Diferenças entre edições de "Morte"

1 byte adicionado ,  10h35min de 11 de fevereiro de 2006
sem resumo de edição
*"Morrer é apenas não ser visto. Morrer é a curva da estrada".
:[[Fernando Pessoa]]
 
*"É uma infâmia nascer para morrer não se sabe quando nem onde".
:[[Clarice Lispector]]
 
*"Foi trabalhoso abrir a cova. A terra estava dura, calcada, havia raízes a um palmo do chão. Cavaram à vez o motorista, os dois policiais e o primeiro cego. Perante a morte, o que se espera da natureza é que percam os rancores a força e o veneno, é certo que se diz que o ódio velho não cansa, e disso não faltam provas na literatura e na vida, mas isto aqui, a bem dizer, não era ódio, e de velho nada, pois que valhe um roubo de um automóvel ao lado do morto que o tinha roubado, e menos ainda no mísero estado em que se encontra, que não são precisos olhos para cavar mais fundo que três palmos."
:[[José Saramago]]
 
*"‘A vida vale a pena?’ Isso não é pergunta que se faça a um homem, mas a um embrião".
*"A morte nos ensina a transitoriedade de todas as coisas".
:[[Leo Buscaglia]]
 
*"É uma infâmia nascer para morrer não se sabe quando nem onde".
:[[Clarice Lispector]]
 
*"A salvação e a morte não podem olhar nos olhos uma da outra".
:Autor: [[Saint-Jonh Perse]]
 
*"Foi trabalhoso abrir a cova. A terra estava dura, calcada, havia raízes a um palmo do chão. Cavaram à vez o motorista, os dois policiais e o primeiro cego. Perante a morte, o que se espera da natureza é que percam os rancores a força e o veneno, é certo que se diz que o ódio velho não cansa, e disso não faltam provas na literatura e na vida, mas isto aqui, a bem dizer, não era ódio, e de velho nada, pois que valhe um roubo de um automóvel ao lado do morto que o tinha roubado, e menos ainda no mísero estado em que se encontra, que não são precisos olhos para cavar mais fundo que três palmos."
:[[José Saramago]]
 
{{wikipédia}}
Utilizador anónimo