Diferenças entre edições de "John Lennon"

3 bytes adicionados ,  19h21min de 4 de março de 2006
sem resumo de edição
*"Não me esperem ver atrás de barricadas, a menos que elas sejam de flores"
 
*"Você faz seu próprio sonho. É a história dos Beatles, não é? É a história de Yoko. É o que eu digo agora. Faça seu próprio sonho. Se você quiser salvar o peru. É bem possível fazer alguma coisa, mas não dotá-lo de paquímetrosparquímetros. Não espere que Jimmy Carter ou Ronald ReagamReagan ou Jonh Lennon ou Yoko Ono ou Bob Dylan ou Jesus Cristo venha e faça por você. Você tem de fazê-lo sozinho. É o que os grandes mestres têm dito desde que os tempos começaram. Eles podem apontar o caminho, deixar indicações e instruções em variados livros que são chamados sagrados e venerados por suas capas, e não por aquilo que dizem, mas as instruções estão aí para que todos as vejam. Sempre estiveram e sempre estarão. Não há nada de novo sob o sol. Todos os caminhos levam a Roma. E as pessoas não podem fazê-lo por você. Eu não posso te despertar. Você pode se despertar. Eu não posso te curar. Você pode se curar."
 
*"O medo do desconhecido. É o medo dele que impele todo mundo para os sonhos, as ilusões, as guerras, a paz, o amor, o ódio, tudo isso - é ilusão. É isso o desconhecido. Aceite o desconhecido e será uma viagem tranqüila. Tudo é desconhecido - aí você estará à frente do jogo. É o que é certo."
*"Deus é o conceito pelo qual medimos nossa dor."
 
*"AsÀs vezes, a gente pondera, quer dizer, pondera mesmo. Eu sei que fazemos nossa própria realidade, e que sempre temos uma escolha, mas quanto disso é predeterminado? Será que existe sempre uma bifurcação na estrada, com dois caminhos igualmente predeterminados? Poderia haver centenas de caminhos em que se pudesse escolher esta ou aquela direção; existe a escolha, às vezes é muito estranho..."
 
 
Utilizador anónimo