Diferenças entre edições de "Hamlet"

1 317 bytes adicionados ,  00h15min de 24 de abril de 2008
sem resumo de edição
m (Bot: Adicionando: cs:Hamlet)
 
*"À todos, teu ouvido; a voz, a poucos; ouve opiniões, mas forma juízo próprio". Ato I, Cena III.
 
*"Ser ou não ser, essa que é a questão:
Será mais nobre suportar na mente
As flechadas da trágica fortuna
Ou tomar contra um mar de escolhos
E, enfrentando-os, vencer? Morrer - dormir:
Nada mais; e dizer que pelo sono
Findam-se as dores, como os mil abalos
Inerentes à carne - é a conclusão
Que devemos buscar. Morrer - dormir.
Dormir! Talvez sonhar - eis o problema,
Pois os sonhos que vierem nesse sono
De morte, uma vez livres deste invólucro
Mortal, fazem cismar. Esse é o motivo
Que prolonga a desdita desta vida.
Quem suportará os golpes do destino,
Os erros do opressor, o escárnio alheio,
A ingratidão no amor, a lei tardia,
O orgulho dos que mandam, o desprezo
Que a paciência atura dos indignos,
Quando podia procurar repouso
Na ponta de um punhal? Quem carregará
Suando o fardo da pesada vida
Se o medo do que vem depois da morte -
O país ignorado de onde nunca
Ninguém voltou - não nos turbasse a mente
E nos fizesse arcar c'o mal que temos
Em vez de voar para esse, que ignoramos?
Assim nossa consciência se acovarda
E o instinto que inspira as decisões
Desmaia no indeciso pensamento;
E as empresas supremas e oportunas
Desviam-se do fio da corrente
E não são mais ação, Silêncio agora!
A bela Ofélia! - Ninfa, em tuas preces,
Recorda os meus pecados."
Ato III Cena I-Hamlet
 
{{wikipédia}}
4

edições