Abrir menu principal

Alterações

319 bytes adicionados ,  20h23min de 11 de janeiro de 2009
m
fonte
 
* "Quando o [[poder]] conduz a [[homens]] para a [[arrogância]], a [[poesia]] lembra-o de suas limitações. Quando o [[poder]] estreita as áreas de interesse do [[homem]], a [[poesia]] lembra-o da [[riqueza]] e da [[diversidade]] de sua [[existência]]. Quando o [[poder]] corrompe, a [[poesia]] limpa".
::- ''When power leads men towards arrogance, poetry reminds him of his limitations. When power narrows the areas of man's concern, poetry reminds him of the richness and diversity of his existence. When power corrupts, poetry cleanses.''
:- ''[[John F. Kennedy]]''
:::- ''[[John F. Kennedy]]; Discurso na Amherst College, Amherst, Massachusetts (26 de outubro de 1963) ''
 
* “O [[poder]] não corrompe o [[homem]]; é o homem que corrompe o poder. O homem é o grande poluidor, da [[natureza]], do próprio homem, do poder. Se o poder fosse corruptor, seria maldito e proscrito, o que acarretaria a anarquia”.