Diferenças entre edições de "Nelson Rodrigues"

771 bytes adicionados ,  22h28min de 5 de dezembro de 2008
m
fontes
m
m (fontes)
 
*"Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia."
:-''FonteFontes: "O óbvio ululante: primeiras confissões : crônicas", de Nelson Rodrigues, Ruy Castro - Publicado por Companhia das Letras, 1993 - 303 páginas, Página 43; [http://www.caras.com.br Revista Caras], Edição 674''.
 
*"Em futebol, o pior cego é o que só vê a bola."
:- ''"O divino delinquente" in: "À sombra das chuteiras imortais: crônicas de futebol", de Nelson Rodrigues, Ruy Castro - Publicado por Companhia das Letras, 1993 ISBN 8571643202, 9788571643208 - 197 páginas, Página 102''
 
*"Não se dá um passo em Álvaro Chaves sem tropeçar numa glória. ."{{carece de fontes}}
 
*"Deus me livre de ser inteligente".
:- ''citado em "A árvore da educação" - Página 216, de Arnaldo Niskier - Publicado por Academia Brasileira de Letras, 2000 ISBN 8574400327, 9788574400327 - 260 páginas''
 
*"Não há nada mais relapso do que a memória. Atrevo-me mesmo a dizer que a memória é uma vigarista, uma emérita falsificadora de fatos e de figuras."
:- ''O berro impresso das Manchetes: [crônicas completas da Manchete Esportiva 55-59] - Página 523, de Nelson Rodrigues - Publicado por Agir Editora, 2007 ISBN 8522007799, 9788522007790''
 
*"O Brasil é muito impopular no Brasil."