Diferenças entre edições de "Generosidade"

m
+fontes -sem fontes
m
m (+fontes -sem fontes)
 
----
 
* "A humanidade é virtude da mulher; a generosidade é virtude do homem."
:- ''[[Adam Smith]]
 
* "A [[humanidade]] é virtude da [[mulher]]; a [[generosidade]] é virtude do [[homem]]."
* "A verdadeira generosidade para com o futuro consiste em dar tudo ao presente."
::- ''Humanity is the virtue of a woman, generosity that of a man
:- ''[[Albert Camus]]
:::- ''The theory of moral sentiments: To which is added a dissertation on the origin of languages - [http://books.google.com.br/books?id=-V4AAAAAMAAJ&pg=PA285 Página 285], [[Adam Smith]] - Printed for A. Millar, A. Kincaid and J. Bell in Edinburgh; and sold by T. Cadell, 1767 - 478 páginas
 
* "A verdadeira [[generosidade]] nãopara estácom emo dar-me[[futuro]] aquilo de que preciso mais do que tu, masconsiste em dar-me aquilo de que precisas mais dotudo queao eupresente."
::- ''La vraie générosité envers l'avenir consiste à tout donner au présent.
:- ''[[Khalil Gibran]]
:::- ''[[Albert Camus]] como citado in: La nature et l' homme dans l'oeuvre d' Albert Camus et dans la pensee de Teilhard de Chardin, [https://books.google.com.br/books?id=5WXszlSvhFEC&pg=PA160 página 160], Lionel Cohn · 1975
 
* "A [[generosidade]] não está em dar-me aquilo de que preciso mais do que tu, mas em dar-me aquilo de que precisas mais do que eu."
* "O homem é generoso pois doa o bem material. A mulher é humana pois doa amor, o bem essencial"
::- ''Generosity is not in giving me that which I need more than you do , but it is in giving me that which you need more than I do
:- ''[[Adam Smith]]
:::- ''The Beauty of Friendship, [[Kahlil Gibran]] · Hallmark Cards, 1978, ISBN 0875295584, 9780875295589
 
* "A generosidade não tem necessidade de salário: paga-se por si mesma."
:- ''[[De Livry]]
 
* "Como sou mesquinho quando a vida me dá ouro e eu te dou prata, e, contudo, julgo-me generoso."
:- ''[[Khalil Gibran]]
 
* "Nesta era de acúmulo, egoísmo e posse, gestos de desapego são raros e transformam um dia banal em um dia especial."
::- ''[[Martha Medeiros]] in [http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a1714357.xml&template=3916.dwt&edition=9004&section=78 artigo] "O anel que tu me deste", Zero Hora, 23 de dezembro de 2007 | N° 15457
:- ''[[Martha Medeiros]]
 
* "Desconfia da generosidade dos que se queixam dos ingratos."
::- ''[[Provérbios em Português]]
 
* "O [[dinheiro]] é a coisa mais importante do [[mundo]]. Ele representa [[saúde]], [[força]], [[honra]], [[generosidade]] e [[beleza]], visivelmente como a falta dele representa [[doença]], [[fraqueza]], [[desgraça]], [[maldade]] e [[fealdade]]."