Francis Bacon: diferenças entre revisões

390 bytes adicionados ,  6 de julho de 2008
m
sem resumo de edição
Sem resumo de edição
mSem resumo de edição
{{Autor
[[Imagem:Francis Bacon.jpg|thumb|(by commons)]]
| Nome = Francis Bacon
[[w:Francis Bacon (filósofo)|'''Francis Bacon''']], ''Barão de Verulam e Visconde de St. Albans (21 de Janeiro de 1561 - 9 de Abril de 1626), foi um filósofo, estadista e ensaísta inglês.''
| Foto = Francis Bacon.jpg
{{wikisource2| Wikisource = en:Author:Francis Bacon}}
| Wikipedia = Francis Bacon
| Wikicommons = Francis Bacon
| Gutenberg =
| Cervantes =
| DominioPu =
| DomiPubli =
| EbooksG =
| Cor = #c0c0c0
}}
[[w:Francis Bacon (filósofo)|'''Francis Bacon''']], ''Barão de Verulam e Visconde de St. Albans ([[21 de Janeiro]] de [[1561]] - [[9 de Abril]] de [[1626]]), foi um filósofo, estadista e ensaísta inglês.''
----
 
*"O [[homem]], ministro e intérprete da [[natureza]], faz e entende tanto quanto constata, pela observação dos fatos ou pelo [[trabalho]] da mente, sobre a ordem da [[natureza]]; não sabe nem pode mais."
 
*"O intelecto, deixado a si mesmo, na mente sóbria, paciente e grave, sobretudo se não está impedida pelas doutrinas[[doutrina]]s recebidas, tenta algo na outra via, na verdadeira, mas com escasso proveito. Porque o [[intelecto]] não regulado e sem apoio é irregular e de todo inábil para superar a obscuridade das coisas."
 
*"Existe uma certa [[superstição]] em evitar a superstição."
 
*"Quer ter amigos[[amigo]]s, procure nos bons livros[[livro]]s: eles são os amigos verdadeiros, que não bajulam ou dissimulam."
 
*"Guardem-se os juízes[[juíz]]es das conclusões duras e das inferências desmedidas."
 
*"O [[hábito]] é o principal moderador das ações humanas; façamos, por conseguinte, todo o possível por contrair e conservar bons hábitos."
 
*"A [[prosperidade]] prontamente descobre o [[vício]]; mas a [[adversidade]] logo descobre a [[virtude]]".
 
*"A [[riqueza]] é para ser gasta".
 
*"O [[dinheiro]] é um bom criado, mas um mau senhor".
 
*"O [[dinheiro]] é como o adubo, não é bom se não for distribuído".
 
*"As esposas são amantes dos homens mais jovens, companheiras para a meia-idade e amas para os velhos".
 
*"As obras e fundações mais nobres nasceram de [[homens]] sem filhos[[filho]]s".
 
*"Há pouca [[amizade]] no [[mundo]], sobretudo entre pessoas da mesma classe".
 
*"A [[prosperidade]] não está isenta de muitos temores e desprazeres, e a adversidade não está desprovida de conforto e esperança".
 
*"Todo o acesso a uma alta função se serve de uma escada tortuosa".
 
*"Há livros[[livro]]s de que apenas é preciso provar, outros que têm de se devorar, outros, enfim, mas são poucos, que se tornam indispensáveis, por assim dizer, mastigar e digerir".
 
*"Aquele que tem [[mulher]] e filhos[[filho]]s entregou reféns ao destino; é que eles são um obstáculo aos grandes empreendimentos, quer sejam virtuosos ou mal formados".
 
*"Não há [[beleza]] perfeita que não contenha algo de estranho nas suas proporções".
 
*"Não há [[solidão]] mais triste do que a do [[homem]] sem amizades[[amizade]]s. A falta de amigos faz com que o [[mundo]] pareça um [[deserto]]".
 
*"Não há comparação entre o que se perde por fracassar e o que se perde por não tentar".
 
*"A [[verdade]] surge mais facilmente do [[erro]] do que da confusão".
 
*"Se o [[dinheiro]] não for seu servo, será o seu patrão."
 
*"Triste não é mudar de [[idéia]]. Triste é não ter idéia para mudar."
 
*"A [[vingança]] é uma espécie de [[justiça]] selvagem."
 
*"Os [[homens]] devem saber que só [[Deus]] e os anjos[[anjo]]s podem ser espectadores do [[teatro]] da [[vida]] humana."
 
*"O falar incessantemente por hipérboles só se adapta ao [[amor]]."
 
*"As idéias[[idéia]]s governam o [[mundo]]."
 
*"O [[conhecimento]] é em si mesmo um [[poder]]."
 
*"Nunca há excesso na [[caridade]]."
 
*"A [[sabedoria]] dos crocodilos consiste em verter lágrimas quando querem devorar."
*"As obras e fundadores mais nobres nasceram de homens sem filhos."
 
*"A sabedoria dos crocodilos consiste em verter lágrimas quando querem devorar."
 
*"O ateu procura convencer os outros para persuadir a si próprio."
 
*"As casas[[casa]]s são construídas para serem habitadas e não para serem contempladas."
 
*"A leitura torna o homem completo; a conversação torna-o ágil; e o escrever dá-lhe precisão."
 
*"A [[verdade]] é filha do [[tempo]], não da [[autoridade]]."
 
*"A [[virtude]] da [[prosperidade]] é a [[temperança]]. A virtude da [[adversidade]], a [[força]]."
 
*"O homem é aquilo que sabe."
*"Seja verdadeiro consigo mesmo e não seja falso com os outros."
 
*"A [[glória]] e a [[honra]] são aguilhões da [[virtude]]."
 
*"A [[amizade]] redobra as alegrias e reparte as penas em duas metades. "
 
*"Os [[homens]] temem a [[morte]] como as crianças[[criança]]s temem o escuro, e ambos esses medos são aumentados pelas histórias[[história]]s que se lhes contam."
 
*"Nada prejudica tanto qualquer lugar, quanto gente astuta passar por inteligente."
 
*"A [[esperança]] é um bom desjejum, mas um péssimo jantar."
 
*"Não há equívoco maior do que confundir [[homens]] [[inteligência|inteligentes]] com [[sabedoria|sábios]]."
 
*"O [[homem]] pode tanto quanto sabe."
 
*"As pessoas preferem acreditar naquilo que elas preferem que se seja [[verdade]]."
 
{{wikipédia}}
 
{{commons|Francis Bacon}}
 
{{wikisource2|en:Author:Francis Bacon}}
 
[[Categoria:Pessoas]]
[[Categoria:Ingleses]]
[[Categoria:Políticos do Reino Unido]]
[[Categoria:Escritores do Reino Unido]]