Charles Bukowski: diferenças entre revisões

1 282 bytes adicionados ,  3 de setembro de 2008
m
sem resumo de edição
mSem resumo de edição
mSem resumo de edição
 
{{Autor
| Nome =
*"Não, eu não odeio as pessoas. Só prefiro quando elas não estão por perto."
 
*"Os grandes homens são sempre os mais solitários."
 
*"Ok, o garotinho se chama Henry Chinaski, mas poderia se chamar Fred Di Giacomo, Eduardo Moraes, Charles Bukowski ou qualquer outro nome de garoto(a) que nunca foi o mais bonito(a) da classe, nunca foi o primeiro a ser escolhido no jogo de futebol ou já passou um recreio sozinho. Como todo mundo de carne e osso Henry também é um perdedor e a escola é o seu purgatório pessoal. Seu pequeno inferno. Freud deve ter algum estudo sobre os efeitos devastadores da escola na personalidade e ego das pessoas. Humilhações, repressão e castigos são o que você suporta durante pelo menos dez malditos anos da sua vida, e nos Estados Unidos o negócio parece ser pior. Numa terra onde status é tudo, o universo escolar é dividido entre os perdedores (os losers) e os "caras legais". Não há meio termo; ou você está com eles ou eles estão contra você. Tive uma conversa com meu primo Joe (que nasceu e mora nos EUA) sobre a "high school" e ele realmente tinha pavor, não é à toa que os americanos saem matando seus coleguinhas de classe. Não é à toa que em sua música "School" Kurt Cobain tenha se limitado a gritar "Vocês não vão acreditar, é a minha sina. Sem recreio. Você está na minha escola outra vez".
:- falando do seu alter ego Henry Chinaski
 
*"Saber que não tinha coragem de fazer o que era necessário, me fez sentir horrível."
2

edições