google.com/books?id=yxscPx9aLM8C&pg=PA7 Página 7], de [[John Ruskin]] - Publicado por Wiley, 1865 - 186 páginas''</ref>
 
{{w}}
*"Metade do mundo não consegue compreender os prazeres na outra metade".
:[[Jane Austen]]
 
==Referências==
* "A [[arquitetura]] é a [[arte]] que dispõe e adorna de tal forma as construções erguidas pelo [[homem]], para qualquer uso, que vê-las pode contribuir para sua [[saúde]] mental, [[poder]] e [[prazer]]."
<small><references /></small>
::- ''architecture is the art which so disposes and adorns the edifices raised by man, for whatsoever uses, that the sight of them may contribute to his mental health, power, and pleasure''
:::- ''The Seven Lamps of Architecture‎ - [http://books.google.com/books?id=yxscPx9aLM8C&pg=PA7 Página 7], de [[John Ruskin]] - Publicado por Wiley, 1865 - 186 páginas''
 
[[Categoria:Temas]]
2 910

edições