Diferenças entre edições de "Justiça"

1 byte adicionado ,  06h39min de 29 de junho de 2006
sem resumo de edição
"Todas as más obras humanas pelo sangue do Cordeiro Jesus Cristo não apagadas... elas serão no Juízo Final reveladas publicamente, perante o grandíssimo público cósmico composto por todas as gerações do planeta Terra, por anjos e pelo Juiz Jesus Cristo assentado no Grande Trono Branco. E, assim, as humanas obras más serão condenadas, juntamente com todas as obras más de Satanás e de seus anjos demoníacos. A existência eterna dos santos (os salvos) conquistada pelo sangue do Cordeiro Jesus Cristo será a vida eterna. A existência eterna dos que rejeitaram a salvação gratuita oferecida pelo Cordeiro será a 'segunda morte' (não mais a morte física; e, sim, a morte espiritual plena: o castigo eterno, o tormento eterno, o fogo que não se apaga e o afastamento eterno de Deus e da Vida, que é Cristo Jesus - O Salvador da humanidade e Restaurador de todas as coisas e Aquele que há de julgar os vivos e os mortos.). Existência não significa exatamente VIDA. Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (Bíblia – João 14:6). A vida é a existência eterna e boa em amizade com Deus. O divino Salvador Jesus Cristo nazareno é O Caminho, A Verdade e A Vida. Receba da parte de Deus-Criador o presente da Vida: PelO Caminho, Siga A Verdade e chegue nA Vida (A Vida Eterna). JESUS CRISTO é AMOR e JUSTIÇA".
:Autor: [[escritor Eliel Simão]]
 
 
*"É melhor correr o risco de salvar um homem culpado do que condenar um inocente".