Diferenças entre edições de "Nelson Piquet"

1 805 bytes adicionados ,  06h49min de 14 de fevereiro de 2008
sem resumo de edição
:- ''Entrevista para a revista Grid em 1987''
 
*"Quando cheguei na Williams, por exemplo, eu concorria com o piloto inglês da equipe, o Nigel Mansell. Eu queria ganhar, mas tudo o que eu desenvolvia ia para ele. Então armei um plano: dividir a equipe dentro da equipe. Comecei a descobrir as coisas fracas dele, como a mulher feia que ele tinha, e que ele era burro. Criei uma briga com ele e dividimos o time. Aí comecei a desenvolver o meu carro e não o dele. Venci. Essa foi uma das malícias".
*"Já tivemos várias discussões. Prospostas que acabam quando eu falo das minhas pretensões financeiras. A Ferrari tem uma política definida. Gosta de contratar jovens pilotos talentosos por três anos, por salários de honra. Ou seja, paga pouco pelo privilégio de deixar guiar seus carros. Por enquanto, não é minha meta"
:Piquet explicando o plano para conquistar o Campeonato de 1987.
:- ''Entrevista para a revista Isto é Gente em 2001''
 
*"De jeito nenhum. Tudo o que fiz foi muito melhor do que ele. Eu ganhei três campeonatos, com três motores diferentes. E, em todos os campeonatos em que participei, eu mesmo desenvolvia tudo. Ele não. Ele sempre correu com carro melhor, correu com piloto que acertava o carro para ele. E a primeira vez que ele começou a ficar sozinho num time e que ele tinha que acertar o carro, começou a ficar cheio de problemas, cheio de angústia e cheio de tudo. Foi quando houve o acidente e ele morreu"
:Piquet dizendo que não se sentia inferior ao prestígio de Senna, já que ambos são tricampeões.
:- ''Entrevista para a revista Isto é Gente em 2001''
 
*"Eu sabia que era só atiçar que ele (Mansell) vinha. E o babaca veio".
:Piquet conta como venceu O GP da Austrália, em Adelaide, em 1990. O piloto brasileiro ocupou o trilho limpo da pista e escancarou a parte suja para Mansell executar a ultrapassagem na última curva. Depois fechou o inglês, com lícita e milimétrica precisão, numa manobra que, além da vitória, rendeu a Nélson Piquet o 3º lugar no Mundial de Pilotos de 1990, no Grande Prêmio de número 500 da Fórmula 1".
:- ''matéria do jornalista Lemyr Martins na coluna "Retrovisor" em 2001''
 
*"Já tivemos várias discussões. Prospostas que acabam quando eu falo das minhas pretensões financeiras. A Ferrari tem uma política definida. Gosta de contratar jovens pilotos talentosos por três anos, por salários de honra. Ou seja, paga pouco pelo privilégio de deixar guiar seus carros. Por enquanto, não é minha meta".
:Piquet dizendo que a equipe Ferrari paga o que é conveniente para ela.
:- ''Entrevista para a revista Grid em 1987''
Utilizador anónimo