Diferenças entre edições de "Christiane F."

1 426 bytes adicionados ,  16h06min de 12 de janeiro de 2006
sem resumo de edição
 
*"Eu nunca quis ser exemplo de nada a ninguém, acho que cada um deve saber o que está fazendo. Eu, pelo menos, sei o que faço".
:Fonte: Em entrevista ao semanário holandês De Limburger, em 2005, citada no site Terra.br em reportagem de Alec Duarte, numa quarta-feira, dia 11 de janeiro de 2006, às 13h41.
 
*"Claro que Hitler foi um porco, mas, quando vejo fotos da molecada daquela época, só vejo rostos contentes".
:Fonte: em entrevista à revista Manchete, em 1984, aos 22 anos., citada no site Terra.br em reportagem de Alec Duarte, numa quarta-feira, dia 11 de janeiro de 2006, às 13h41.
 
* "um incrível sentimento de poder". E completou: "Tudo o que antes te enchia o saco desaparece".
:Fonte: Sobre a heroína, Christiane nunca mostrou ressentimentos. Em 1980, falando à Playboy alemã, citada no site Terra.br em reportagem de Alec Duarte, numa quarta-feira, dia 11 de janeiro de 2006, às 13h41.
 
*"Eu prefiro heroína a um copo de álcool".
:Em 1980, falando à Playboy alemã, citada no site Terra.br em reportagem de Alec Duarte, numa quarta-feira, dia 11 de janeiro de 2006, às 13h41.
 
*"Lá, aprendi a me impor".
:Sobre sua experiência na prostituição.
Em 1980, falando à Playboy alemã, citada no site Terra.br em reportagem de Alec Duarte, numa quarta-feira, dia 11 de janeiro de 2006, às 13h41.
 
*"Há safados que misturam a droga para conseguir mais quantidade e dinheiro. Mas há também vendedores de carros usados que sabem que os compradores terão problemas com o produto que vão adquirir. Perto destes, a maioria dos traficantes é até decente".
Em 1980, falando à Playboy alemã, citada no site Terra.br em reportagem de Alec Duarte, numa quarta-feira, dia 11 de janeiro de 2006, às 13h41.
 
 
[[Categoria:Pessoas]]
5 299

edições