Diferenças entre edições de "Didier Anzieu"

90 bytes adicionados ,  18h31min de 16 de abril de 2008
sem resumo de edição
(Nova página: {{Autor |Wikipedia= Didier Anzieu |Wikicommons |Nombre= |Gutenberg= |Cervantes= |DominioPu=2149 |DomiPubli= |EbooksG= |Color=#c0c0c0 }} ---- [[w: Didier Anzieu |''' Didier Anzieu '...)
 
|Gutenberg=
|Cervantes=
|DominioPu=2149
|DomiPubli=
|EbooksG=
|Color=#c0c0c0
}}
[[w: Didier Anzieu |''' Didier Anzieu ''']] , ''([[8 de julho]] de [[1923]]- [[25 de novembro]] de [[1999]]) foi um célèbre psicanalista francês. ''
 
----
 
 
[[w: Didier Anzieu |''' Didier Anzieu ''']] , ([[1923]]-[[1999]]) foi um célèbre psicanalista francês.
*”Não hesito em me qualificar de ortodoxo no sentido que, como todo analista reconhecido pelo [[Associação Internacional de Psicanálise]], considero que os pacientes que analisamos( ...) devem ser recebidos várias vezes por semana, no mínimo tres vezes, para sessões que duram quarenta e cinco minutos; que os horários devem ser respeitados pelo analista, bem como a regra de abstinência, que exclui relações sexuais, amorosas, agressivas, sociais, mundanas, comerciais( entre o analista e o analisando).Considero que a interpretação é o instrumento essencial da psicanálise, que ela deve ser comunicada no momento oportuno, nem cedo demais, nem tarde demais, de maneira sobria, preparada progressivamente antes e, se for o caso, repetida ulteriormente de diversas maneiras’’.
:- ''Entrevista com Gilbert TARRABE, em ‘’Une peau pour les pensées’’( Uma pele para os pensaamentos), páginas 41-42, Editor: Clancier-Guenaud, Paris,1986, ISBN 2-86215-083-5''
 
 
[[categoria:pessoas]] [[categoria:psicanalistas da França]]
==Citações==
*”Não hesito em me qualificar de ortodoxo no sentido que, como todo analista reconhecido pelo [[Associação Internacional de Psicanálise]], considero que os pacientes que analisamos( ...) devem ser recebidos várias vezes por semana, no mínimo tres vezes, para sessões que duram quarenta e cinco minutos; que os horários devem ser respeitados pelo analista, bem como a regra de abstinência, que exclui relações sexuais, amorosas, agressivas, sociais, mundanas, comerciais( entre o analista e o analisando).Considero que a interpretação é o instrumento essencial da psicanálise, que ela deve ser comunicada no momento oportuno, nem cedo demais, nem tarde demais, de maneira sobria, preparada progressivamente antes e, se for o caso, repetida ulteriormente de diversas maneiras’’.
-Entrevista com Gilbert TARRABE, em ‘’Une peau pour les pensées’’( Uma pele para os pensaamentos), páginas 41-42, Editor: Clancier-Guenaud, Paris,1986, ISBN 2-86215-083-5