Charles Bukowski: diferenças entre revisões

16 bytes adicionados ,  13 de junho de 2008
m
sem resumo de edição
m (clean up AWB)
mSem resumo de edição
 
*"É tão fácil ser poeta, e tão difícil ser um homem."
 
*"Talvez a miséria tenha chegado. Não se pode viver da própria alma. Não se pode pagar o aluguel com a alma. Experimente fazer isso um dia. É o início do Declínio e a Queda do Ocidente, como [[Splenger]] dizia. Todo mundo é tão ganancioso e decadente, a decomposição realmente começou. Eles matam gente aos milhões nas guerras e dão medalhas por isso. Metade das pessoas deste mundo vai morrer de fome enquanto a gente fica por aí sentado vendo TV."
 
*"Não, eu não odeio as pessoas. Só prefiro quando elas não estão por perto."
 
*"Os grandes homens são os mais solitários."
*"Meu pai. Ele gostava de ovos moles, eu gosto deles duros. Ele gostava de companhia, eu gosto de solidão. Ele gostava de dormir à noite, eu gosto de dormir de dia. Ele gostava de cachorros, eu puxava as orelhas deles e enfiava fósforos no rabo deles. Ele gostava do emprego, eu gosto de vagabundar."
 
*"Saber que não tinha coragem de fazer o que era necessário me fez sentir horrível."
 
*"Sem ambição, sem talento, sem sorte. O que me mantinha fora da sarjeta era pura sorte, e a sorte jamais durava."
 
*"O enterro de meu pai. Atravessamos a rua e entramos na casa mortuária. Alguém dizia que meu pai tinha sido um bom homem. Me deu vontade de contar a eles o outro lado. Que ele era um homem ignorante. Cruel. Patriótico. Com fome de dinheiro. Mentiroso. Covarde. Um impostor. Minha mãe só estava há um mês debaixo do chão e ele já estava chupando os peitos e dividindo o papel higiênico com outra mulher. Depois alguém cantou. Nós desfilamos diante do caixão. Talvez eu cuspa nele, pensei."
 
*"Minha única ambição é não ser nada, me parece a coisa mais sensata."
 
*"O melhor leitor e a melhor pessoa são os que me recompensam com a sua ausência."
 
*"Os grandes homens são os mais solitários."
 
*"Não sei quanto às outras pessoas, mas quando me abaixo para colocar os [[sapato]]s de [[manhã]], penso, [[Deus]] Todo-Poderoso, o que mais agora?"
*"Pica é que nem dinheiro, foi feito pra gastar."
 
*"Me lembro de que, quando era menino, li um livro de [[Hemingway]]. Um cara vivia indo para a cama com uma mulher e não conseguia, porque amava a mulher e ela o amava. Deus do céu, eu pensei, que livro sensacional. Todos esses séculos, e ninguém escreveu sobre esse aspecto da coisa. Achava que o cara era simplesmente um burro feliz demais para conseguir. Mais adiante, li no livro que ele tinha perdido os órgãos genitais na guerra. Que decepção."
 
*"O [[mundo]] inteiro é um saco de merda se rasgando. Não posso salvá-lo."
 
*"Se quiser saber onde está deus, pergunte a um bêbado."
 
*"Meu pai. Ele gostava de ovos moles, eu gosto deles duros. Ele gostava de companhia, eu gosto de solidão. Ele gostava de dormir à noite, eu gosto de dormir de dia. Ele gostava de cachorros, eu puxava as orelhas deles e enfiava fósforos no rabo deles. Ele gostava do emprego, eu gosto de vagabundar."
 
*"O amor é uma espécie de preconceito. A gente ama o que precisa, ama o que faz sentir bem, ama o que é conveniente. Como pode dizer que ama uma pessoa quando há dez mil outras no mundo que você amaria mais se conhecesse? Mas a gente nunca conhece."
 
*"O enterro de meu pai. Atravessamos a rua e entramos na casa mortuária. Alguém dizia que meu pai tinha sido um bom homem. Me deu vontade de contar a eles o outro lado. Que ele era um homem ignorante. Cruel. Patriótico. Com fome de dinheiro. Mentiroso. Covarde. Um impostor. Minha mãe só estava há um mês debaixo do chão e ele já estava chupando os peitos e dividindo o papel higiênico com outra mulher. Depois alguém cantou. Nós desfilamos diante do caixão. Talvez eu cuspa nele, pensei."
 
*"Os grandes poetas morrem em penicos fumegantes de merda."
 
*"O que mata não é a bebida, mas sim trabalhar antes do meio dia..."
 
*"Talvez a miséria tenha chegado. Não se pode viver da própria alma. Não se pode pagar o aluguel com a alma. Experimente fazer isso um dia. É o início do Declínio e Queda do Ocidente, como Splenger dizia. Todo mundo é tão ganancioso e decadente, a decomposição realmente começou. Eles matam gente aos milhões nas guerras e dão medalhas por isso. Metade das pessoas deste mundo vai morrer de fome enquanto a gente fica por aí sentado vendo TV."
 
*"Eu digo à mulher que seu rosto é uma grande experiência para mim e que suas mãos são minha alma - Qualquer coisa para ela abaixar a calcinha."
*"Contudo, todos nós precisamos de fuga. As horas são longas e têm de ser preenchidas de algum modo até nossa morte. E simplesmente não há muita glória e sensação para ajudar. Tudo logo se torna chato e mortal. Acordamos pela manhã, jogamos o pé para fora da cama, colocamo-los no chão e pensamos 'ah, merda, e agora?'"
 
*"Ando com a morte no meu bolso direito, asás vezes a tiro de lá e digo, e ai gata, quando quiser me pegar, estarei pronto."
 
*"Botei uma camisa, uma calça, ..., corri pro banheiro e vomitei. Tentei escovar os dentes, mas só consegui vomitar de novo. ... -Você tá mal - disse Lydia. -Quer que eu saia? - Não, não, eu tô legal. Sempre acordo desse jeito." (sobre o seu despertar)
 
*"-Por que é que escreve sobre mulheres daquele jeito? -Que jeito? Você sabe. Não sei não. -Ora, eu acho uma vergonha um cara escrever tão bem como você e não saber nada sobre as mulheres. Não respondi." (sobre mulheres)
- Respirar é uma doença!"
 
*"Que tempos difíceis eram aqueles: ter a vontade e a necessidade de viver, mas não a habilidade."
 
[[Categoria:pessoas]]
5

edições