Gino Amleto Meneghetti: diferenças entre revisões

1 528 bytes adicionados ,  13 de novembro de 2008
m
fontes
mSem resumo de edição
m (fontes)
----
 
 
==Atribuídas==
{{sem fontes}}
 
* "A propriedade é um roubo; portanto, não sou ladrão."{{carece de fontes}}
 
* "Comecei roubando frutas quando garoto. Prenderam-me e passei alguns meses na cadeia de Pisa, na Itália. Ao ser posto em liberdade, tive que fazer do roubo a minha profissão."
:- ''reportagem de Miguel Roberto Nítolo, Revista Problemas Brasileiros, nº [http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas_sesc/pb/artigo.cfm?Edicao_Id=60&breadcrumb=1&Artigo_ID=453&IDCategoria=689&reftype=1 333]; mai/jun 1999''
 
* "Jamais roubei um pobre. Só me interessava tirar dos ricos, e tirar jóias, que são bens supérfluos que só servem para alimentar a sua vaidade."
:- ''reportagem de Miguel Roberto Nítolo, Revista Problemas Brasileiros, nº [http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas_sesc/pb/artigo.cfm?Edicao_Id=60&breadcrumb=1&Artigo_ID=453&IDCategoria=689&reftype=1 333]; mai/jun 1999''
 
* Todo dia roubava. Para mim, roubar é uma necessidade quase física. No dia que não faço roubo, não durmo direito."
:- ''reportagem de Miguel Roberto Nítolo, Revista Problemas Brasileiros, nº [http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas_sesc/pb/artigo.cfm?Edicao_Id=60&breadcrumb=1&Artigo_ID=453&IDCategoria=689&reftype=1 333]; mai/jun 1999''
 
* "Inventaram muitas histórias sobre mim. Que escalava muros altos, que andava pelas paredes, dava pulos de dez metros. Até parece que sou o homem de borracha."
:- ''reportagem de Miguel Roberto Nítolo, Revista Problemas Brasileiros, nº [http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas_sesc/pb/artigo.cfm?Edicao_Id=60&breadcrumb=1&Artigo_ID=453&IDCategoria=689&reftype=1 333]; mai/jun 1999''
 
* "O que acontece é que sou famoso: é só deixar a cadeia que vou preso... Já estou velho demais para roubar. O pior é que só sei o que tentei assaltar depois de estar na cadeia."
:- ''reportagem de Miguel Roberto Nítolo, Revista Problemas Brasileiros, nº [http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas_sesc/pb/artigo.cfm?Edicao_Id=60&breadcrumb=1&Artigo_ID=453&IDCategoria=689&reftype=1 333]; mai/jun 1999''
 
* "Na rua tinha mais soldados que paralelepípedos. Mas se eu não estivesse embriagado a polícia nunca me prenderia."
:-''Sobre sua prisão em 1926; reportagem de Miguel Roberto Nítolo, Revista Problemas Brasileiros, nº [http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas_sesc/pb/artigo.cfm?Edicao_Id=60&breadcrumb=1&Artigo_ID=453&IDCategoria=689&reftype=1 333]; mai/jun 1999''
:-''Sobre sua prisão em 1926''
 
* "O repórter é um cupincha cheio de vícios que vive adulando seus chefes de seções, chefes que muitas vezes não primam por boa moral, às vezes mais venais que os próprios criminosos."
:-''Exprimindo todo o seu rancor com a imprensa, que não lhe dava sossego e, segundo ele, exagerava ao comentar seus roubos''
:- ''reportagem de Miguel Roberto Nítolo, Revista Problemas Brasileiros, nº [http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas_sesc/pb/artigo.cfm?Edicao_Id=60&breadcrumb=1&Artigo_ID=453&IDCategoria=689&reftype=1 333]; mai/jun 1999''