Diferenças entre edições de "Georges Sorel"

* A nascente ideologia do Fascismo derivava o seu conteúdo básico inicial da síntese sindicalista-nacionalista. Essa síntese não seria possível sem a contribuição original de Sorel, que havia pregado o ódio à herança do século XVIII, por Voltaire e Rousseau, pela Revolução Francesa, pelo racionalismo e pelo otimismo, pela democracia liberal e pela sociedade burguesa.
:- [[Zeev Sternhell]], com Mario Sznajder, Maia Asheri, in: ''The Birth of Fascist Ideology: From Cultural Rebellion to Political Revolution'', Princeton, New Jersey, Princeton University Press, 1994. ISBN 0691044864, ISBN 978-0691044866. p. 90
 
* Devo muito a Georges Sorel. Este mestre do sindicalismo, com suas teorias turbulentas de táticas revolucionárias, foi quem mais contribuiu para formar a disciplina, a energia e o poder das coortes fascistas.
:- ''I owe most to Georges Sorel. This master of syndicalism by his rough theories of revolutionary tactics has contributed most to form the discipline, energy and power of the fascist cohorts''.
:- [[Benito Mussolini]] como citado em ''The New Inquisitions: Heretic-Hunting and the Intellectual Origins of Modern Totalitarianism'', Arthur Versluis, Oxford University Press, 2006. ISBN 0195306376, ISBN 978-0195306378. p. 39.
 
[[Categoria:Filósofos da França]]
695

edições